leile_pinto@hotmail.com

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

QUE PAÍS É ESSE? APOSENTADORIAS PARA EX-GOVERNADORES.






É preciso trabalhar muito, cumprir várias exigências. Pagar o INSS todo mês para conseguir a aposentadoria.

É assim com a imensa maioria dos brasileiros. Menos para um grupo de ex-governadores. Eles recebem o benefício porque assembleias legislativas estaduais aprovaram leis garantindo o pagamento. Coisa que a Constituição proíbe
Em Santa Catarina, cinco governadores que comandaram o estado depois de 88, quando foi promulgada a Constituição, recebem por mês 22 mil reais, cada um. Não importa quanto tempo ficaram no cargo. Leonel Pavan, por exemplo, governou por nove meses.

No Maranhão, o ex-governador Jackson Lago, que teve o mandato cassado, recebe aposentadoria. Em Rondônia, aposentadorias e pensões que ultrapassam 20 mil reais são pagas para 10 ex-governadores e cinco viúvas.

Pedro Pedrossian foi governador de Mato Grosso e de Mato Grosso do Sul. Recebe aposentadoria dos dois estados.

O ex-segurança se refere a Humberto Bosaipo, que se aposentou como governador de Mato Grosso depois de ficar no cargo por menos de duas semanas. Uma lei específica também permite que a tetraneta de Tiradentes receba pensão especial.
Na semana que vem a OAB vai entrar no Supremo Tribunal Federal com ação contra pagamento de aposentadorias para ex-governadores. A Procuradoria Geral da República está fazendo um levantamento sobre casos semelhantes aos que já foram divulgados e também pode recorrer.

O presidente da OAB, Ophir Cavalcanti, disse que não conhece a lei que criou essa pensão para descendentes do mártir da independência, mas em princípio acha que ela fere o senso comum.

Os nossos políticos elaboram leis para se beneficiar, jamais para beneficiar os seus eleitores!

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

O BOM PROFISSIONAL FAZ A DIFERENÇA













UMA LIÇÃO DE GESTÃO DIFERENCIADA


O funcionário Lucas trabalhava a 20 anos na empresa, estava insatisfeito com o seu salário e resolveu falar com o dono:

- Bom dia dr.Rogério!

- Bom dia Lucas! Em que posso ajudá-lo?

- Trabalho aqui a muitos anos, sou funcionário assíduo, pontual e dedicado e ganho menos que o funcionário João, gostaria que o senhor fizesse algo para me ajudar.

Rogério fica pensativo, depois de algum tempo, fala:

-Lucas, antes de tocarmos nesse assunto, gostaria que realizasse uma tarefa, preciso de frutas para presentear os funcionários após o almoço, você poderia ir até o mercadinho da esquina, verificar se tem abacaxis?

-Pois não senhor!

Lucas saiu da sala sério e foi realizar sua missão.

Após alguns minutos retornou a sala do patrão e falou:

-Dr.Rogério, no mercadinho têm abacaxis.

Rogério então perguntou:

-Lucas têm abacaxis suficiente para todos os funcionários?

-Não sei dizer senhor.

-Qual o valor da fruta?

-Também não sei senhor.

-Têm outras frutas que possam substituir?

-Não sei.

-Tudo bem, sente-se e aguarde um instante, por favor.

Rogério pega o telefone, pede ao funcionário João para comparecer a sua sala.

Quando João entra, Rogério diz:

-Por favor João,preciso que realize uma tarefa, vá ao mercadinho da esquina e veja se eles têm abacaxis, pois gostaria de presentear os funcionários, após o almoço.

-Pois não senhor.

-Obrigado!

Lucas ficou sem entender, pois já havia realizado essa tarefa.

Rogério observa a expressão de Lucas, fica conversando com o mesmo sobre outros assuntos da empresa enquanto aguarda o resultado.

Quando a porta se abre, João informa:

-Dr.Rogério, fui ao mercadinho e tenho as informações que o senhor precisa, ele tem uma quantidade suficiente de abacaxis para todos os funcionários, inclusive têm outras frutas na mesma quantidade e pelo preço do abacaxi R$1,50, por essa quantidade, eles fazem um desconto de 10% ,já reservei e fiquei de confirmar, basta uma ordem do senhor e eles entregarão a mercadoria na empresa.

Lucas ficou desconcertado.

