leile_pinto@hotmail.com

sábado, 29 de setembro de 2012

HEBE CAMARGO - INSUBSTITUÍVEL! MORRE A RAINHA DA ALEGRIA

A cantora, atriz e apresentadora Hebe Camargo morreu neste sábado (29) em casa, em São Paulo. Ela vinha lutando contra um câncer diagnosticado há dois anos e meio. Hebe deixa um legado construído ao longo de seis décadas com talento, alegria e uma afinidade especial com o público. Brincalhona, com uma alegria que parecia não ter fim. Essa era Hebe Camargo, uma das pessoas mais queridas da TV brasileira. A paulista Hebe Camargo nasceu em Taubaté em 1929. Costumava dizer que era uma caipira que mantinha o jeito simples do interior. “Existe motivo nenhum para você mudar sua personalidade porque você tem uma situação melhor ou não. Eu fico com pena de quem muda. Eu fico com pena de quem se sente estrela”, disse em entrevista. Hebe começou cantando no rádio. E dali para TV foi um pulo. Foram 60 anos no ar. A primeira emissora em que Hebe trabalhou ficava no bairro do Sumaré, em São Paulo. Era a TV Tupi, que não existe mais. A então cantora Hebe foi convidada para a primeira transmissão da TV brasileira, um marco histórico, só que naquela noite, ela sumiu e achou graça dessa história. Hebe estava escalada para cantar o hino da televisão, feito sob encomenda para a inauguração. “A Lolita Rodrigues que substituiu cantando o hino, que eu até hoje dou graças a Deus, porque o hino é horrível”, contou brincando em entrevista. Décadas depois, não se aguentou de tanto rir com Nair Bello, quando a amiga Lolita Rodrigues repetiu o tal hino, no Programa do Jô. Hebe, que começou a carreira cantando, logo revelou outro talento. O domínio do palco enfeitiçava a plateia. Ninguém mais segurava a apresentadora. O programa de entrevistas na Rede Record domingo à noite foi mais do que um sucesso. Virou referência. E foi nesses bate-papos que consagrou uma de suas expressões mais famosas, imitada até hoje: “Quando eu gosto muito, vira gracinha, porque eu gosto muito”, explicou. A risada era outra marca de Hebe, assim como o famoso selinho. Ela passou também pela TV Bandeirantes, ficou 25 anos no SBT e, em 2011, foi para a RedeTV. E tinha acabado de assinar um contrato para voltar ao SBT. Mais de meio século depois de iniciar a carreira na TV, a Hebe cantora ressurgiu. Em 2009, soltou a voz no palco do Theatro Municipal de São Paulo para homenagear os 50 anos de carreira de seu ídolo, Roberto Carlos. O ano seguinte começou com um desafio: um câncer no abdômen. Recebeu a solidariedade de todos, até do rei Roberto Carlos. E como numa canção de Roberto, o público talvez tivesse a sensação de que Hebe Camargo não acabaria nunca. Hebe vai permanecer na memória dos fãs e na história da TV brasileira

