leile_pinto@hotmail.com

domingo, 20 de março de 2011

GUERRA NA LÍBIA - ESTUPIDEZ!!!


Revolução contra o atual regime ditatorialVer artigo principal: Protestos na Líbia

Em fevereiro de 2011, manifestações contra o governo de Muammar al-Gaddafi provocaram a morte de dezenas de civis.
A comunicação por telefone é difícil e o país cortou por completo o acesso dos computadores à internet.
A embaixada de diversos países, incluindo Brasil e Portugal tem tomado medidas para retirar cidadãos de seus respectivos países de solo Líbio.
A imprensa internacional não foi autorizada a entrar no país e o aeroporto de Tripoli teve suas pistas bombardeadas, dificultando aterrisagens e decolagens, tornando muito crítica a situação do país. Relatos provenientes de testemunhas que falaram por telefone à estação de televisão britânica BBC, contam que atiradores abrem fogo indiscriminadamente sobre pessoas que não representam nenhuma ameaça.
'Eles não fazem distinção (entre civis e militares), estão atirando para limpar as ruas. (Os atiradores) não são humanos, não sei o que são. Vi uma mulher ser morta apenas por ter ido à varanda de sua casa. Ela não estava fazendo nada, não estava protestando. Apenas olhou pela sua varanda. E minha esposa ouviu o barulho de aviões bombardeando as pessoas".

As forças leais ao ditador da Líbia, Muammar Gadafi, atacaram a cidade de Misrata, a terceira maior do país e que atualmente é dominada por rebeldes da oposição. Misrata foi um dos locais atingidos no sábado pelo ataque das forças aliadas, que bombardearam 20 alvos do sistema integrado de defesa aérea.

Barcos das forças de Gadafi estariam cercando o porto e impedindo que ajuda chegasse a cidade. Informações de agências internacionais indicam que a quantidade de vítimas é muito grande, mas não foram divulgados números ainda. A TV "Al Jazeera" relatou que diversos carros de combate das forças governistas ocuparam o centro de Misrata.

EUA vão posicionar mais navios de guerra próximo à Líbia, diz Pentágono
Grupo anfíbio USS Bataan chegará ao Mediterrâneo em 23 de março.
Na véspera, a ONU autorizou ação militar contra o governo de Kadhafi.

Os EUA vão posicionar mais navios anfíbios no Mar Mediterrâneo, como parte dos esforços para conter a violência na Líbia, disse nesta sexta-feira (18) o Pentágono.

O grupo anfíbio de prontidão USS Bataan vai chegar ao local em 23 de março, para apoiar as unidades do grupo USS Kearsarge, já posicionadas no Mar Mediterrâneo.

Ele incluiu o navio de assalto USS Bataan, baseado na Virgínia, e outros navios.

O anúncio ocorre um dia após o Conselho de Segurança da ONU ter dado sinal verde a um ataque internacional à Líbia, após um mês de confrontos entre forças leais ao ditador Muammar Kadhafi e rebeldes oposicionistas que tentam derrubá-lo.

QUANTO MAIS CONHEÇO OS SERES HUMANOS, MAIS AMO OS ANIMAIS...

Nenhum comentário:

Postar um comentário