Rogério agradeceu e pediu para João sair da sala, em seguida questionou:

-Lucas, o que foi mesmo que você me pediu, no início da nossa conversa?

REFLITAM SOBRE OS SEUS...CONHECIMENTOS, HABILIDADES E ATITUDES.
SÓ DEPENDE DE VOCÊ!
FAÇA A DIFERENÇA!

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

INFERTILIDADE







Causas da infertilidade:

Das causas de infertilidade, 30% são de causa masculina, 30% de causa feminina, 30% são de causa feminina e masculina e 10% de causas indeterminadas.
Após identificadas as causas, será proposto ao casal um plano de tratamento

O que é infertilidade? Uma doença que afeta um em cada dez casais em idade fértil. A infertilidade atinge mais de seis milhões de pessoas nos Estados Unidos, homens e mulheres igualmente. No Brasil, estima-se que aproximadamente dois milhões de casais venham a apresentar algum tipo de dificuldade ao longo de suas vidas reprodutivas. Os sintomas são silenciosos e se confundem com a conseqüência, que é a ausência de um bebê. Em geral, o diagnóstico pode ser realizado após 12 meses de tentativas ou se a gravidez não segue em frente, não vai ao tempo certo.

As causas de infertilidade feminina podem ser classificadas em categorias básicas:

1- Fator ovulatório,a principal causa de dificuldade de ovulação é a Síndrome dos Ovários Policísticos. Outras causas importantes são as doenças da glândula tireóide e o aumento de produção da prolactina. Mulheres com mais de 35 anos tendem a apresentar dificuldade de ovulação.

2-Fator tubário é uma das principais causas de infertilidade feminina. As causas mais comuns de distorção e perda de função das tubas uterinas (ou trompas) estão relacionadas à ocorrência de inflamações na região pélvica, principalmente as causadas por Chlamydia e Gonococo. As tubas uterinas também podem ser atingidas pela endometriose, prejudicando seu funcionamento.

3-A endometriose é uma doença que se caracteriza pela presença de tecido endometrial fora da cavidade uterina e que afeta mais comumente o tecido que reveste a cavidade abdominal (peritônio), os ovários, as tubas uterinas, e outras áreas. Hoje, acredita-se que a doença seja responsável por grande parte dos casos de infertilidade.

•alteração nas tubas uterinas: as tubas podem se tornar impérvias (intransitráveis) e sem mobilidade.
•alteração na ovulação: dificuldade de produção ovular e à perda de qualidade dos óvulos.
•interferência na Fertilização: a endometriose pode dificultar a penetração dos espermatozóides nos óvulos.

4-Fator uterino
Qualquer doença que leve à alteração ou deformação da cavidade uterina (onde está localizado o tecido endometrial) pode causar dificuldade de implantação embrionária. Portanto, miomas que, por seu tamanho e/ou localização, deformam a cavidade endometrial são causas importantes de infertilidade. O mesmo acontece em relação aos pólipos endometriais (pequenos tumores do endométrio). Outras situações menos comuns são aquelas em que há formação de “cicatrizes” na cavidade uterina (sinéquias) após curetagem ou infecções, ou ainda aquelas em que há deformidade congênita da cavidade endometrial.

Infertilidade Masculina:
Após o levantamento do histórico do paciente, o diagnóstico deve ser feito através de exames:
•Espermograma
•Ultrassonografia
•Avaliação genética

As causas mais comuns associadas à infertilidade masculina são:

1-Varicocele
É a causa de infertilidade masculina mais freqüente, apesar de 2/3 dos portadores serem férteis. Consiste em uma dilatação anormal das veias que drenam os testículos. Cerca de 80% a 95% dos casos atingem somente o lado esquerdo e 10% a 20% são bilaterais. Raramente se apresenta isoladamente no lado direito. O diagnóstico deve ser baseado no exame físico e em exames subsidiários, sendo mais largamente difundido a Ultrassonografia com Doppler de bolsa testicular.
O tratamento cirúrgico é realizado em adultos com alterações seminais, assimetria ou hipotrofia testicular (diminuição do volume do testículo).