terça-feira, 25 de setembro de 2012

MERCADANTE PARTICIPA DA ONU EM NOVA YORK

Mercadante participa de iniciativa da ONU em Nova York, nesta quarta Terça-feira, 25 de setembro de 2012 - 18:04 Tweet - divulgue esta matéria no twitter O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, participa nesta quarta-feira, 26, em Nova York, do lançamento da iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) denominada Education First, destinada a promover a educação como direito universal. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, coordenará os trabalhos da proposta, que se insere no âmbito da Global Initiative on Education, uma das prioridades do atual mandato do secretário-geral. O objetivo da iniciativa é centralizar o tema na agenda internacional, com ênfase no papel da educação no fortalecimento de iniciativas individuais e coletivas em face de crises conjunturais e globais. Ban Ki-moon avalia que o projeto pode contribuir de forma significativa ao elevar o perfil político do tema educação e mobilizar os participantes de forma conjunta e abrangente. Além disso, destaca a importância de preservar orçamentos públicos em educação, principalmente diante de medidas de austeridade financeira. A ideia é também encorajar e estimular um movimento global no sentido de melhorar a qualidade da educação, ampliar a inclusão educacional e obter ganhos também no plano do desenvolvimento sustentável. Há ainda a preocupação de gerar recursos adicionais, nos estados-membros, para o desenvolvimento do setor educacional. O lançamento, que faz parte dos debates da 67ª Assembleia-Geral das Nações Unidas, procura posicionar a educação no centro dos esforços para atingir os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), definidos na Declaração do Milênio da ONU, adotada pelos 191 estados-membros em setembro de 2000. Para assegurar a visibilidade e o êxito da proposta entre líderes governamentais, o secretário-geral pretende indicar um grupo de trabalho para desenvolver iniciativas pela educação (Member State Champions), a ser composto por dois chefes de estado ou de governo de cada região do planeta. Nesse contexto, a ONU julga importante a participação brasileira, não apenas pela crescente projeção do país no cenário mundial, mas pelo interesse conferido pelo governo brasileiro ao tema. Metas — Assegurar que todas as crianças estejam nas escolas, aprimorar a qualidade da educação e promover cidadania global são as três áreas prioritárias para a atuação das Nações Unidas. Para cada uma delas serão determinadas metas específicas, além das já estipuladas, a serem alcançadas no período até 2015. Entre elas, por exemplo, estão os compromissos de garantir que as escolas sejam equipadas com recursos adequados de aprendizado; de proteger professores e crianças em áreas afetadas por conflito; de reduzir pela metade o número de adolescentes sem acesso ao ensino de segundo grau e desenvolver métodos pedagógicos integrados às tecnologias de informação e comunicações. A estrutura proposta para a gestão da Education First centraliza as ações de coordenação nos gabinetes do secretário-geral e do secretário-geral adjunto. Aos representantes dos estados-membros participantes da iniciativa caberão ações de apoio e promoção, além de contribuições específicas estabelecidas pelo secretário-geral. O grupo de trabalho terá reuniões anuais, que podem ocorrer paralelamente à Assembleia-Geral da ONU ou em outras datas. A Education First contará, ainda, com um comitê diretor e um grupo técnico consultivo, responsáveis pelo trabalho de concepção, implantação e seguimento da iniciativa e dos compromissos a ela relacionados. O encontro da manhã desta quarta-feira, 26, em Nova York, tem início às 14h15 (de Brasília), no edifício North Lawn, sede da ONU. Também participam da reunião o presidente da África do Sul, Jacob Zuma; a primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning-Schmidt; a diretora-presidente da Fundação de Educação e Ciência do Catar, Sheikha Moza Bint Nasser; o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim; a primeira-ministra da Austrália, Julia Gillard; o primeiro-ministro da Croácia, Zoran Milanovic, e a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco), Irina Bokova. Assessoria de Comunicação Social

sábado, 22 de setembro de 2012

VOTO NULO, VOTO EM BRANCO. SAIBA MAIS...

O voto, como manifestação da vontade do eleitor nas urnas, é tido pelo atual ordenamento brasileiro como obrigatório [01], o que, na verdade, implica num dever de comparecimento às urnas. O eleitor pode votar num candidato, numa legenda partidária, ou simplesmente votar em branco ou anular o seu voto, mas deverá comparecer às urnas. É nessa perspectiva que devem ser compreendidas as diferenças quanto ao que sejam votos válidos e votos em branco e nulos. O Código Eleitoral estabelecia que os votos em branco eram tidos como válidos para fins de determinação do quociente eleitoral (art. 106, parágrafo único). No entanto, a nova Carta Política, em seu art. 77, § 2º, ao dispor sobre a eleição do Presidente, sob o sistema majoritário de dois turnos [02], estabeleceu que eleito estará aquele candidato que obtiver a maioria absoluta dos votos, excluindo-se os nulos e os em branco. Ou seja, a Constituição pretendeu excluir de qualquer cômputo no pleito eleitoral votos que não tenham sido expressamente dados a candidato ou a partido político. Aquele dispositivo do Código Eleitoral, finalmente, foi revogado pela Lei n. 9.504/97. Votos em branco, por pura tautologia, são aqueles em que o eleitor entrega a cédula em branco ou manifesta essa vontade em tecla própria na urna eletrônica. Já os nulos são aqueles atribuídos a candidatos ou legendas partidárias inexistentes. Não há tecla específica na urna eletrônica para o voto nulo. Associando-se essas definições ao novo regramento posto pela Constituição e pela nova lei eleitoral, votos válidos são aqueles atribuídos a candidatos ou partidos, excluindo-se os nulos e os em branco. Leia mais: http://jus.com.br/revista/texto/11506/votos-nulos-nulidade-da-eleicao-e-nova-eleicao#ixzz27DZx9Lqy

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM DESSE MOVIMENTO WWW.NÃOFOIACIDENTE.ORG

Movimento Não Foi Acidente em Belo Horizonte – MG by Rosmary Mariano • 18 de setembro de 2012 • AGENDA • 2 Comments Belo Horizonte (MG) também está apoiando o nosso Movimento. Na manhã do dia 15 de setembro de 2012, os amigos de Fábio Pimentel, mais conhecido como Kexi, acordaram com a notícia de seu falecimento, mais uma vitima de um crime de trânsito. Fábio tinha apenas 20 anos de idade, trabalhava e estudava Administração na PUC no período noturno. Agora, todos os momentos que, ele viveu são apenas memórias no vazio que, impera dentro de cada pessoa que, ele um dia conquistou. Isso devido a outro jovem, Michael Donizete Lourenço (22) que, bateu em seu carro causando sua morte. Michael estava com sua carteira vencida, alcoolizado e, segundo testemunhas, apostava corrida um amigo. Neste link vc confere a matéria: http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2012/09/19/interna_gerais,318329/justica-determina-r-43-540-de-fianca-para-libertar-motorista-que-matou-em-acidente.shtml Diante da barbárie, não dá mais para se calar. Assim, Vitor Braz, Marcela de Ávila, Bernardo Junqueira, Gustavo Dutra, Artur Haddad e Henrique Aguiar estão organizando uma caminhada na cidade de Belo Horizonte em protesto contra a impunidade no trânsito. Quando: 30/09/2012, domingo Onde: Concentração na Praça da Liberdade às 14 horas com caminhada até o local do desastre no alto da Avenida Nossa Senhora do Carmo às 16:00 horas Movimento Não Foi Acidente em Taubaté – SP by Rosmary Mariano • 17 de setembro de 2012 • AGENDA • 3 Comments A cidade de Taubaté também aderiu ao nosso Movimento. Com a ajuda da iniciativa privada, Suselaine Camargo de Jesus conseguiu apoio em seu trabalho e em outras empresas privadas para fazer panfletos, camisetas, banners e, junto com amigos também estão divulgando nossa Campanha na cidade. Suse que, esteve na 2ª Caminhada para a VIDA, nos contou que, no dia 22 de naio de 2011, sua irmã Silvia Regina Camargo Torrilhas, 39 anos que, era moradora de Bady Bassit, uma pequena cidade situada a 450 km da capital paulista faleceu em um crime de trânsito, deixando o marido, dois filhos e família inconsoláveis. Ela voltava da igreja de moto quando, em um ponto da avenida que dá acesso à cidade, um motorista embriagado e, supostamente fazendo racha, invadiu a contramão, atingindo a moto de Silvia. Devido ao impacto, ela faleceu na hora,, já o motorista Roberto Alves de Almeida Junior, ficou impune. A história de Silvia está em nossa página “Por Quem” http://naofoiacidente.org/blog/por-quem/ As pessoas de Taubaté e região que, tiverem interesse de fazer esse trabalho junto com Suse, podem contata-la pelo email suse@jstintas.com.br.

terça-feira, 18 de setembro de 2012

OLIMPÍADAS DE LÍNGUA PORTUGUESA ATÉ SEXTA-FEIRA DIA 21 DE SETEMBRO

Municípios de todo o país que participam da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro têm até sexta-feira, 21, para formar a comissão julgadora municipal responsável pela avaliação dos textos a serem enviados à etapa estadual. Os trabalhos serão produzidos pelos alunos com o apoio dos professores. A olimpíada, promovida pelo Ministério da Educação e pela Fundação Itaú Social, em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), oferece formação a professores da rede pública para o ensino do idioma. O propósito é estimular a leitura e desenvolver a competência de escrita dos estudantes. Os critérios a serem seguidos pela comissão para avaliar os textos estão publicados na Comunidade Virtual Escrevendo o Futuro. Os 500 semifinalistas participarão, com os professores, de encontros regionais em diferentes cidades brasileiras. Os 152 finalistas estarão presentes, também com os professores, diretores, pai ou responsável, no Encontro Nacional, em Brasília, no fim do ano, quando serão anunciados os 20 vencedores. Na etapa regional há também concurso para relato de prática destinado aos professores dos alunos semifinalistas. Uma comissão julgadora selecionará um relato por região. Assessoria de Comunicação Social, com informações da Fundação Itaú Social Matéria republicada com correções

