leile_pinto@hotmail.com

terça-feira, 31 de agosto de 2010

ALEIJADINHO










Antônio Francisco Lisboa, mais conhecido como Aleijadinho, (Ouro Preto, c. 29 de agosto de 1730 ou, mais provavelmente, 1738 — Ouro Preto, 18 de novembro de 1814) foi um importante escultor, entalhador e arquiteto do Brasil colonial.

Pouco se sabe com certeza sobre sua biografia, que permanece até hoje envolta em cerrado véu de lenda e controvérsia, tornando muito árduo o trabalho de pesquisa sobre ele e ao mesmo tempo transformando-o em uma espécie de herói nacional. A principal fonte documental sobre o Aleijadinho é uma nota biográfica escrita somente cerca de quarenta anos depois de sua morte. Sua trajetória é reconstituída principalmente através das obras que deixou, embora mesmo neste âmbito sua contribuição seja controversa, já que a atribuição da autoria da maior parte das mais de quatrocentas criações que hoje existem associadas ao seu nome foi feita sem qualquer comprovação documental, baseando-se apenas em critérios de semelhança estilística com peças documentadas.

Toda sua obra, entre talha, projetos arquitetônicos, relevos e estatuária, foi realizada em Minas Gerais, especialmente nas cidades de Ouro Preto, Sabará, São João del-Rei e Congonhas. Os principais monumentos que contém suas obras são a Igreja de São Francisco de Assis de Ouro Preto e o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos. Com um estilo relacionado ao Barroco e ao Rococó, é considerado pela crítica brasileira quase em consenso como o maior expoente da arte colonial no Brasil e, ultrapassando as fronteiras brasileiras, para alguns estudiosos estrangeiros é o maior nome do Barroco americano, merecendo um lugar destacado na história da arte do ocidente.

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA E O PAPEL DA ESCOLA NESSE CONTEXTO








Será que temos refletido suficientemente sobre as muitas indagações que se lançam no ar sobre a questão da leitura? Que análises temos feito das contribuições teóricas?
Apesar da complexidade desta tarefa e mesmo correndo o risco de cair em armadilhas, a autora considera importante se debruçar sobre o tema. Aborda, primeiramente, a questão da variação do significado e do papel do livro, da leitura e da escrita conforme as mudanças históricas, sociais, culturais e intelectuais. Em seguida, a partir de questões básicas como a concepção de leitura e de seu processo de produção, procura situar a leitura em nossa realidade social e escolar.
"O aperfeiçoamento da imagem, por exemplo, provocou inquietações e levou até mesmo a previsões catastróficas em relação ao futuro da leitura e do livro. Temia-se que a era de Gutemberg estivesse prestes a ser tragada pelo poder incomensurável das transmissões eletrônicas, do laser, dos satélites."

"Reclama-se sempre que a criança e o jovem não lêem e não gostam de ler. Afirmações peremptórias como essas, gratuitas e, no mais das vezes, maldiscutidas transformam-se em preconceito cristalizado que vai penetrando acriticamente em pessoas e grupos, acabando por se transformar em dogma. E uma vez o dogma absorvido, muito mais difícil se torna reverter situações indesejadas."

"A criança, o jovem que estuda - e também o adulto - , todos gostam de ler e lêem razoavelmente. Mas, salvo exceções, não suportam ler na escola, já que os textos que lhes são propostos quase nunca despertam, mesmo sendo textos considerados clássicos, o necessário prazer que deve presidir toda a atividade do leitor. Lêem mais por exigência de uma avaliação, muitas vezes, draconiana; lêem para poderem responder às questões pouco interessantes e unidirecionais dos livros didáticos e cujas respostas são exigidas e avaliadas pelo professor. Quase nunca a leitura vem ligada à satisfação. Quase nunca a leitura corre em um espaço socializado e aberto."

O CICLO DA ÁGUA - POR QUE CHOVE?











A água desenvolve um ciclo. O chamado ciclo da água é o caminho que ela percorre. A chuva, basicamente, é o resultado da água que evapora dos lagos, rios e oceanos, formando as nuvens. Quando as nuvens estão carregadas, soltam a água na terra. Ela penetra o solo e vai alimentar as nascentes dos rios e os reservatórios subterrâneos. Se cai nos oceanos, mistura-se às águas salgadas e volta a evaporar, chove e cai na terra.

ONOMATOPEIA

Onomatopeia é uma figura de linguagem na qual se reproduz um som com um fonema ou palavra. A forma adjetiva é onomatopaico. Ruídos, gritos, canto de animais, sons da natureza, barulho de máquinas, o timbre da voz humana fazem parte do universo das onomatopeias. Por exemplo, para os índios tupis tak e tatak significam dar estalo ou bater e tek é o som de algo quebrando. As onomatopeias, em geral, são de entendimento universal. Geralmente, as onomatopeias são usadas em histórias em quadrinhos, muitas dessas onomatopeias são derivadas de verbos da língua inglesa. Nos mangás, as onomatopeías ou giseigos 擬声語 (em japonês: giseigo, 擬声語?) fazem parte da arte, no Brasil as editoras brasileiras deixam as onomatopeias ou em Hiragana e Katakana e no rodapé da página colocam legendas com a tradução. Nos EUA, a Shonen Jump local adapta essas onomatopeias.
Exemplos
Ai! –dor ou grito emoção
Ai, ai... –lamentação
Ah! – grito
Ha Ha Ha!– riso
Atchim! - espirro
Au! - latido
Bang! – tiro
Buáá! – choro
Clap! – palmas
Grrr! – grunhido
Miau! – miado
Nhec – rangido
Oops! – espanto; medo; surpresa
Tic-tac! – relógio
Tchibum – mergulho
Zzz! – zumbido ou alguem dormindo
Splash – mergulho
Quack! – pato
Blin Blong! – campainha
Beep!
Muuu - mugir(boi, vaca, etc)
Arghn! / Urgh! – som de nojo ou repulsa.
crash! - batida
Au Au! - Cão latindo
Cócóricó - Galo cantando
Bii Bii - Buzina
Shhhh! - Silêncio

CONTINENTES E OCEANOS








São as massas terrestres contínuas mais extensas da Terra. Um continente se distingue de uma ilha ou de uma península pelo seu tamanho, estrutura geológica e evolução. Os continentes são: América, África, Antártida e Oceania, Eurásia às vezes, Europa e Ásia são separadas, transformando-as assim em 2 continentes distintos.

Continentes Área (km 2)

América 42.101.000
Europa 10.359.000
Oceania 8.935.000
Antártida 14.200.000
África 30.310.000
Ásia 44.080.000

América
Segunda maior massa continental isolada da Terra. É dividida em três grandes territórios: América do Norte, América Central e América do Sul, tem uma extensão de 42 milhões de km 2 e mais de 650 milhões de habitantes.

É cortado pela linha do Equador, pelo Trópico de Capricórnio ao sul e pelo Trópico de Câncer ao norte e o Círculo Polar Ártico em sua parte setentrional. Localiza-se ao leste com o Oceano Atlântico e a oeste do Oceano Pacífico.

Europa
É um dos seis continentes do mundo, embora só seja realmente a parte ocidental do continente Eurásia. A sua extensão é de 10.359.358 km 2, aproximadamente.

Uma das maiores características do continente Europeu é sua massa continental muito fragmentada, algumas penínsulas e um grande número de ilhas próximas à costa. Ao norte o oceano Glacial Ártico, o mar do Norte e o mar Báltico; sobre o mar Cáspio ao sudeste, sobre o mar Negro
e o mar Mediterrâneo, ao sul, e sobre o Oceano Atlântico a oeste.


Oceania (conhecido também como continente australiano).
É o menor dos continentes, mas tem uma área superior ao território brasileiro. Praticamente o território do continente é constituído pela Austrália. Situa-se no hemisfério sul, na latitude do Trópico de Capricórnio e é banhado pelo Oceano Índico a Oeste e pelo Oceano Pacífico a leste.

Antártida
O quarto maior continente situa-se quase totalmente no sul do círculo polar antártico. Sua extensão é de 14,2 milhões de km 2 no verão. Durante o inverno, dobra de tamanho devido ao grande volume de gelo marinho que se forma em sua volta.

Mais de 95% da Antártida é coberta por gelo, que contém cerca de 90% de toda a água doce do mundo.É banhado pelo Oceano Pacífico, Atlântico e Índico.

África
O terceiro maior continente da Terra ocupa, com as ilhas adjacentes, uma superfície de cerca de 30.310.000 km 2 ou 22% do total da massa terrestre.

Apresenta-se isolado artificialmente da Eurásia pela abertura do Canal Suez. È cortado pelo Trópico de Câncer ao norte e pela linha do Equador ao centro trópico de Capricórnio ao Sul.

Ásia
A sua extensão é de 44.080.000 Km 2, isto é, um terço da superfície terrestre. Seus habitantes representam três quintos da população mundial.

É cortado pelo Glacial Ártico e ao sul pelo Índico. Situada quase totalmente no hemisfério norte, ao norte o Oceano Glacial Ártico, a leste, com o oceano Pacífico, ao sul com o oceano Índico.

EDUCAI AS CRIANÇAS E NÃO SERÁ NECESSÁRIO PUNIR OS HOMENS - PITÁGORAS

ASTROLOGIA









A Astrologia (do grego astron, "astros", "estrelas", "corpos celestes", e logos, "palavra", "estudo") é uma disciplina que alega que as posições relativas dos corpos celestes podem prover informação sobre a personalidade, as relações humanas, e outros assuntos mundanos. Um praticante de astrologia é chamado astrólogo. A comunidade científica considera que a astrologia é uma pseudo-ciência ou superstição, uma vez que, até hoje, nenhum astrólogo apresentou evidências oficiais acerca da eficácia de seus métodos.

Os registros mais antigos sugerem que a astrologia surgiu no terceiro milênio AC. Ela teve um importante papel na formação das culturas, e sua influência é encontrada na Astronomia antiga, nos Vedas, na Bíblia, e em várias disciplinas através da história. De fato, até a Era Moderna, astrologia e astronomia eram indistinguíveis. A Astronomia começou a divergir gradualmente da Astrologia desde o tempo de Ptolemeu, e essa separação culminou no século XVIII com a remoção oficial da astrologia do meio universitário. Só no século XX é que a astrologia retomou a algumas universidades - nomeadamente nos EUA - após desenvolver-se naquilo que é hoje chamado de astrologia contemporânea.

Os astrólogos afirmam que o movimento e posições dos corpos celestes podem influenciar diretamente, ou representar, eventos na Terra e em escala humana. Alguns astrólogos definem a astrologia como uma linguagem simbólica, uma forma de arte, ou uma forma de vidência, enquanto outros definem como ciência social e humana.

Astrologia e Espiritismo
Verifica-se por vezes uma ligação entre a Astrologia e o Espiritismo, principalmente entre os "espíritas videntes" que preveem por vários métodos, inclusive por mapas astrais. No entanto, há que diferenciar as práticas, visto que, para a Doutrina Espírita, conforme codificada por Allan Kardec, a Astrologia é considerada como o resquício de uma maneira supersticiosa de pensar, ainda atrelada a antigas concepções do mundo, e que não se encaixa na cosmologia espírita que acompanha as recentes descobertas astronômicas. Está claro que nenhum condena o outro, porém, não é legítimo confundir ou relacionar Astrologia com Espiritismo. Para verificar o que a Doutrina Espírita diz sobre a Astrologia, ver o livro A Gênese, de Kardec, no capítulo V ("Sistemas do Mundo"), em seus itens 11 a 13, em edições da Federação Espírita Brasileira.

PLANETAS








A palavra "planeta" vem do grego πλανήτης — "planētēs", "plan", que significa "aquele que vagueia", visto que os astrônomos antigos observavam como certas luzes se moviam através do céu em desacordo com as estrelas. Eles acreditavam que esses objetos juntamente com o Sol e a Lua orbitavam a Terra considerada estacionária no centro.


Dimensão relativa dos planetas do Sistema Solar e de várias outras estrelas conhecidas.O número original de planetas era sete: Lua, Mercúrio, Vênus, Sol, Marte, Júpiter, e Saturno, em órbitas determinadas segundo o sistema definido por Ptolomeu.

Posteriormente, com a adoção do heliocentrismo, a Terra passou a ser considerado planeta enquanto o Sol e a Lua perderam esse status. Com a invenção do telescópio permitiu-se a descoberta de Urano (1781), Neptuno (1846) e Plutão (1930). Plutão entretanto, a partir da resolução de 24 de agosto de 2006 da União Astronômica Internacional, deixou de ser considerado um planeta, passando ao status de planeta anão.

A definição adotada preenche um vazio que existia neste campo científico desde os tempos do astrônomo polonês Nicolau Copérnico (1473-1543). A nova definição estabelece três grupos de corpos celestes. O primeiro inclui os oito planetas "clássicos": Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Neptuno. O segundo grupo inclui Ceres, Plutão, Haumea, Makemake e Éris, são os planetas anões e o terceiro grupo é formado por pequenos corpos do sistema solar, tais como asteróides e cometas.

Até o ano de 2006, considerava-se Plutão o nono planeta do sistema solar. A controvérsia foi iniciada pela descoberta de Éris, corpo celeste que se situa além da órbita de Neptuno e tem dimensões superiores às de Plutão.

Plutão, descoberto em 1930 pelo cientista norte-americano Clyde Tombaugh (1906-1997), foi objeto de polêmica há décadas, principalmente por causa do seu tamanho, cujas estimativas foram reduzidas ano após ano e cujo valor atual foi estabelecido em 2.300 quilômetros de diâmetro.

Assim, Plutão é muito menor que a Terra (12.750 quilômetros) e até mesmo menor que a Lua (3.480 quilômetros) e Éris (3.000 quilômetros), que no entanto está muito mais longe do Sol.

Outro argumento contra Plutão é a forma pouco ortodoxa de sua órbita, cuja inclinação não é paralela à da Terra e a dos outros sete planetas do Sistema Solar.

Desta forma, a União Astronômica Internacional criou uma categoria de um corpo celeste chamada de planeta anão, dentro da qual estão incluídos Plutão, Haumea, Éris, Makemake e também o asteróide Ceres, situado entre as órbitas de Marte e Júpiter. O termo planeta anão ainda poderá vir a ser aplicado a outros doze corpos do Sistema Solar, (3 asteróides e 9 transneptunianos): Vesta, Palas e Hígia; Orco, Sedna, Quaoar, 2002 TC302, Varuna, 2002 UX25, 2002 TX300, Ixion e 2002 AW197, que estão na lista de possíveis planetas anões da União Astronômica Internacional e que aguardam mais estudos para que possam ser categorizados como "planetas anões" ou corpos menores do Sistema Solar, entre os quais está Sedna.

O QUE É CONSTRUTIVISMO?











Fernando Becker

"Construtivismo significa isto: a idéia de que nada, a rigor, está pronto, acabado, e de que, especificamente, o conhecimento não é dado, em nenhuma instância, como algo terminado. Ele se constitui pela interação do indivíduo com o meio físico e social, com o simbolismo humano, com o mundo das relações sociais; e se constitui por força de sua ação e não por qualquer dotação prévia, na bagagem hereditária ou no meio, de tal modo que podemos afirmar que antes da ação não há psiquismo nem consciência e, muito menos, pensamento."

"Entendemos que construtivismo na Educação poderá ser a forma teórica ampla que reúna as várias tendências atuais do pensamento educacional. Tendências que têm em comum a insatisfação com um sistema educacional que teima (ideologia) em continuar essa forma particular de transmissão que é a Escola, que consiste em fazer repetir, recitar, aprender, ensinar o que já está pronto, em vez de fazer agir, operar, criar, construir a partir da realidade vivida por alunos e professores, isto é, pela sociedade – a próxima e, aos poucos, as distantes. A Educação deve ser um processo de construção de conhecimento ao qual ocorrem, em condição de complementaridade, por um lado, os alunos e professores e, por outro, os problemas sociais atuais e o conhecimento já construído (‘acervo cultural da Humanidade’)."

"Construtivismo, segundo pensamos, é esta forma de conceber o conhecimento: sua gênese e seu desenvolvimento – e, por conseqüência, um novo modo de ver o universo, a vida e o mundo das relações sociais."

Publicação: Série Idéias n. 20. São Paulo: FDE, 1994.
Páginas: 87 a 93

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

BRAILLE



















Braille é um sistema de leitura com o tato para cegos inventado pelo francês Louis Braille.

O sistema de Braille aproveita-se da sensibilidade epicrítica do ser humano, a capacidade de distinguir na polpa digital pequenas diferenças de posicionamento entre dois pontos diferentes. um cego experiente pode ler duzentas palavras por minuto.