2-Azoospermia consiste em uma alteração genética em que o líquido seminal não apresenta nenhum espermatozóide. Essa alteração afeta de 1% a 2% do total de homens inférteis. A azoospermia pode ser dividida em 2 grupos:

•azoospermia obstrutiva: as causas podem ser processos obstrutivos congênitos ou adquiridos, como vasectomia, ausência dos canais deferentes, situações pós-cirúrgicas, entre outros.
•azoospermia não obstrutiva: gerada pela falência da produção testicular de espermatozóides. As causas podem ser problemas dos testículos ou a diminuição da produção central dos hormônios que estimulam o funcionamento testicular.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

REFLEXÃO - SER E TER













Ser ou Ter?

Nossa correria não nos deixa parar
para perceber se o que temos é o suficiente para nossa vida.
Nos preocupamos muito em TER:
ter isso,ter aquilo, comprar isso, comprar aquilo.
Os anos vão passando, quando nos damos
conta, esquecemos do mais importante
que é VIVER e SER FELIZ!
Muitas vezes para ser Feliz não preciso
Ter, o mais importante na vida é SER.
As pessoas precisam parar de correr atrás do Ter e
começar a correr atrás do SER:
Ser Amigo, Ser Amado, Ser Gente.
Tenho certeza de que, quando SOMOS,
ficamos muito mais Felizes do que
quando Temos.
O SER leva uma vida para se conseguir e
o Ter muitas vezes conseguimos logo.
O SER não se acaba nem se perde com
o tempo, mas o Ter pode terminar logo.
O SER é eterno, o Ter é passageiro.
Mesmo que dure por muito tempo, pode não trazer
a Felicidade... E é aí que vem o vazio
na vida das pessoas...
Por isso, tente sempre SER e não Ter.
Assim você sentirá uma Felicidade
sempre!
Espero que você deixe de cobrar o que
fez e o que não fez nos últimos anos e
que você tente o mais importante:
SER FELIZ.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

VIOLÊNCIA CONTRA OS PROFESSORES - ONDE VAMOS PARAR?O QUE PODEMOS FAZER?






A violência contra professores cresceu mais de 40 por cento no ano passado. Insultos, agressões físicas e furtos são as situações de violência mais frequentes. Em 2003, o Ministério da Educação registou 2133 casos de ações contra pessoas.

A violência dos alunos é, muitas vezes, fruto de insucesso escolar e de um ambiente familiar problemático. No ano lectivo de 2002/2003, a PSP efectuou 371 detenções por crimes cometidos nas áreas escolares. Mais de cem detenções correspondem a ofensas à integridade física, 81 a crimes de furto e 57 a injúrias ou ameaças.

Em 2006, mais de 2,3 mil casos de violência contra professores foram registrados em SP. Uma pesquisa feita pela Associação de Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp) traz dados alarmantes sobre a violência dentro das salas de aula das escolas públicas de São Paulo. Concluído na semana passada, a pesquisa entrevistou 684 professores, dos quais 90% disseram que
já presenciaram ou foram vítimas de agressões em sala de aula.

Para o professor e presidente da Apeoesp, Carlos Ramiro de Castro, a escola pública hoje é vítima de um contexto de violência social generalizado.

“Essa violência que nós verificamos na nossa sociedade, e que se deve principalmente às injustiças sociais, está entrando na nossa escola que deveria ser, na verdade, a instituição pra resolver esse problema, com tanto que a escola pública tivesse ensino de qualidade e não tem.”

Dados da Apeoesp mostram que os níveis de violência nas escolas em que há maior participação da comunidade são menores. Para Carlos, a solução para o problema não se dá apenas pela aplicação de medidas meramente punitivas, mas sim pela adoção de um novo projeto pedagógico que valorize o diálogo com a sociedade.

“Nós não vamos resolver esse problema simplesmente com medidas de segurança. A polícia é importante lá fora. Agora, dentro da escola, nós temos que ter as condições, a valorização do profissional, a infra-estrutura adequada e a participação constante da comunidade escolar para o ensino de qualidade e uma educação integral das nossas crianças e jovens.”

‘Violência contra o professor é a coisa mais comum que há em escolas. Todos têm uma história para contar’.

Segundo a pesquisa, mais de 50% dos professores afirmam haver casos de furtos nas escolas onde trabalham. Um em cada dez conhece casos de gangues e de traficantes atuando nas instituições. E 30% já viram algum tipo de arma nas mãos de seus alunos.