sábado, 15 de setembro de 2012

ALFABETIZAÇÃO - TEMA DE DEBATE

A alfabetização é tema de debate no programa Salto para o Futuro, que vai a ar nesta sexta-feira, 14, às 19 horas. Veiculado pela TV Escola, canal do Ministério da Educação, o programa discute o processo de alfabetização, que normalmente se dá dos seis aos oito anos de idade. Estar alfabetizada significa, ao final do terceiro ano do ensino fundamental, que a criança deve ser capaz de compreender textos escritos em diferentes situações, dominar o sistema alfabético de escrita, ler e escrever com autonomia textos que tratem de assuntos familiares ao seu universo. O ciclo de alfabetização deve ainda garantir a inserção do aluno na cultura escolar e a ampliação das referências culturais, nas diferentes áreas do conhecimento. Participam da discussão as professoras Telma Ferraz Leal, coordenadora do Centro de Estudos em Educação e Linguagem (Ceel), da Universidade Federal de Pernambuco; Francisca Izabel Pereira Maciel, que coordena o grupo de pesquisa Alfabetização no Brasil: o Estado do Conhecimento, na Universidade Federal de Minas Gerais, e Severina Erika Guerra, professora da rede pública municipal de Recife. Ela já atuou na alfabetização de jovens e adultos e trabalha na alfabetização de crianças do primeiro ao terceiro ano. Uma das marcas do Salto para o Futuro é a interatividade. Durante o especial, os telespectadores poderão enviar perguntas sobre o tema, por mensagem eletrônica ou pelo telefone 0800-282-6757 (ligação gratuita de qualquer lugar do país). O programa também mantém um canal aberto para a participação nas redes sociais. É possível o contato via twitter (@TVEscola) ou facebook. Os participantes também podem gravar um vídeo com perguntas ou comentários, postá-lo no youtube e enviar o link para o endereço do programa. A TV Escola pode ser sintonizada via antena parabólica (digital ou analógica) em todo o país. O sinal está disponível também nas tevês por assinatura Claro (canal 123), Sky (canal 112) e Telefônica (canal 694). Assessoria de Comunicação Social

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

ATENÇÃO PROFESSORES!!! LEIA A MATÉRIA.

Professores de língua inglesa da rede pública de ensino farão treinamento nos Estados Unidos por seis semanas. É o que prevê a nova edição do Programa de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa, lançado na segunda-feira, 10, para levar àquele país 540 professores, de todas as unidades da Federação. As inscrições estarão abertas até 15 de outubro. Esta edição do programa vai levar os professores a mais de 20 universidades norte-americanas. Podem participar profissionais brasileiros concursados, com estágio probatório concluído, que ministrem aula de língua inglesa na rede pública da educação básica. Os selecionados receberão ajuda de custo de U$ 500, alojamento no câmpus universitário, alimentação, seguro-saúde e passagens aéreas. “O programa faz parte de um conjunto de ações para internacionalizar o ensino e a universidade brasileira”, afirma o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação, Jorge Almeida Guimarães. “Precisamos realizar essa revolução na educação, tornando nossos estudantes fluentes em mais de uma língua, e essa mudança deve começar nas escolas.” O embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Thomas Shannon, destacou a experiência positiva de edições anteriores. “Tenho certeza de que não estamos realizando algo apenas pelos professores e seus alunos, mas por toda uma geração e nosso futuro”, salienta. A parceria para a implementação das ações foi firmada por Guimarães e Shannon, pelo presidente do Conselho Diretor da Comissão para o Intercâmbio Educacional entre os Estados Unidos da América e o Brasil (Fulbright), John A. Matel, e pela diretora da Escola de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação do Distrito Federal, Olga Cristina Rocha de Freitas, representante do Conselho Nacional dos Secretários da Educação (Consed). Estímulo — O professor Tiago Spíndula Ferreira, 27 anos, participou da última edição do programa e, este ano, passou oito semanas na Universidade de Oregon, nos Estados Unidos. “Meu inglês voltou melhor, aprendi novas métodos para lecionar e estou muito mais estimulado a dar aulas”, diz o professor, que sempre estudou em escola pública. Ele viajou ao exterior pela primeira vez. Há cinco anos, Ferreira leciona inglês a alunos do ensino médio do Centro de Ensino 1 de Planaltina, sexta região administrativa do Distrito Federal. O Programa de Aperfeiçoamento para Professores de Língua Inglesa é coordenado pela Capes, em parceria que envolve a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil e a Comissão Fulbright, com o apoio do Consed. Fortalecer a fluência oral e escrita em inglês, compartilhar metodologias de ensino e avaliação que estimulem a participação do aluno em sala de aula, incentivar o uso de recursos on-line e outras ferramentas na formação continuada de professores e na preparação de planos de aula são alguns dos objetivos do programa. Mais informações sobre o encaminhamento das inscrições estão descritas no edital do programa.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

AS BORBOLETAS - MENSAGEM BELA!

