leile_pinto@hotmail.com

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

CALDEIRÃO DO HUCK, OPORTUNIDADE PARA PÃO DE AÇÚCAR, EM ALAGOAS





Weverton Oliveira dos Santos, 12 anos, aluno da Unidade Municipal de Ensino Bráulio Cavalcante, em Pão de Açúcar, participou da seletiva da etapa estadual do quadro TorreCopos, do programa Caldeirão do Huck. Ele concluiu a prova em apenas 12 segundos e poderá representar o Estado após a tomada coletiva de tempo – realizada em tempo e lugar determinados pela produção do programa –, com os vinte melhores disputando a grande final no programa do Luciano Huck, no Rio de Janeiro.

O garoto treinou cerca de 6 horas por dia durante um mês e quinze dias para participar da competição e garante que vai treinar ainda mais para a grande final “Quero treinar bastante, mais do que treinei para a primeira etapa. Pretendo reduzir o tempo de conclusão da prova”.
“Estou muito ansioso e contando os minutos. A expectativa é grande, estou confiante de que vou ganhar. A experiência está sendo maravilhosa”, disse.
Weverton diz que conta com o apoio da mãe, da diretora da sua escola e dos colegas para treinar. “O incentivo deles é importante para mim. Minha mãe fica me ajudando o até 1h da manhã. Na escola conto com a torcida dos meus colegas e com minha diretora, que disponibiliza horário e os materiais para eu treinar”.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

INCÊNDIO NA CRECHE DE ARACAJU. VANDALISMO...QUE ABSURDO!







Publicado dia 29/08/2011 - 15:01 - Por Portal Sergipe

Vândalos põem fogo em creche em Aracaju

Eles destroem lâmpadas, descargas, eletroelétricos, amontoam livros e roupas e tocam fogo em duas salas.

Vândalos incendeiam a creche Júlio Prado Vasconcelos, mantida pela Prefeitura de Aracaju e que presta atendimento a 210 crianças de famílias carentes no bairro São Conrado, na capital.

De acordo com informações da coordenadora geral da creche, Gorete Barros, os vândalos tiveram acesso ao interior da creche pulando o muro e estiveram no local em dois momentos.

Na ação, eles fizeram verdadeira bagunça. Arrombaram a porta da cozinha, atiraram ovos no chão e nas paredes, quebraram máquina de lavar, chuveiro elétrico, descargas, liquidificador, ventiladores, lâmpadas e ainda utilizaram livros, roupas e documentos da escola como combustível para incendiar dois compartimentos da creche.

A coordenadora geral da instituição está desolada. “A gente consegue as coisas com muito sacrifício, com campanhas, pedindo a um e a outro justamente para atender a população carente desta localidade e vem pessoas sem compromisso, da própria comunidade, envolvidas com drogas, e fazem isso”, lamenta. “O maior prejuízo é para a própria população carente que precisa deixar seus filhos aqui para trabalhar”, complementa.

A creche está sem funcionar e não há previsão do retorno à normalidade. “Já adotamos as providências, comunicando o fato à Polícia, que já teve aqui várias vezes, e à própria administração municipal que está fazendo levantamento de tudo que foi destruído”, conta a coordenadora geral.

De acordo com Gorete Barros, o primeiro a perceber a invasão foi um vigilantes, no domingo, 28, pela manhã. “Ele viu lâmpadas quebradas e chamou uma das coordenadoras que ficou com medo e não teve coragem de vir até a creche”, diz a coordenadora geral. “Depois disso, eles voltaram e fizeram o restante (destruição dos outros objetos e o incêndio)”, diz.

Nesta segunda-feira, a coordenadora geral realizou um verdadeiro mutirão para realizar a limpeza do prédio. “Estamos fazendo a limpeza e não sabemos quando a creche volta a funcionar e isto tem deixado as mães preocupadas, sem saber o que vão fazer com os filhos neste período”, diz a coordenadora geral.


segunda-feira, 29 de agosto de 2011

PROFESSOR E O PROJETO DE CRISTOVAM BUARQUE, VEJAM.

Professor pode ter reajuste igual ao dos senadores




Projeto de Cristovam Buarque (PDT-DF) e Pedro Simon (PMDB-RS) que estende ao piso nacional dos salários dos professores o mesmo reajuste concedido aos senadores deve ser votado amanhã pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

A relatora, Ana Rita (PT-ES), propõe mudanças no projeto original (PLS 325/10), com solução que considera mais compatível com a capacidade financeira de estados e municípios. A decisão caberá à Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Além do reajuste previsto em lei com base na variação do valor mínimo anual por aluno, o piso deve incorporar, a partir de 2012, adicional de um quarto do percentual do aumento dos senadores em 2011, de 61,78%. O acréscimo seria mantido até o piso chegar ao dobro do valor real de 2009, que era de R$ 950.

O projeto original concede o já previsto percentual de aumento do valor mínimo por aluno, mas prevalecendo, se maior, o reajuste concedido no mesmo período aos senadores.

Já em 2011, os professores receberiam os 61,78% pagos aos senadores. Assim, o piso de 2010, de R$ 1.024, saltaria para R$ 1.656,62. Decreto federal fixou o piso deste ano em R$ 1.181,34, desde 1º de janeiro.

Fonte: Jornal do Senado


QUE MARAVILHA SERÁ SE ISSO FOR APROVADO, PROFESSOR COM SALÁRIO DECENTE!

domingo, 28 de agosto de 2011

ENSINE SEUS FILHOS O RESPEITO AO MESTRE.







Oração do Professor

"Obrigado, Senhor, por atribuir-me a missão de ensinar e por fazer de mim um professor no mundo da educação.
Eu te agradeço pelo compromisso de formar tantas pessoas e te ofereço todos os meus dons.
São grandes os desafios de cada dia, mas é gratificante ver os objetivos alcançados, na raça de servir, colaborar e ampliar os horizontes do conhecimento.
Quero celebrar as minhas conquistas exaltando também o sofrimento que me fez crescer e evoluir.
Quero renovar cada dia a coragem de sempre recomeçar.
Senhor! Inspira-me na minha vocação de mestre e comunicador para melhor poder servir.
Abençoa todos os que se empenham neste trabalho iluminando-lhes o caminho. Obrigado, meu Deus, pelo dom da vida e por fazer de mim um educador hoje e sempre. Amém!"




" Se não morre aquele que escreve um livro ou planta uma árvore, com mais razão, não morre o educador, que semeia vida e escreve na alma" (Jean Piaget).



sexta-feira, 26 de agosto de 2011

MENSAGEM BELA! FILHOS SÃO COMO NAVIOS

FILHOS SÃO COMO NAVIOS

Ao olharmos um navio no porto, imaginamos que ele esteja em seu lugar mais seguro, protegido por uma forte âncora.

Mal sabemos que ali está em preparação, abastecimento e provisão para se lançar ao mar, ao destino para o qual foi criado, indo ao encontro das próprias aventuras e riscos.

Dependendo do que a força da natureza lhes reserva, poderá ter que desviar da rota, traçar outros caminhos ou procurar outros portos.

Certamente retornará fortalecido pelo aprendizado adquirido, mais enriquecido pelas diferentes culturas percorridas.
E haverá muita gente no porto,
feliz à sua espera.