Adriana, 36, foi ameaçada por um aluno que fumava maconha dentro da sala e que afirmou conhecer sua casa. João mesmo tem as suas histórias: foi ameaçado de morte. Há um ano, quando alunos começaram a levar bebidas alcoólicas para a aula, ele resolveu chamar a atenção de um garoto. ‘Ele não gostou e quis crescer diante dos colegas me ameaçando. Ana, professora de português concursada há dez anos, conta ter tirado duas licenças, alegando motivos médicos, por conta de violência sofrida na escola.
O terror é tanto que nenhum quis ser identificado. Segundo Juçara Dutra Vieira, 54, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, a lei do silêncio predomina entre profissionais que trabalham em escolas em áreas de tráfico de drogas.

REFLITA:

NÃO DÁ PARA FICAR DE BRAÇOS CRUZADOS DIANTE DE TANTA VIOLÊNCIA, EDUCAÇÃO COMEÇA EM CASA, TEMOS QUE SABER QUE PARTE DESSA VIOLÊNCIA É GERADA PELA AUSÊNCIA DOS PAIS OU RESPONSÁVEIS, PELA FALTA DE AMOR, CARINHO, DIÁLOGO E COM CERTEZA PELA FALTA DE DEUS NOS CORAÇÕES DAS CRIANÇAS E DOS JOVENS.

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

ATENÇÃO!!! "14º SALÁRIO PARA PROFESSORES"

Na página do Professor Alex Sandro ele divulgou a notícia abaixo, se você quiser participar da votação é só entrar no link http://www.senado.gov.br/noticias/OpiniaoPublica/votar_enquete.asp Alex Sandro também postou outra proposta que está tramitando a respeito do nosso salário. Vale a pena visitar:


http://blog.professoralex.com/


"Está tramintando no Senado Federal um projeto de lei que poderá estabelecer o pagamento anual de um 14º salário para os professores. Neste momento há uma enquete disponível questionando os cidadãos on-line se são a favor ou contra o pagamento de décimo quarto salário para os professores da rede pública (PLS 319/08). Além de votar na enquete há também a opção de deixar um comentário sobre esse projeto de lei que ainda será votado."
O PROJETO QUE ESTABELECE O 14º SALÁRIO AOS PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO FOI APROVADO NESTA TERÇA-FEIRA DIA 08, PELA COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS(CAE) DO SENADO, A MATÉRIA SEGUE AGORA PARA A COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS.
O PROJETO DE AUTORIA DO SENADOR CRISTOVAM BUARQUE(PDT-DF), ESTABELECE O PAGAMENTO AOS PROFESSORES QUE ELEVAREM O ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA (IDEB) DE SUA ESCOLA EM PELOS MENOS 50% E AQUELES CUJA ESCOLAS APRESENTEM MÉDIA 6 NO IDEB. NESSES CASOS O PAGAMENTO SERÁ AUTOMÁTICO.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Halitose- problema sério - verifique sempre







Uma clínica paulista especializada em hálito (www.clinicahalitus.com.br) oferece um serviço original: envia gratuitamente um gentilíssimo e-mail à pessoa que você indicar, avisando-a do problema, orientando sobre possíveis causas e sugerindo tratamento.

A Halitose ou (Mau hálito) afeta mais de um terço da população brasileira e não é considerada uma doença e sim um sinal ou sintoma de que algo no organismo está em desequilíbrio, que deve ser identificado e tratado.

Quem tem alteração no hálito normalmente não percebe devido a um processo chamado fadiga olfatória, onde o nosso olfato se adapta a um determinado odor, se ele for constante, para poder perceber novos odores e é por este motivo que quem tem Halitose crônica se acostuma ao seu hálito, o que o torna incapaz de notar o seu hálito alterado. Entretanto, quem tem o hálito alterado muitas vezes sente a boca seca e/ou amarga.

O Mau hálito originado nas vias aéreas superiores corresponde de 3 a 8% dos casos.

A principal causa da Halitose é a saburra lingual, conhecida como língua branca ou língua saburrosa, sendo uma camada esbranquiçada que se forma no fundo da língua.

A principal causa originada nas vias aéreas superiores são os cáseos amigdalianos, conhecidos por caseum ou tonsilolitos, que são diminutas bolinhas mal cheirosas formadas no interior das amígdalas.

Entre as causas principais vindas do interior do organismo, encontramos a o jejum prolongado .