MENSAGEM DA SEMANA Borboletas Muitas vezes, passamos um longo tempo de nossas vidas, correndo desesperadamente, atrás de algo que desejamos, seja um amor, um emprego, uma amizade ou uma casa. Se isso está acontecendo com você, reflita sobre o seguinte: não corra atrás das borboletas; cuide do seu jardim e elas virão até você. A vida usa símbolos para que possamos entender que, antes de merecermos aquilo que nós desejamos, precisamos estar prontos e maduros. Devemos compreender, que a vida segue o seu fluxo e que ele é perfeito. Tudo acontece no seu devido tempo. Nós é que nos tornamos ansiosos e estamos constantemente querendo "empurrar o rio". O rio corre sozinho, obedecendo ao ritmo da natureza. Se passarmos todo o tempo desejando as borboletas e reclamando porque elas não se aproximam da gente, embora vivam no jardim do nosso vizinho, elas realmente não virão. Mas, se nos dedicarmos a cuidar do nosso jardim, a transformar o nosso espaço (a nossa vida) um ambiente agradável, perfumado e bonito, será inevitável, as borboletas virão até nós. Dê o que você tem de melhor e a vida lhe retribuirá. (autor desconhecido)

domingo, 9 de setembro de 2012

ATENÇÃO ESCOLAS PÚBLICAS!!!

Escolas públicas de todo o país devem verificar e retificar, se for o caso, os dados do censo escolar da educação básica de 2012, o que deve ser feito no sistema Educacenso. O prazo vai até 5 de outubro. As informações preliminares sobre matrículas foram divulgadas nesta quinta-feira, 6, no Diário Oficial da União. Os dados publicados referem-se a matrículas na educação infantil, ensino fundamental, ensino médio, educação de jovens e adultos e educação especial. No censo, as escolas preenchem, também, informações sobre infraestrutura, turmas, alunos, professores, auxiliares de ensino e monitores. As instituições de ensino usam como referência a última quarta feira do mês de maio. Entre 30 de maio e 5 de agosto, mais de 98% das escolas que enviaram dados para o censo de 2011 tinham preenchido o de 2012. No entanto, as informações preliminares ainda não podem ser comparadas com as de outros anos. O resultado final será divulgado após a consolidação dos dados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) do Ministério da Educação. Somente os gestores municipais de educação podem retificar os dados, a partir do acesso ao sistema eletrônico do Educacenso. Após o login, os procedimentos passam pelo menu Relatórios e, em seguida, Relatórios Gestores. Em caso de correção, por Fechamento do Censo. Ao visualizar o recibo de fechamento, o gestor deve fazer a opção Retificar. Concluído o processo, precisa pedir novo fechamento. Este ano, além da conferência dos relatórios de gestores, está disponível o acesso ao módulo de confirmação de matrícula, no qual os gestores declaram a veracidade das informações e assinam a responsabilidade pelo envio. Os dados do censo constam da Portaria MEC nº 1.110/2012, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 6, seção 1, página 12. Assessoria de Comunicação Social

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA

A dedicação vale medalha e oportunidades valiosas na vida profissional. No dia 15 de setembro, sábado, às 14h30 (horário de Brasília), cerca de 830 mil alunos do sexto ao nono ano e do ensino médio de escolas públicas de todo o Brasil participarão da segunda fase da oitava edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep). A competição existe há oito anos e cresce a cada edição. Mais de 19,1 milhões de alunos de 46.728 escolas se inscreveram este ano. Em 2011, foram 18,7 milhões de estudantes de 44.691 escolas. Os medalhistas melhor classificados podem participar de programa de iniciação científica júnior com bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Em 2012, serão 4,5 mil bolsas. O Programa Ciência sem Fronteiras prioriza na seleção alunos que conquistaram medalhas em olimpíadas de conhecimento, como a Obmep. Ouro – Para conseguir um bom resultado na prova, estudantes e professores, que também recebem prêmios, enfrentam uma rotina diária de estudos extras. Mesmo quem já conquistou medalhas corre atrás de outras. Bruna Larissa Carvalho de Sousa, 13 anos, competiu em 2011 e foi a primeira aluna do Acre a se tornar medalhista de ouro. Ela pendurou na parede de seu quarto, à vista de quem entra, a medalha que recebeu do ministro Aloizio Mercadante, na cerimônia de premiação da Obmep realizada no Rio de Janeiro, em 27 de agosto. “O ministro me disse que é uma grande honra receber essa medalha”, lembra a estudante, que atualmente mora na capital Rio Branco. No ano passado, 90 mil alunos do Acre participaram da competição. Este ano, ela compete novamente e está classificada para a segunda fase da Obmep. “As questões ficam mais contextualizadas e difíceis”, comenta. Para vencer o desafio, ela inclui questões das provas anteriores da olimpíada nas duas horas diárias de estudo em casa, no turno contrário às aulas da escola. “Ela sempre gostou muito de estudar e leva livros de matemática para estudar em casa”, conta, toda orgulhosa, Lourena Carvalho, mãe de Bruna. A menina frequentava no ano passado a escola municipal Antonia Fernandes de Moura, em Santa Rosa do Purus, uma localidade de difícil acesso e onde moram cerca de 4 mil pessoas. “Só se chega lá de barco ou avião bimotor”, explica Lourena. A conquista da medalha de ouro entusiasma outros estudantes da escola. Sete alunos dos anos finais do ensino fundamental participarão da segunda fase da Obmep 2012. Premiado em 2011 na competição, o professor de matemática de Bruna, Antonio Carlos Osório do Nascimento, espera outras conquistas. “O professor dá o suporte, incentiva, passa o que sabe, mas o mérito de conquistar uma medalha é do aluno. Depende dele se esforçar e descobrir outras maneiras de chegar ao resultado do problema”, observa. Este ano, Bruna, que está no oitavo ano, vai competir por outra escola, o Instituto São José, que fica em Rio Branco. Apaixonada por cálculos, a menina faz planos de estudar engenharia mecatrônica no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP). “É uma área que engloba matemática e outras matérias e que gosto muito”, diz ela. Obmep 2012 – A olimpíada de matemática é realizada em duas fases. A primeira prova é classificatória e é aplicada pelos professores dos alunos na escola em que estudam. A segunda prova contém seis questões, cada uma valendo 20 pontos. Esta fase premia também os professores. “Para ser medalhista de ouro, o aluno tem que ser um dos melhores do Brasil e alcançar uma nota superior a 75% do total da pontuação da prova, ou seja, uma nota entre 84 e 120 pontos”, explica Severino José Correia, coordenador regional da Obmep no Acre. As provas no próximo dia 15 serão aplicadas em 9 mil locais em todo o Brasil. A página da Obmep. Rovênia Amorim

sábado, 1 de setembro de 2012

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA

Escolas públicas de todo o país têm prazo até 3 de setembro para selecionar os textos produzidos pelos alunos, com apoio de professores, e enviá-los à comissão julgadora municipal da terceira edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. Uma vez encerrada a produção dos trabalhos em sala de aula, é hora de cada professor escolher o melhor texto da classe, junto com seus alunos. Durante o mês de agosto as escolas organizaram uma comissão julgadora para selecionar um texto por categoria (poema, memórias literárias, crônica, artigo de opinião). Daí em diante, o texto passa por sucessivas etapas de seleção – municipal, estadual, regional até chegar à nacional. Cabe ao diretor da escola a formação da comissão escolar, que pode ser composta por um grupo de três a cinco avaliadores, entre professores de língua portuguesa, representantes de pais de alunos e da comunidade. Os critérios a serem seguidos pela comissão para avaliar os textos está publicado na comunidade virtual da olimpíada. Os 500 semifinalistas participam com seus professores do Encontro Regional em uma capital brasileira. Os 152 finalistas participam com seus professores, diretores e um pai ou responsável do encontro nacional em Brasília, onde serão anunciados os 20 vencedores. Na etapa regional há também um concurso para relato de prática, destinado aos professores dos alunos semifinalistas. Uma comissão julgadora específica seleciona um relato por região. O programa do Ministério da Educação e Fundação Itaú Social, em parceria com o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), oferece formação a professores da rede pública para o ensino do idioma com o objetivo de estimular a leitura e desenvolver competência de escrita nos alunos. Assessoria de Comunicação Social, com informações da Fundação Itaú Social