Assim são os FILHOS.
Estes têm nos PAIS o seu porto seguro até que se tornem independentes.
Por mais segurança, sentimentos de preservação e de manutenção que possam sentir junto aos seus pais, eles nasceram para singrar os mares da vida, correr seus próprios riscos e viver suas próprias aventuras.

Certo que levarão consigo os exemplos dos pais, o que eles aprenderam e os conhecimentos da escola, mas a principal provisão, além das materiais, estará no interior de cada um:
A CAPACIDADE DE SER FELIZ.
Sabemos, no entanto, que não existe felicidade pronta, algo que se guarda num esconderijo para ser doada, transmitida a alguém.

O lugar mais seguro que o navio pode estar é o porto. Mas ele não foi feito para permanecer ali.

Os pais também pensam que sejam o porto seguro dos filhos, mas não podem se esquecer do dever de prepará-los para navegar mar a dentro e encontrar o seu próprio lugar, onde se sintam seguros, certos de que deverão ser, em outro tempo, este porto para outros seres.

Ninguém pode traçar o destino dos filhos, mas deve estar consciente de que na bagagem devem levar VALORES herdados como:
HUMILDADE, HUMANIDADE,HONESTIDADE, DISCIPLINA, GRATIDÃO E GENEROSIDADE.

Filhos nascem dos pais, mas devem se tornar CIDADÃOS DO MUNDO. Os pais podem querer o sorriso dos filhos, mas não podem sorrir por eles. Podem desejar e contribuir para a felicidade dos filhos, mas não podem ser felizes por eles.

A FELICIDADE CONSISTE EM TER UM IDEAL A BUSCAR E TER A CERTEZA DE ESTAR DANDO PASSOS FIRMES NO CAMINHO DA BUSCA.

Os pais não devem seguir os passos dos filhos e nem devem estes descansar no que os pais conquistaram.

Devem os filhos seguir de onde os pais chegaram, de seu porto, e, como os navios, partirem para as próprias conquistas e aventuras.
Mas, para isso, precisam ser preparados e amados, na certeza de que:
“QUEM AMA EDUCA”.

“COMO É DIFÍCIL SOLTAR AS AMARRAS”

(Autoria: Içami Tiba)

PROJETO " AS LETRINHAS FAZEM A FESTA"




TRABALHANDO AS LETRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL, COM ALUNOS NA FAIXA ETÁRIA DE 4 A 5 ANOS.
ESSE PROJETO SERÁ REALIZADO NO MÊS DE SETEMBRO, COM O OBJETIVO DE FAZÊ-LOS CONHECER E IDENTIFICAR AS LETRAS, DENTRO E FORA DA ORDEM ALFABÉTICA, ALÉM DE DESCOBRIR COMO FORMAR PALAVRAS.
OS PROFESSORES DEVERÃO REALIZAR ATIVIDADES, JOGOS E BRINCADEIRAS DIVERSIFICADAS, PARA FACILITAR A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS.
A CADA MÊS UM NOVO PROJETO, NOSSO OBJETIVO É MELHORAR A QUALIDADE DO ENSINO APRENDIZAGEM, OS PROJETOS TRABALHAM SIMULTÂNEAMENTE VÁRIAS DISCIPLINAS(INTERDISCIPLINAR).



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

UNIÃO DOS PALMARES,OLHA O EXEMPLO GENTE! GESTORES SIGAM O MODELO!








Escola de União ganha prêmio nacional de qualidade de ensino


A Escola Estadual Jorge de Lima, localizada no município de União dos Palmares, é o destaque do Estado no Prêmio Gestão Escolar 2011, uma iniciativa do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed). A notícia foi dada no início desta semana pelos membros do Comitê Estadual do Prêmio de Referência em Gestão Escolar.

Além do prêmio recebido, a escola possui o maior Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Estado, com nota 5.1. O valor está acima da média nacional que é de 4,6. Outra boa notícia é que esta nota já alcançada pela escola há dois anos, só estava prevista para ser atingida em 2015 segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

QUANDO A GENTE QUER FAZ A DIFERENÇA!!!

De acordo com a superintendente de Gestão da Rede Estadual de Ensino (Suger/SEE), Ângela Costa, a escola é merecedora do prêmio devido aos trabalhos que desenvolve.

“A escola Jorge de Lima possui o maior Ideb e com esse prêmio ela mostra que cumpre seu papel, apesar dos problemas enfrentados. É uma escola que realmente realiza o princípio da gestão democrática”, frisa.

A Escola Jorge de Lima enfrentou dificuldades com a enchente de 2010, quando serviu de alojamento para dezenas de famílias desabrigadas no município. Mas, em apenas um ano, conseguiu desenvolver ações educacionais que lhe renderam o prêmio nacional. A receita para a conquista: dedicação dos profissionais e projetos concretos de gestão educacional.
PARABÉNS A TODOS QUE FAZEM PARTE DA ESCOLA JORGE DE LIMA!

De acordo com a diretora geral da escola, professora Roseane Ferreira Vasconcelos, na retomada dos trabalhos o foco foi incentivar a preparação dos docentes, por meio de formações e a aproximação da escola com a realidade de seu município. “Nossos professores participaram de capacitações que permitiram desenvolver atividades pedagógicas com resultados importantes para o aprendizado dos alunos”, explicou ela.

A gestora destacou também que a escola desenvolveu dois projetos específicos em 2010. “O primeiro teve como título “Não à Violência” e abordou a violência doméstica e o Bullying em sala de aula. O segundo teve como tema “Conhecendo Nosso Município”. Nele, foi possível levar nosso alunado a conhecer a realidade socioeconômica do município”, evidenciou.

Outro ponto importante foi o trabalho voltado para o reforço na aprendizagem dos estudantes. “Realizamos um trabalho no laboratório de aprendizagem com os alunos que apresentavam dificuldades. Eles retornavam a escola no contraturno para efetuar atividades de raciocínio e interpretação de textos e isso tem surtido muito efeito”, comemorou.

A escola também foi pioneira no trabalho de educação inclusiva na região. Há 3 anos a escola resolveu encarar um novo desafio e inseriu os alunos com necessidades especiais nas salas de ensino regular. Todos eles são auxiliados por um intérprete.

Prêmio

O Prêmio de Gestão Escolar é uma iniciativa do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e tem o objetivo de contribuir para a melhoria dos processos de gestão escolar. A premiação deve estimular o desenvolvimento da gestão democrática na escola, tendo como foco o compromisso com uma aprendizagem de qualidade.

Além disso, objetiva valorizar as escolas públicas de educação básica que se destaquem pela competência de sua gestão e por iniciativas e experiências inovadoras e bem sucedidas na melhoria da aprendizagem dos alunos e apoiar o desenvolvimento de uma cultura de autoavaliação da gestão escolar. O evento acontece anualmente, este ano será a 13ª edição.

Esta ação concederá diplomas e uma viagem para intercâmbio de experiências no Brasil e/ou no exterior ao diretor da escola melhor classificada em cada estado, e a seguinte premiação em dinheiro: R$ 30 mil reais para a escola classificada como Referência Brasil; R$ 10 mil reais para cada uma das escolas Destaque Nacional (exceto para a escola selecionada como Referência Brasil); e R$ 6 mil reais para cada escola indicada como Destaque Estadual/Distrital, que não tiver sido classificada entre as seis finalistas.