Outro aspecto muito importante é tratar as alterações de comportamento que comumente acompanham o Mau hálito. Estas tornam quem possui o problema + retraído e inseguro e com baixa autoestima.

Dicas de como prevenir o mau hálito:

- Fazer uma ótima higiene bucal, incluindo a limpeza de sua língua e o uso do Enxaguatório;

- Evite espaços maiores que 03 ou 04 horas entre as refeições;

- Para quem possuir próteses totais ou removíveis, limpá-las após cada refeição;

- Não usar enxaguatórios com álcool. O enxaguatório Halitus, não contém álcool, e foi desenvolvido especificamente para a manutenção de um hálito fresco e agradável;

- Evite o consumir em excesso bebidas alcoólicas ou café, em especial se estiver passando por muito estresse ou ansiedade;

- É importante aprender a técnica de higiene bucal correta e detalhada com seu dentista, com escovas específicas para uma higiene avançada.

A halitose é um sinal de que algo no organismo está em desequilíbrio e deve ser identificado e tratado.

Pode ser de origem fisiológica (hálito da manhã, jejum prolongado, dietas inadequadas...), razões locais (higiene bucal deficiente, placas bacterianas retidas na língua (saburra) e/ou amígdalas, baixa produção de saliva, doenças da gengiva...) ou mesmo razões sistêmicas (diabetes, problemas renais ou hepáticos, prisão de ventre e outros).

Alimentos muito temperados como alho, cebola, pimenta ou qualquer outro alimento de forte odor, podem causar halitose. O mau hálito poderá acentuar quando os resíduos alimentares se acumulam entre os dentes, nas pontes dentárias ou mesmo nas dentaduras.

As bactérias que vivem na boca acabam por proliferar devido aos resíduos de comida que ficam entre os dentes. Acumulam na língua, gengivas, palato e garganta. Como os resíduos fermentam, seus subprodutos geram gás sulfeto de hidrogênio, o mesmo gás presente nos ovos podres.

A saliva é a defesa natural. Ela lava a cavidade bucal e permite a lubrificação necessária para manter as gengivas e mucosas saudáveis. Ela combate a bactéria bucal que causa mau hálito.

Dicas para saber se você pode ter mau hálito:
1.Fazer um auto-exame na língua, diante de um espelho, para verificar se há saburra lingual, que é uma espécie de massa esbranquiçada ou amarelada;
2.Consultar um profissional apto a tratar halitose, pois ele tratará a causa e o efeito do problema. Tendo o profissional a máquina Japonesa OralChroma ou o Halímetro (equipamentos que medem o hálito).
3. Teste você mesmo, passando a língua no seu braço, deixe secar e cheire o local, então verá como está seu hálito, dica de uma dentista.

Os especialistas concordam em pelo menos um ponto: stress e medicamentos (em especial os controlados, como os antidepressivos) são também responsáveis pelo mau hálito. Eles inibem a produção de saliva, o que aumenta a quantidade da proteína mucina.

A melhor forma de tratar seu hálito, é estar atenta, é não ignorar, procurar um profissional, pesquisar o máximo que puder, enfim tratar, pois dessa forma evitará situações constrangedoras, além de perder amigos e companheiros devido o problema.

domingo, 2 de janeiro de 2011

AGRADEÇO A TODOS VISITANTES E SEGUIDORES DO BLOGGER, DESEJO A VOCÊS FELIZ ANO NOVO!

MOMENTO DE REFLEXÃO - MUDE







Mude - Edson Marques

Mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa.
Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua.
Depois, mude de caminho, ande por outras ruas,
calmamente,
observando com atenção os lugares por onde você
passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os teus sapatos velhos. Procure andar descalço
alguns dias.
Tire uma tarde inteira pra passear livremente na
praia, ou no parque,
e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma do outro lado da cama...
depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de TV, compre outros
jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.
Ame a novidade.
Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes,
novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia,
o novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo
jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.
Tente.
Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes,
tome outro tipo de bebida, compre pão em outra
padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete,
outro creme dental...
tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas,
troque de carro, compre novos óculos, escrevas outras
poesias.
Jogue fora os velhos relógios,
quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros
teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se que a vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um novo emprego,
uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais
prazeroso,
mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre,
invente-as.
Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa,
longa,
se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores
e coisas piores do que as já conhecidas.
Mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o
dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda!