leile_pinto@hotmail.com

quarta-feira, 26 de maio de 2010

DESCOBRIMENTO DO BRASIL - 22 DE ABRIL



Em 22 de abril de 1500 chegava ao Brasil 13 caravelas portuguesas lideradas por Pedro Álvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil.

Caravelas portuguesas chegando ao litoral brasileiro

Após deixarem o local em direção à Índia, Cabral, na incerteza se a terra descoberta tratava-se de um continente ou de uma grande ilha, alterou o nome para Ilha de Vera Cruz. Após exploração realizada por outras expedições portuguesas, foi descoberto tratar-se realmente de um continente, e novamente o nome foi alterado. A nova terra passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Somente depois da descoberta do pau-brasil, ocorrida no ano de 1511, nosso país passou a ser chamado pelo nome que conhecemos hoje: Brasil.


Descobrimento do Brasil, Francisco Aurélio de Figueiredo e Melo, 1887. Acervo do Museu Histórico Nacional do Rio de Janeiro
O descobrimento do Brasil ocorreu no período das grandes navegações, quando Portugal e Espanha exploravam o oceano em busca de novas terras. Poucos anos antes da descoberta do Brasil, em 1492, Cristóvão Colombo, navegando pela Espanha, chegou a América, fato que ampliou as expectativas dos exploradores. Diante do fato de ambos terem as mesmas ambições e com objetivo de evitar guerras pela posse das terras, Portugal e Espanha assinaram o Tratado de Tordesilhas, em 1494. De acordo com este acordo, Portugal ficou com as terras recém descobertas que estavam a leste da linha imaginária ( 200 milhas a oeste das ilhas de Cabo Verde), enquanto a Espanha ficou com as terras a oeste desta linha.


Mesmo com a descoberta das terras brasileiras, Portugal continuava empenhado no comércio com as Índias, pois as especiarias (cravo, canela, gengibre, pimenta, noz moscada, açafrão) que os portugueses encontravam lá eram de grande valia para sua comercialização na Europa. As especiarias comercializadas eram: cravo, pimenta, canela, noz moscada, gengibre, porcelanas orientais, seda, etc. Enquanto realizava este lucrativo comércio, Portugal realizava no Brasil o extrativismo do pau-brasil, explorando da Mata Atlântica toneladas da valiosa madeira, cuja tinta vermelha era comercializada na Europa. Neste caso foi utilizado o escambo, ou seja, os indígenas recebiam dos portugueses algumas bugigangas (apitos, espelhos e chocalhos) e davam em troca o trabalho no corte e carregamento das toras de madeira até as caravelas.

Foi somente a partir de 1530, com a expedição organizada por Martin Afonso de Souza, que a coroa portuguesa começou a interessar-se pela colonização da nova terra. Isso ocorreu, pois havia um grande receio dos portugueses em perderem as novas terras para invasores que haviam ficado de fora do tratado de Tordesilhas, como, por exemplo, franceses, holandeses e ingleses. Navegadores e piratas destes povos, estavam praticando a retirada ilegal de madeira de nossas matas. A colonização seria uma das formas de ocupar e proteger o território. Para tanto, os portugueses começaram a fazer experiências com o plantio da cana-de-açúcar, visando um promissor comércio desta mercadoria na Europa.

INÍCIO DAS AULAS 02 DE MARÇO

POR TER INICIADO AS AULAS EM MARÇO, DEIXAMOS DE APROVEITAR O BAILE DE CARNAVAL, NO PRÓXIMO ANO REALIZAREMOS.

DIA DO ÍNDIO 19 DE ABRIL


História do Dia do Índio

Comemoramos todos os anos, no dia 19 de Abril, o Dia do Índio. Esta data comemorativa foi criada em 1943 pelo presidente Getúlio Vargas, através do decreto lei número 5.540. Mas porque foi escolhido o 19 de abril?

Origem da data

Para entendermos a data, devemos voltar para 1940. Neste ano, foi realizado no México, o Primeiro Congresso Indigenista Interamericano. Além de contar com a participação de diversas autoridades governamentais dos países da América, vários líderes indígenas deste contimente foram convidados para participarem das reuniões e decisões. Porém, os índios não compareceram nos primeiros dias do evento, pois estavam preocupados e temerosos. Este comportamento era compreensível, pois os índios há séculos estavam sendo perseguidos, agredidos e dizimados pelos “homens brancos”.

No entanto, após algumas reuniões e reflexões, diversos líderes indígenas resolveram participar, após entenderem a importância daquele momento histórico. Esta participação ocorreu no dia 19 de abril, que depois foi escolhido, no continente americano, como o Dia do Índio.

Comemorações e importância da data

Neste dia do ano ocorrem vários eventos dedicados à valorização da cultura indígena. Nas escolas, os alunos costumam fazer pesquisas sobre a cultura indígena, os museus fazem exposições e os minicípios organizam festas comemorativas. Deve ser também um dia de reflexão sobre a importância da preservação dos povos indígenas, da manutenção de suas terras e respeito às suas manifestações culturais.

Devemos lembrar também, que os índios já habitavam nosso país quando os portugueses aqui chegaram em 1500. Desde esta data, o que vimos foi o desrespeito e a diminuição das populações indígenas. Este processo ainda ocorre, pois com a mineração e a exploração dos recursos naturais, muitos povos indígenas estão perdendo suas terras.

DIA 1º DE MAIO - DIA DO TRABALHADOR- AS PROFISSÕES








.

REUNIÃO PEDAGÓGICA

DIAS: 25 E 26 DE MAIO,ACONTECEU EM NOSSA ESCOLA A NOSSA PRIMEIRA REUNIÃO PEDAGÓGICA, JUNTO COM A DIREÇÃO E AS PROFESSORAS, PARA INICIAR A LEITURA DE UMA BELA MENSAGEM FEITA PELA COORDENADORA LEILE, ¨NÓS E O ESPELHO¨, APÓS A GESTÃO RESSALTOU AS NORMAS , AS PROFESSORAS FALARAM SOBRE COMPORTAMENTO E APRENDIZAGEM DOS ALUNOS E POR FIM A COORDENAÇÃO COMENTOU A REALIZAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO PROJETO ALIMENTAÇÃO E TAMBÉM SOBRE A IMPORTÂNCIA DA CRIANÇA NA ESCOLA.

DIA DO LIVRO - 18 DE ABRIL


Nesse dia as crianças levaram para suas casas um livro confeccionado pela coordenadora e com a participação deles, sem esquecer de mencionar a participação das professoras. No livro consta o nome do aluno, desenho livre, pintura livre, desenho da mão do aluno, uma poesia sobre o livro, muitas gravuras e frases sobre a importância do mesmo. Ficou realmente maravilhoso!

A SEMANA DAS MÃES- EU E MEU FILHÃO


Na segunda-feira entregamos as mães um coração com uma pequena mensagem dentro, na terça-feira foi entregue uma bela mensagem (enrolada e envolvida por uma fita), na quarta-feira elas receberam uma pintura realizada pelos alunos, na quinta-feira foi uma flor com um pirulito e por fim na sexta-feira foi um lindo cartão com mensagem e desenho realizada pelos alunos. Parabéns a todas as mamães!