Em Alagoas, além da Escola Jorge de Lima, outras duas unidades foram classificadas. O segundo lugar do Prêmio de Gestão estadual ficou com a Escola Estadual Santos Ferraz, da 5ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), em Taquarana, e o terceiro lugar com a Escola Estadual Comendador José da Silva Peixoto, da 9ª CRE, em Penedo. O Comitê vai propor uma premiação local para as escolas que se destacaram no Estado.

Escola

A Escola Jorge de Lima atende 498 alunos do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Especial. São 14 turmas que funcionam nos turnos da manhã, tarde e noite. Ao todo, são 22 professores. Destes, 10 são efetivos e 12 são monitores.


ALAGOAS 24 HORAS

VAMOS SEGUIR O BOM EXEMPLO DESSAS ESCOLAS E MELHORAR A EDUCAÇÃO, É PRECISO UM OLHAR DIFERENTE DO GESTOR PARA O ADMINISTRATIVO,FINANCEIRO E O PEDAGÓGICO.



quarta-feira, 24 de agosto de 2011

HENRI WALLON - FEZ A DIFERENÇA NA EDUCAÇÃO






PEDAGOGIA
Henri Wallon, Militante apaixonado, o médico, psicólogo e filósofo francês, mostrou que as crianças têm também corpo e emoções (e não apenas cabeça) na sala de aula.


01/07/11
Texto Fernando Tadeu Santos

Frases de Henri Wallon:

“A criança responde às impressões que as coisas lhe causam com gestos dirigidos a elas”

“O indivíduo é social não como resultado de circunstâncias externas, mas em virtude de uma necessidade interna”


Henri Paul Hyacinthe Wallon, nasceu em Paris, França, em 1879. Graduou-se em medicina e psicologia. Fez também filosofia. Atuou como médico na Primeira Guerra Mundial (1914-1918), ajudando a cuidar de pessoas com distúrbios psiquiátricos. Em 1925, criou um laboratório de psicologia biológica da criança. Quatro anos mais tarde, tornou-se professor da Universidade Sorbonne e vice-presidente do Grupo Francês de Educação Nova – instituição que ajudou a revolucionar o sistema de ensino daquele país e da qual foi presidente de 1946 até morrer, também em Paris, em 1962. Ao longo de toda a vida, dedicou-se a conhecer a infância e os caminhos da inteligência nas crianças.
Militante de esquerda, participou das forças de resistência contra
Adolf Hitler e foi perseguido pela Gestapo (a polícia política nazista) durante a Segunda Guerra (1939-1945). Em 1947, propôs mudanças estruturais no sistema educacional francês. Coordenou o projeto Reforma do Ensino, conhecido como Langevin-Wallon – conjunto de propostas equivalente à nossa Lei de Diretrizes e Bases. Nele, por exemplo, está escrito que nenhum aluno deve ser reprovado numa avaliação escolar. Em 1948, lançou a revista Enfance, que serviria de plataforma de novas idéias no mundo da educação – e que rapidamente se transformou numa espécie de bíblia para pesquisadores e professores.

Falar que a escola deve proporcionar formação integral (intelectual, afetiva e social) às crianças é comum hoje em dia. No início do século passado, porém, essa idéia foi uma verdadeira revolução no ensino. Uma revolução comandada por um médico, psicólogo e filósofo francês chamado Henri Wallon. Sua teoria pedagógica, que diz que o desenvolvimento intelectual envolve muito mais do que um simples cérebro, abalou as convicções numa época em que memória e erudição eram o máximo em termos de construção do conhecimento.

Wallon foi o primeiro a levar não só o corpo da criança mas também suas emoções para dentro da sala de aula. Fundamentou suas idéias em quatro elementos básicos que se comunicam o tempo todo: a afetividade, o movimento, a inteligência e a formação do eu como pessoa. Militante apaixonado (tanto na política como na educação), dizia que reprovar é sinônimo de expulsar, negar, excluir. Ou seja, “a própria negação do ensino”.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

CONHEÇA A IMPORTÂNCIA DO CONSELHO ESCOLAR

Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos EscolaresApresentação

As famílias podem se envolver ativamente nas decisões tomadas pelas escolas dos seus filhos. Candidatar-se a uma vaga no conselho escolar é uma boa maneira de acompanhar e auxiliar o trabalho dos gestores escolares.

O Conselho Escolar é constituído por representantes de pais,estudantes,professores, demais funcionários, membros da comunidade local e o diretor da escola. Cada escola deve estabelecer regras transparentes e democráticas de eleição dos membros do conselho.

Cabe ao Conselho Escolar zelar pela manutenção da escola e participar da gestão administrativa, pedagógica e financeira, contribuindo com as ações dos dirigentes escolares a fim de assegurar a qualidade de ensino. Eles têm funções deliberativas, consultivas, fiscais e mobilizadoras, garantindo a gestão democrática nas escolas públicas.

Entre as atividades dos conselheiros estão, por exemplo, definir e fiscalizar a aplicação dos recursos destinados à escola e discutir o projeto pedagógico com a direção e os professores.

domingo, 21 de agosto de 2011

JEAN PIAGET






Sir Jean William Fritz Piaget (Neuchâtel, 9 de agosto de 1896 - Genebra, 16 de setembro de 1980) foi um epistemólogo suíço, considerado o maior expoente do estudo do desenvolvimento cognitivo.

Estudou inicialmente biologia na Universidade de Neuchâtel onde concluiu seu doutorado, e posteriormente se dedicou à área de Psicologia, Epistemologia e Educação. Foi professor de psicologia na Universidade de Genebra de 1929 a 1954, e tornou-se mundialmente reconhecido pela sua revolução epistemológica. Durante sua vida Piaget escreveu mais de cinqüenta livros e diversas centenas de artigos.

Seymour Papert usou o trabalho de Piaget como fundamentação ao desenvolver a linguagem de programação Logo. Alan Kay usou as teorias de Piaget como base para o sistema conceitual de programação Dynabook, que foi inicialmente discutido em Xerox PARC. Estas discussões levaram ao desenvolvimento do protótipo Alto, que explorou pela primeira vez os elementos do GUI, ou Interface Gráfica do Usuário, e influenciou a criação de interfaces de usuário a partir dos anos 80.

Através da minuciosa observação de seus filhos e principalmente de outras crianças, Piaget impulsionou a Teoria Cognitiva, onde propõe a existência de quatro estágios de desenvolvimento cognitivo no ser humano: o estágio sensório-motor, pré-operacional (pré-operatório), operatório concreto e operatório formal.

Desde muito cedo Jean Piaget demonstrou sua capacidade de observação. Aos onze anos percebeu um melro albino em uma praça de sua cidade. A observação deste pássaro gerou seu primeiro trabalho científico. Formado em Biologia interessou-se por pesquisar sobre o desenvolvimento do conhecimento nos seres humanos. As teorias de Jean Piaget, portanto, tentam nos explicar como se desenvolve a inteligência nos seres humanos. Daí o nome dado a sua ciência de Epistemologia Genética, que é entendida como o estudo dos mecanismos do aumento dos conhecimentos.
Convém esclarecer que as teorias de Piaget têm comprovação em bases científicas. Ou seja, ele não somente descreveu o processo de desenvolvimento da inteligência mas, experimentalmente, comprovou suas teses.
Resumir a teoria de Jean Piaget não é uma tarefa fácil, pois sua obra tem mais páginas que a Enciclopédia Britânica. Desde que se interessou por desvendar o desenvolvimento da inteligência humana, Piaget trabalhou compulsivamente em seu objetivo, até às vésperas de sua morte, em 1980, aos oitenta e quatro anos, deixando escrito aproximadamente setenta livros e mais de quatrocentos artigos. Repassamos aqui algumas idéias centrais de sua teoria, com a colaboração do “Glossário de Termos”.

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

MÚSICA NA ESCOLA - AGORA É LEI!






O ano de 2011 é data limite para que toda escola pública e privada do Brasil inclua o ensino de música em sua grade curricular. A exigência surgiu com a lei nº 11.769, sancionada em 18 de agosto de 2008, que determina que a música deve ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica. "O objetivo não é formar músicos, mas desenvolver a criatividade, a sensibilidade e a integração dos alunos", diz a professora Clélia Craveiro, conselheira da Câmara de Educação Básica do CNE (Conselho Nacional de Educação).

Nas escolas, a música não deve ser necessariamente uma disciplina exclusiva. Ela pode integrar o ensino de arte, por exemplo, como explica Clélia Craveiro: "Antigamente, música era uma disciplina. Hoje não. Ela é apenas uma das linguagens da disciplina chamada artes, que pode englobar ainda artes plásticas e cênicas. A ideia é trabalhar com uma equipe multidisciplinar e, nela, ter entre os profissionais o professor de música. Cada escola tem autonomia para decidir como incluir esse conteúdo de acordo com seu projeto político-pedagógico". Apesar de ser uma boa iniciativa, o trabalho com equipes multidisciplinares para o ensino de música não tem acontecido de forma satisfatória nas instituições de ensino. "De qualquer maneira, trabalhar de forma interdisciplinar ou multidisciplinar em escolas de educação básica é uma tarefa complicada", afirma Clélia.

É necessário prestar atenção se o seu filho está tendo aulas de música com uma equipe adequada ou mesmo se esse tipo de aula está sendo oferecida na escola dele, como diz a lei. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases de 1996, só estão autorizados a lecionar na educação básica os professores com formação em nível superior, ou seja, profissionais que tenham cursado a licenciatura em Universidades e Institutos Superiores de Educação na área em que irão atuar. Portanto, os professores que devem ser responsáveis pelas aulas de música do seu filho são aqueles com formação superior em música. Fique atento.

Entenda mais detalhes dessa lei para que você possa compreender e exigir a aplicação dela na escola do seu filho.



quarta-feira, 17 de agosto de 2011

A VIOLÊNCIA! O QUE FAZER?

A adolescente de 15 anos que ficou ferida durante um tiroteio na tarde desta segunda-feira dentro da Escola Rosalvo Lôbo, na Jatiúca, teve alta médica na manhã desta terça-feira .

Já o vigilante Janilson Alves Pinto se recupera de uma cirurgia de laparotomia exploradora. Ele foi atingido por projéteis na mão direita e no abdome.

Entenda o caso com a matéria publicada na edição desta terça-feira de O JORNAL

Duas pessoas foram baleadas, na tarde de ontem, na Escola Estadual Professor Rosalvo Lôbo, bairro de Jatiúca. O vigilante Janilson Alves Pinto e uma aluna de 15 anos foram atingidos quando um homem invadiu a escola para fugir dos disparos efetuados por um desafeto. Ambos foram levados para o Hospital Geral do Estado(HGE), pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Janilson passou por procedimentos cirúrgicos, enquanto a jovem foi internada na ala vermelha do hospital.

Segundo uma funcionária da escola, que não quis ter sua identidade revelada, os dois homens, com identificação ainda não confirmada pela polícia, entraram na escola pelo portão de entrada dos veículos. “O que atirava estava de bicicleta e o outro corria a pé. Ele entrou na escola talvez imaginando que o atirador não entraria, mas não foi o que aconteceu e tivemos os dois inocentes feridos”, declarou.

Ainda de acordo com a funcionária, os homens fugiram da escola sem qualquer ferimento. “Do mesmo jeito que eles entraram, saíram. Isso porque não temos uma boa segurança na escola. Já solicitamos várias vezes o reforço de vigilantes, inclusive com abaixo-assinado, mas até o momento nossos pedidos não foram atendidos”, expõe.

“Devido ao portão da garagem estar aberto o tempo todo, outros momentos de pânico iguais a esses já aconteceram. Há quase um mês recebemos a ameaça de um homem que ameaçou ir em casa buscar uma arma para matar todo mundo na escola. Foi um desespero. As aulas foram interrompidas, os funcionários e alunos liberados. Ele não voltou, mas continuamos vivendo com medo”, lembrou a funcionária.

Questionada pela insegurança na escola, a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (SEE) lamenta o ocorrido e argumenta que o problema da violência está além dos muros da escola. A assessoria de comunicação informou que, para tentar reverter à situação de vulnerabilidade dos alunos, técnicos do Estado estão fazendo um levantamento de toda a infra-estrutura na rede escolar e que a Secretaria pretende investir na contratação de mais funcionários através de concurso público.

Sobre a carência de vigilantes na escola, a SEE confirma a solicitação do porteiro e garante que a situação da escola será estudada. Entretanto, o órgão rebate que o portão não estava ‘abandonado’ e foi a partir da tentativa de Janilson Pinto em bloquear a entrada dos bandidos que o fez receber os dois tiros.

BUSCAS – Policiais militares do Batalhão Escolar (Bpesc) e do 2º Distrito Policial foram até a escola e lançaram guarnições nas ruas para tentar localizar o acusado. Até o fechamento dessa edição não foi confirmada pela polícia a identidade dos dois homens, mas testemunhas informaram que identificaram uma tatuagem da Mancha Azul em um dos braços do atirados, o que fez surgir a suspeita de jovem conhecido por “Rafael da Mancha”.

A QUESTÃO DA VIOLÊNCIA ESTÁ ATRELADA A VÁRIOS FATORES, PORÉM SE HOUVESSE POLICIAIS NAS RUAS(RONDAS)COM FREQUÊNCIA E NAS ESCOLAS, ISSO OCORRERIA MENOS, POIS INIBIRIA À AÇÃO DOS BANDIDOS, MAS ELES ESTÃO LIVRES PARA FAZER O QUE BEM QUER, A POPULAÇÃO É QUEM ESTÁ FICANDO ASSUSTADA, TRANCADA EM CASA, SEM LIBERDADE PARA SAIR. HOJE É COMUM ESTAR NUMA FARMÁCIA, POSTO DE COMBUSTÍVEL, MERCADINHOS, BANCOS, ENTRE OUTROS LUGARES E SER ASSALTADA, ISSO QUANDO NÃO OCORRE AGRESSÃO OU MORTE. CONHEÇO ESCOLAS QUE NÃO TÊM GUARDA MUNICIPAL, É DIFÍCIL TRABALHAR DESSE JEITO, E PIOR PARA OS PAIS,QUE ANTES PENSAVAM QUE SEUS FILHOS ESTAVAM PROTEGIDOS NAS ESCOLAS E NÃO ESTÃO,ALIÁS NINGUÉM ESTÁ. FALAM MUITO E NADA FAZEM PARA REVERTER ESSE CAOS.
CONHEÇO VÁRIOS CASOS DE PESSOAS VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA QUE ADOECERAM E NÃO TEM MAIS CONDIÇÕES DE TRABALHAR, É PREOCUPANTE E EMERGENCIAL!É QUE FICOU BANAL,SÃO MUITAS TRAGÉDIAS, TODOS OS DIAS, É SÓ LIGAR A TV.
INTERESSANTE É QUE O HOMEM TEM UMA INTELIGÊNCIA FENOMENAL PARA INVENTAR, CRIAR, NÃO ENTENDO PORQUE NÃO CONSEGUEM RESOLVER O ÓBVIO!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

JOGOS EDUCATIVOS PARA DESENVOLVER O RACIOCÍNIO LÓGICO MATEMÁTICO



Jogos educativos
Para o filósofo e historiador holandês Johan Huizinga, os jogos fazem parte de todas as fases da vida e estão na base do surgimento da civilização. Já para a doutora em Psicopedagogia, Rosely Brenelli, eles podem ajudar na aprendizagem das crianças.
--------------------------------------------------------------------------------
A importância dos jogos educativos
Crianças que possuem dificuldade de concentração e de aprendizagem, podem ter um resultado muito mais satisfatório quando o método para ensinar são os jogos. Eles estimulam o aluno, o motivam, despertam a curiosidade, proporcionando uma forma de aprender que é prazerosa, de maneira lúdica, bem diferente dos resultados de uma aprendizagem sob “pressão”. Outro ponto importante é a maneira com que os jogos influenciam no desenvolvimento da agilidade, da concentração e do raciocínio. Contribuem para um desenvolvimento intelectual, pois precisam pensar, tomar “decisões”, criar, inventar, aprender a arriscar e experimentar. Dependendo da maneira com que os jogos são aplicados, podem ajudar também no comportamento em grupo, nas relações pessoais e na ajuda coletiva.

ATENÇÃO PROFESSORES!
OBSERVAR OS ALUNOS DURANTE A PRÁTICA DE JOGOS EDUCATIVOS E FAZER INTERVENÇÕES QUANDO NECESSÁRIO.





domingo, 14 de agosto de 2011

GESTÃO EDUCACIONAL - O BOM LÍDER


É PRECISO TER AUTONOMIA, SER DEMOCRÁTICO, SABER OUVIR, MOTIVAR SEUS COMPANHEIROS DE TRABALHO, VALORIZAR, TOMAR DECISÕES CORRETAS E OPORTUNAS, ENFRENTAR COM OTIMISMO ADVERSIDADES E OBSTÁCULOS, CONHECER OS ATORES PRINCIPAIS DA INSTITUIÇÃO EDUCACIONAL, SE CAPACITAR PARA ENFRENTAR AS MOFIFICAÇÕES QUE OCORREM AO LONGO DO TEMPO, NÃO ESTAGNAR, CONHECER AS NECESSIDADES E INTERESSES DA COMUNIDADE ESCOLAR, TRABALHAR COM GENEROSIDADE E HUMILDADE. SÃO MUITOS OS DESAFIOS PARA ENFRENTAR, MAS COM FÉ E CONFIANÇA VENCEMOS QUALQUER BATALHA.

sábado, 13 de agosto de 2011

LITERATURA DE CORDEL






Literatura de cordel é um tipo de poema popular, originalmente oral, e depois impressa em folhetos rústicos ou outra qualidade de papel, expostos para venda pendurados em cordas ou cordéis, o que deu origem ao nome originado em Portugal, que tinha a tradição de pendurar folhetos em barbantes. No Nordeste do Brasil, o nome foi herdado (embora o povo chame esta manifestação de folheto), mas a tradição do barbante não perpetuou. Ou seja, o folheto brasileiro poderia ou não estar exposto em barbantes. São escritos em forma rimada e alguns poemas são ilustrados com xilogravuras, o mesmo estilo de gravura usado nas capas. As estrofes mais comuns são as de dez, oito ou seis versos. Os autores, ou cordelistas, recitam esses versos de forma melodiosa e cadenciada, acompanhados de viola, como também fazem leituras ou declamações muito empolgadas e animadas para conquistar os possíveis compradores.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

VOCÊ CONHECE A REVISTA NOVA ESCOLA? EXCELENTE CONTRIBUIÇÃO NA EDUCAÇÃO.

NOVA ESCOLA auxilia o educador na complexa tarefa de ensinar. Aborda temas atuais, apresenta soluções inovadoras e as mais modernas práticas de sala de aula.


Educação Infantil

Creche - Roteiro didático
As melhores maneiras de trabalhar identidade e autonomia

Pré-escola - Natureza
É o bicho! No zoológico,
a turma conhece os animais

Pré-escola - Matemática
Comparar grandezas é uma ótima
forma de ensinar os números
Fundamental 1

Língua Portuguesa
Uma sequência sobre cordel para o 4º e 5º anos

Matemática
Roteiro completo sobre sistema de numeração do 1ºao 3º ano

Ciências
Transforme sua turma numa equipe
de pequenos cientistas

Geografia
Na série de cartografia, a história
dos mapas e seu papel social

Educação Física
7 perguntas e respostas sobre
ensino de esportes na escola

Gestão Escolar
Gestão de equipe

10 dúvidas sobre o convívio com os professores

Dossiê do coordenador
Um check list completo para conferir
suas condições de trabalho Fundamental 2

Língua Portuguesa
Twitter: o desafio dos microcontos de 140 toques

Matemática
y=ax +b? A moçada vai desvendar a função afim

Arte
Uma viagem (online e de graça!)
pelos melhores museus do planeta

Inglês
Cook, fry, bake, serve: é saboroso aprender o imperativo em receitas

História
O muro de Berlim caiu. Mas quais outros muros entre nações seguem de pé?

Políticas públicas

Prova Brasil 2011
Prepare-se: matrizes e exemplos para este ano

Novo PNE
O Plano Nacional vai trazer Educação de qualidade?

Piso salarial
Os 1.187 reais são só o começo. Valorização docente passa por formação

Páginas mais lidas
Professor se forma na escola (entrevista com Antonio Nóvoa)

Jogo da literatura

Folclore: cultura brasileira na sala de aula

Roteiro didático para 1º e 2º anos - produção de texto

Roteiro didático para Creche - identidade e autonomia



quarta-feira, 10 de agosto de 2011

HIGIENIZE SUAS MÃOS, EVITE CONTAMINAR E SER CONTAMINADO!








Fonte: Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Higienização das mãos em serviços de saúde/ Agência Nacional de Vigilância Sanitária. – Brasília : Anvisa, 2007. 52 p. ISBN 978-85-88233-26-3


HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS

Em 1846, Ignaz Semmelweis, médico húngaro, reportou a redução no número de mortes maternas por infecção puerperal após a implantação da prática de higienização das mãos em um hospital em Viena. Desde então, esse procedimento tem sido recomendado como medida primária no controle da disseminação de agentes infecciosos.

A legislação brasileira, por meio da Portaria n. 2.616, de 12 de maio de 1998, e da RDC n. 50, de 21 de fevereiro 2002, estabelece, respectivamente, as ações mínimas a serem desenvolvidas com vistas à redução da incidência das infecções relacionadas à assistência à saúde e as normas e projetos físicos de estabelecimentos assistenciais de saúde.

Esses instrumentos normativos reforçam o papel da higienização das mãos como ação mais importante na prevenção e controle das infecções em serviços de saúde. Entretanto, apesar das diversas evidências científicas e das disposições legais, nota-se que grande parte dos profissionais de saúde ainda não segue a recomendação de Semmelweis em suas práticas diárias.

A Organização Mundial de Saúde (OMS), por meio da Aliança Mundial para a Segurança do Paciente, também tem dedicado esforços na elaboração de diretrizes e estratégias de implantação de medidas visando à adesão à prática de higienização das mãos.




É a medida individual mais simples e menos dispendiosa para prevenir a propagação de infecções.
O termo “lavagem das mãos foi substituído pelo termo “higienização das mãos” devido à maior abrangência deste procedimento.

POR QUE FAZER?
As mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos, pois a pele é um possível reservatório de diversos microrganismos, que podem se transferir de uma superfície para outra, por meio de contato direto (pele com pele), ou indireto, através do contato com objetos e superfícies contaminados.
Na camada mais superficial da pele pode-se encontrar bactérias Gram-negativas, como enterobactérias (Ex: Escherichia coli), bactérias não fermentadoras (Ex: Pseudomonas aeruginosa), além de fungos e vírus que podem ser removidos por ação mecânica pela higienização das mãos com água e sabão, sendo eliminada com mais facilidade quando se utiliza uma formulação anti-séptica (Ex: álcool a 70% em gel).

PARA QUE HIGIENIZAR AS MÃOS?
A higienização das mãos apresenta as seguintes finalidades:
• Remoção de sujidade, suor, oleosidade, pêlos, células descamativas e da microbiota da pele, interrompendo a transmissão de infecções veiculadas ao contato.
• Prevenção e redução das infecções causadas pelas transmissões cruzadas.
A eficácia da higienização das mãos depende da duração e da técnica empregada.

PROCEDIMENTO PARA HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS

IMPORTANTE
Antes de iniciar a higienização das mãos, é necessário retirar jóias (anéis, pulseiras, relógio), pois sob tais objetos podem acumular-se microrganismos. Estas podem ser recolocadas após higienização das mesmas.

HIGIENIZAÇÃO SIMPLES DAS MÃOS (LAVAGEM COM ÁGUA E SABÃO)
Finalidade: Remover os microrganismos que colonizam as camadas superficiais da pele, assim como o suor, a oleosidade e as células mortas, retirando a sujidade propícia à permanência e à proliferação de microrganismos.
Duração do procedimento: 40 a 60 segundos.
IMPORTANTE
• No caso de torneiras com contato manual para fechamento, sempre utilize papel-toalha.
• O uso coletivo de toalhas de tecido é contra-indicado, pois estas permanecem úmidas, favorecendo a proliferação bacteriana.

FRICÇÃO ANTI-SÉPTICA DAS MÃOS (USO DE ÁLCOOL GEL A 70%)
Finalidade: Reduzir a carga microbiana das mãos (não há remoção de sujidades). A utilização de gel alcoólico a 70% pode substituir a higienização com água e sabão quando as mãos não estiverem visivelmente sujas.
Duração do procedimento: 20 a 30 segundos.
IMPORTANTE
• Para evitar ressecamento e dermatites, não higienize as mãos com água e sabão imediatamente antes ou depois de usar uma preparação alcoólica.
• Depois de higienizar as mãos com preparação alcoólica, deixe que elas sequem completamente(sem utilização de papel-toalha).
OUTROS ASPECTOS IMPORTANTES DA HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS
• Mantenha as unhas limpas e curtas.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

PARTICIPE DESSA CAMPANHA, SEJA EDUCADO, QUANDO PASSEAR COM SEU ANIMAL, LEVE O SACO PLÁSTICO.





Projeto de lei propõe multa de R$ 237 para donos de cachorros que não recolhem as fezes dos seus animais de estimação da calçada. O texto foi aprovado em primeira votação na sessão de quinta-feira da Câmara dos Vereadores de Santo André e deve passar por segunda votação ainda nesta semana, de acordo com o autor da proposta, José Ricardo (PSB).
ISSO DEVERIA SERVIR DE EXEMPLO PARA TODO O PAÍS!

"Pedimos para o cidadão que vai passear com seu cachorro que leve um saco plástico para recolher o dejeto do seu animal e jogar no lixo", diz o vereador. "Às vezes você vai a um compromisso e é tão desagradável quando, no caminho, você pisa no dejeto e fica aquele odor, seja em casa, no carro ou em qualquer outro lugar que você vá", completa o parlamentar.
ALÉM DISSO A CIDADE FICA SUJA E COM MAU CHEIRO, GENTE NÃO CUSTA NADA LEVAR O SACO, O OBJETIVO É MANTER A CIDADE LIMPA, PORTANTO CIDADÃO, TENHA CONSCIÊNCIA E FAÇA A SUA PARTE, PARA CADA DIREITO EXISTE UM DEVER.
"Já pisei várias vezes em fezes andando distraído pelas ruas. É algo desagradável. Espero que com essa lei tenha fiscalização para que seja cumprida", afirma o metalúrgico Carlos Eduardo,da Vila Alto Santo André.

Para o aposentado Jorge César, 60, do Parque Marajoara, a iniciativa deve beneficiar as pessoas que fazem caminhadas na rua. " Falo como dono de um cão que vou respeitar a lei. Se todos fizerem, as pessoas não vão precisam ficar de olho no chão", completa.

A cozinheira Lucinéia Aparecida da Cruz, 42, de Mauá, aprova a ideia e gostaria que chegasse em sua cidade. "Trabalho em Santo André e achei muito interessante. Espero que Mauá veja esse exemplo e siga. Assim não vamos mais ter de desviar na rua", diz.

O cheiro ruim e a sujeira não são os únicos incômodos relacionados ao cocô de cachorro deixado na calçada. As fezes podem estar infectadas com parasitas intestinais que, no homem, provocam a doença de pele conhecida como bicho geográfico. Como a larva não consegue chegar ao intestino do homem, ela caminha sob a pele formando desenhos avermelhados. "Falo como médico quando digo que o risco de transmissão de doença existe", diz o autor do projeto.

REGULAMENTAÇÃO - Antes de entrar em vigor, o texto precisa ser aprovado em mais uma votação na Câmara dos Vereadores. Depois disso, o prefeito Aidan Ravin (PTB) terá 30 dias para regulamentar a lei. Neste período, será definido como e por quem será feita a fiscalização das calçadas da cidade. Quem for flagrado deixando cocô de cachorro na rua , será multado em R$ 237. "Creio que não precisaremos aplicar a multa porque a população de Santo André é bem educada", opina José Ricardo.

São Caetano proíbe dejetos de animais na rua desde 2008

Os donos de cachorros de São Caetano são obrigados a recolher as fezes que seus animais de estimação fazem nas calçadas da cidade desde 2008, quando foi publicado o decreto número 9688.

A Prefeitura informou que, para incentivar a adesão à lei, instalou cerca de 30 lixeiras para depósito de dejetos de animais. Os recipientes são verdes e possuem sacos plásticos para que o criador do animal possa recolher as fezes.

Os sacos ficam na base da lixeira, num cesto fechado com roldana (igual aos de supermercado). As lixeiras foram espalhadas por toda a cidade, levando em conta os locais onde há maior circulação de animais.

"A Prefeitura implantou as lixeiras com o objetivo de conscientizar a população e evitar que dejetos deixados pelos animais fiquem em vias públicas, praças e parques, contribuindo assim com a limpeza da cidade", informou a administração municipal por meio de nota.

Na Capital, a lei municipal 13.313, de 18 de maio de 2001 prevê multa de R$ 10 para quem deixar cocô de cachorro na rua. "O condutor de um animal fica obrigado a recolher os dejetos fecais eliminados pelo mesmo em vias e logradouros públicos", diz o artigo 16 da lei. O texto também obriga o proprietário a vacinar seu bicho de estimação e a conduzi-lo com coleira e guia. TD

Donos de cães são favoráveis à proposta

Os donos de cachorros de Santo André aprovam o projeto de lei em votação na Câmara Municipal. Para a aposentada Mariza Dileta Magliano, 63, da Vila Alzira, a iniciativa teria que partir do próprio dono. "Cada um tinha que ter consciência. As duas vezes que saio ao dia com o Baby (um poodle) levo uma bolsa com uma sacolinha e papel para recolher as fezes", explicou Mariza. Ela contou que na frente da sua residência sempre tem dejetos. "Se eu levo sacolinha é justamente para não causar incomodo nas residências vizinhas. Até se for no matinho eu recolho."

O aposentado Jorge José César, 60, do Parque Marajoara, garante que seu cão, um beagle não faz necessidades na rua. "Nem levo sacolinha. Ele é acostumado a fazer em casa. Mas aprovo a lei", disse.

GENTE, ISSO É QUESTÃO DE EDUCAÇÃO, VAMOS CONTRIBUIR, É MUITO LEGAL PASSEAR COM OS NOSSOS ANIMAIS, MAS DEIXAR PORCARIA POR ONDE PASSA PARA OS OUTROS PISAREM É DEMAIS. O QUE CUSTA SER EDUCADO. AS PESSOAS OBSERVAM SUAS ATITUDES, SEJAM POSITIVAS OU NEGATIVAS.
SEU BOM EXEMPLO SERÁ COPIADO!

--------------------------------------------------------------------------------



segunda-feira, 8 de agosto de 2011

ACORDA GENTE! OLHA O DINHEIRO DOS IMPOSTOS QUE PAGAMOS E AS ESCOLAS SUCATEADAS

Quinze alunos ficaram feridos no desabamento do teto de uma escola no agreste de Alagoas. As aulas foram suspensas por tempo indeterminado. Os alunos sofreram cortes e escoriações leves. O desabamento ocorreu no meio da noite, quando os alunos estavam em aula. Segundo testemunhas, houve pânico e correria. Estudantes e pais de alunos afirmam que a sustentação do teto já apresentava fragilidade. As vítimas foram socorridas por funcionários e professores. Os feridos foram atendidos na unidade mista do município e transferidos para o hospital de emergência do agreste, no município vizinho de Arapiraca. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital de emergência, por sorte, os 15 alunos não sofreram nenhum tipo de traumatismo ou ferimentos mais graves.
É lamentável a situação em que se encontram várias instituições educacionais desse Estado, essa situação é "Normal" para nós que somos docentes, trabalho em escola pública e sei como funciona.Nunca usei sombrinha na sala de aula quando chovia, mas tinha que procurar lugar para colocar cada aluno, devido o telhado velho da escola e a água dentro da sala, quantas vezes faltava água na escola e os alunos tinham que ser dispensados. Quantas vezes eles foram dispensados por falta de professor para substituir os que se afastavam de licença médica? Até esse ano presenciei isso. Essa triste realidade só quem sabe é a comunidade escolar e suas famílias. Acorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrda Brasil! Muitas Leis e pouca estrutura física!

domingo, 7 de agosto de 2011

MENTES PERIGOSAS, EM TODA PARTE, COMO SE PREVENIR?

A defesa da merendeira suspeita de colocar veneno de rato em almoço servido em uma escola da zona sul de Porto Alegre disse que entrará na noite deste sábado com um pedido de relaxamento de prisão. De acordo com o advogado Leandro Pereira, a suspeita foi coagida a assinar o seu depoimento e que ela não teria lido o documento.

O advogado afirmou, no entanto, que se a Justiça não aceitar o pedido até segunda-feira, a mulher deve se apresentar para o promotor. Pereira afirmou que sua cliente não confia mais na Polícia Civil.

Desde o início da manhã deste sábado, a suspeita foi procurada pela polícia. A Justiça decretou sua prisão preventiva durante a madrugada. O delegado Cléber Lima disse que ela é considerada foragida e não quis comentar as acusações do advogado.

A merendeira havia sido contratada, em caráter emergencial, para trabalhar na escola há três semanas e foi uma das pessoas hospitalizadas após comer a refeição envenenada. O delegado vai indiciá-la por tentativa de homicídio doloso (quando há intenção de matar). Após o depoimento, ela foi liberada. A Secretaria Estadual de Educação define na segunda a data do retorno das aulas.

O caso

Durante a refeição, 39 alunos, funcionários e professores da Escola de Ensino Fundamental Pacheco Prates foram levados para o hospital da região na última quinta-feira, depois que uma professora desconfiou de grânulos de cor rosa na comida do almoço. Algumas pessoas reclamaram de mal-estar e dores de cabeça e barriga.

A titular da Delegacia de Polícia Volante, delegada Clarissa Demartini, informou que foram encontrados pequenos sacos contendo um aparente veneno de rato e uma tesoura na cozinha da instituição. Na sexta-feira, a delegada confirmou que a substância é um raticida.

Segundo o setor de pediatria do hospital da Lomba do Pinheiro, o produto pode alterar a coagulação do sangue, gerando sangramentos de diversos níveis de gravidade.

Uma merendeira confessou ter colocado veneno de rato no estrogonofe servido na Escola Estadual Pacheco Prates, em Porto Alegre, segundo a Polícia Civil.


O episódio aconteceu na quarta-feira, Vinte e duas crianças e 16 adultos almoçaram o prato servido e foram levados a um posto de saúde. A Secretaria de Educação informou, anteriormente, que as pessoas passavam bem.


Nesta quinta, a funcionária foi ouvida e confessou ter envenenado a merenda. Ela vai responder por tentativa de homicídio qualificado. A polícia pediu a prisão preventiva da merendeira, que trabalhava na escola desde o dia 11 de julho.


De acordo com o delegado Cleber Santos de Lima, ela não soube explicar o motivo do crime, afirmou que não tinha inimigos na escola e que, no momento em que preparava o estrogonofe, teve vontade de envenenar a comida.


"Ela disse que misturou, junto com o creme de leite, dois pacotes de veneno de rato. Esse veneno estava lá porque a escola passou por uma reforma. (...) Duas merendeiras estavam fazendo o almoço e uma precisou ir ao posto de saúde. A indiciada aproveitou, colocou veneno e serviu o almoço", contou o delegado.

sábado, 6 de agosto de 2011

EDUCAÇÃO AMBIENTAL LEI 9.795/99

Educação ambiental é um ramo da educação cujo objetivo é a disseminação do conhecimento sobre o ambiente, a fim de ajudar à sua preservação e utilização sustentável dos seus recursos. É uma metodologia de análise que surge a partir do crescente interesse do homem em assuntos como o ambiente devido às grandes catástrofes naturais que têm assolado o mundo nas últimas décadas.

No Brasil, a Educação Ambiental assume uma perspectiva mais abrangente, não restringindo seu olhar à proteção e uso sustentável de recursos naturais, mas incorporando fortemente a proposta de construção de sociedades sustentáveis. Mais do que um segmento da Educação, a Educação em sua complexidade e completude.

A educação ambiental tornou-se lei em 27 de Abril de 1999. A Lei N° 9.795 – Lei da Educação Ambiental, em seu Art. 2° afirma: "A educação ambiental é um componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não-formal.

A educação ambiental tenta despertar em todos a consciência de que o ser humano é parte do meio ambiente. Ela tenta superar a visão antropocêntrica, que fez com que o homem se sentisse sempre o centro de tudo esquecendo a importância da natureza, da qual é parte integrante.Desde muito cedo na história humana para sobreviver em sociedade, todos os indivíduos precisavam conhecer seu ambiente. O início da civilização coincidiu com o uso do fogo e outros instrumentos para modificar o ambiente, devido aos avanços tecnológicos, esquecemos que nossa dependência da natureza continua.

"A educação ambiental é a ação educativa permanente pela qual a comunidade educativa têm a tomada de consciência de sua realidade global, do tipo de relações que os homens estabelecem entre si e com a natureza, dos problemas derivados de ditas relações e suas causas profundas. Ela desenvolve, mediante uma prática que vincula o educando com a comunidade, valores e atitudes que promovem um comportamento dirigido a transformação superadora dessa realidade, tanto em seus aspectos naturais como sociais, desenvolvendo no educando as habilidades e atitudes necessárias para dita transformação."

"A educação ambiental é um processo de reconhecimento de valores e clarificações de conceitos, objetivando o desenvolvimento das habilidades e modificando as atitudes em relação ao meio, para entender e apreciar as inter-relações entre os seres humanos, suas culturas e seus meios biofísicos. A educação ambiental também está relacionada com a prática das tomadas de decisões e a ética que conduzem para a melhora da qualidade de vida

"Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade."

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E INDÍGENA NA EDUCAÇÃO

A forma como as instituições de ensino poderão se preparar para cumprir essa legislação é estabelecendo parcerias com as diferentes instâncias que desenvolvem estudos sobre a diversidade desses povos. Contudo, os efeitos da legislação somente poderão ser benéficos e eficazes se resultarem na formação de uma consciência de cidadania, por meio da utilização de uma abordagem pedagógica que privilegie a formação de gerações abertas ao multiculturalismo.

A Lei 10639, que estabelece o ensino da História da África e da Cultura afro-brasileria nos sistemas de ensino, foi uma das primeiras leis assinadas pelo Presidente Lula. Isto significa o reconhecimento da importância da questão do combate ao preconceito, ao racismo e à
discriminação na agenda brasileira de redução das desigualdades.

A Lei 10639 e, posteriormente, a Lei 11645, que dá a mesma orientação quanto à temática indígena, não são apenas instrumentos de orientação para o combate à discriminação. São também Leis afirmativas, no sentido de que reconhecem a escola como lugar da formação de cidadãos e afirmam a relevância de a escola promover a necessária valorização das matrizes culturais que fizeram do Brasil o país rico, múltiplo e plural que somos.

O Brasil conta com mais de 53 milhões de estudantes em seus diversos sistemas, níveis e modalidades de ensino. Os desafios da qualidade e da equidade na educação só serão superados se a escola for um ambiente acolhedor, que reconheça e valorize as diferenças e não as transforme em fatores de desigualdade. Garantir o direito de aprender implica em
fazer da escola um lugar em que todos e todas sintam-se valorizados e reconhecidos como sujeitos de direito em sua singularidade e identidade.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

ATENÇÃO PROFESSORES! PARTICIPEM DESSE PRÊMIO!



consulte o regulamento

www.fcc.org.br


O Prêmio Professor Rubens Murillo Marques é uma iniciativa da Fundação Carlos Chagas (FCC) e tem por objetivo valorizar e divulgar experiências educativas inovadoras, propostas e realizadas por professores de cursos de Licenciatura, formadores de professores para o ensino básico.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

CONHEÇA O PROGRAMA LAGOA VIVA!



O Programa de Educação Ambiental Lagoa Viva, nasceu em virtude da preocupação com o nível de degradação ambiental em que se encontrava o Complexo Estuarino Lagunar Mundaú-Manguaba – CELMM, resultando em conseqüências danosas às comunidades que estão no seu entorno e a redução das formas de vida das espécies, da fauna e flora, produtos pesqueiros e atividades turísticas da região.

Dentro de uma perspectiva de responsabilidade social, a BRASKEM, situada na localidade acima citada, toma a iniciativa de desenvolver um programa de Educação Ambiental em conjunto com a Secretaria Municipal de Educação de Maceió, Secretaria Estadual de Educação de Alagoas e as comunidades do entorno das lagunas, objetivando resultados para minimizar os impactos ambientais ali observados.

Ao longo dos últimos anos, o programa desenvolveu-se e atingiu patamares ainda maiores, saiu do entorno das lagunas e alcançou as regiões de caatingas, da mata e litorâneas, sul e norte. Hoje contabilizamos 36 municípios e toda a capital de Alagoas.

A concepção teórico-metodológica do Programa está voltada para três pilares:

O primeiro: se relaciona com a educação formal, onde se contempla como linha de trabalho dos Parâmetros Curriculares em Ação - Meio Ambiente na Escola – MEC , possibilitando a construção de competência para trabalhos coletivos em Educação Ambiental numa perspectiva de articular conteúdos e práticas de estudos interdisciplinares e transversais;

O segundo: Diz respeito à Formação Continuada de professores, conduzindo-os e qualificando-os a uma condição de professores multiplicadores em unidades de ensino, reorganizando conhecimentos acerca das questões socioambientais e reelaborando saberes pertinentes para o desenvolvimento de trabalhos em Educação Ambiental , fomentado por métodos participativos, de novas concepções e modelos de procedimentos didáticos e pedagógicos;

O terceiro: é a atuação em Comunidades assistidas pelo Programa, para desenvolver práticas socioculturais e socioeducativas no intuito de valorizar iniciativas que resgatem o ser humano em sua integralidade.

A este conjunto de fatores, advém a valorização do ser humano em face da capilaridade das inter-relações com outros sujeitos envolvidos no processo demandante de uma nova ordem temática pluralista e diversa, contida nas questões oriundas do meio ambiente.

Outro aspecto salientado pelo Programa Lagoa Viva são os Princípios de Sustentabilidade que emergem de práticas socioeducativas não formais, articuladas em oficinas de geração de renda, onde o sujeito, ao mesmo tempo em que adquire habilidades e competências para gerar renda e trabalho, torna-se consciente do respeito ao meio ambiente, discutindo e reconhecendo os aspectos éticos, culturais e socioambientais e de suas relações sociais do lugar onde vive. Tudo isso, numa abordagem voltada para a mudança de atitude através de superação de dificuldades presente na adversidade do mundo do trabalho.

Nesse mesmo pilar o sujeito interage informalmente com o meio ambiente, pelas relações cotidianas, contribuindo sobremaneira para uma sociedade justa e igualitária.

Podemos ressaltar, contundo que o foco do Programa de Educação Ambiental Lagoa Viva tem diretrizes voltadas para um ambiente total, natural e produzido: Ecológico, Social, Político, Cultural, Econômico, Tecnológico, Legal e Estético. Tem como fator preponderante a reorientação do ensino para sustentabilidade planetária, aumento da consciência pública, promoção do desenvolvimento de pessoas, onde a integração com o meio ambiente torna-se premissa básica e decisiva da Educação Ambiental.