Louis Braille perdeu a visão aos três anos. Quatro anos depois, ele ingressou no Instituto de Cegos de Paris. Em 1827, então com dezoito anos, tornou-se professor desse instituto. Ao ouvir falar de um sistema de pontos e buracos inventado por um oficial para ler mensagens durante a noite em lugares onde seria perigoso acender a luz, Louis Braille fez algumas adaptações no sistema de pontos em relevo.

Em 1829, publicou o seu método. O sistema Braille é um alfabeto convencional cujos caracteres se indicam por pontos em relevo, o deficiente visual distingue por meio do tato. A partir dos seis pontos salientes, é possível fazer 63 combinações que podem representar letras simples e acentuadas, pontuações, algarismos, sinais algébricos e notas musicais.

Louis Braille morreu de tuberculose, em 1852, ano em que seu método foi oficialmente adotado na Europa e América.

DE ACORDO COM A GRAFIA BRAILLE PARA A LÍNGUA PORTUGUESA (Aprovada pela portaria nº 2.678 de 24 de setembro de 2002 [1]) e publicada pelo MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO e SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL 2ª EDIÇÃO, 2006.

APRENDA LIBRAS













O que é Libras
Libras é a sigla da Língua Brasileira de Sinais

As Línguas de Sinais (LS) são as línguas naturais das comunidades surdas.

Ao contrário do que muitos imaginam, as Línguas de Sinais não são simplesmente mímicas e gestos soltos, utilizados pelos surdos para facilitar a comunicação. São línguas com estruturas gramaticais próprias.

Atribui-se às Línguas de Sinais o status de língua porque elas também são compostas pelos níveis lingüísticos: o fonológico, o morfológico, o sintático e o semântico.

O que é denominado de palavra ou item lexical nas línguas oral-auditivas são denominados sinais nas línguas de sinais.

O que diferencia as Línguas de Sinais das demais línguas é a sua modalidade visual-espacial.

Assim, uma pessoa que entra em contato com uma Língua de Sinais irá aprender uma outra língua, como o Francês, Inglês etc.

BRASIL SETE MEDALHAS NAS OLIMPÍADAS 2010

Olimpíadas da Juventude: Brasil volta de Cingapura com sete medalhas
publicado 26/08/2010 às 15:15 -

Atletismo e boxe garantiram três medalhas de ouro; salto com vara, tiro e judô trouxeram três pratas e o handebol conquistou medalha de bronze.


A primeira edição dos Jogos da Juventude terminou nesta quinta-feira, dia 26, e o Brasil volta para casa carregando sete medalhas na bagagem, sendo três ouros, três pratas e um bronze conquistados em Cingapura.

Desde o começo dos jogos, o Comitê Olímpico Internacional – COI afirmou que objetivo não era estimular a competição, por isso o fato do evento não ter um quadro de medalhas oficial. A intenção foi promover a integração entre os atletas e o aprendizado.

Um dos principais destaques da delegação brasileira veio do atletismo, Caio dos Santos, que conquistou duas medalhas de ouro, uma no salto em distância e outra no revezamento medley continental. A outra medalha do atletismo foi com Thiago da Silva, prata no salto com vara.

A explicação para os bons resultados dos dois atletas está no treinamento. Caio tem como treinador Nélio Moura, que também trabalha com a campeã olímpica Maurren Maggi, enquanto o técnico de Thiago é Élson Miranda, mesmo comandante de Fabiana Murer, atual campeã mundial indoor e da Liga Diamante.

David Lourenço também marcou seu nome em Cingapura. Aos 18 anos, o boxeador garantiu a medalha de ouro na categoria até 59 kg e se tornou o primeiro brasileiro a subir no ponto mais alto do pódio em uma Olimpíada na modalidade.

MISS UNIVERSO 2010 - AS CINCO FAVORITAS

MISS MÉXICO



MISS BRASIL



Miss Brasil entre as Favoritas do Miss Universo 2010. Veja as fotos!
Postado por Calvino Brasil em 6 de junho de 2010
Confira as fotos da candidatas ao Concurso Miss Universo 2010 apontadas como favoritas ao título da mulher mais bonitas do Mundo, a ser realizado no dia 22 de Agosto no Planet Hollywood Resort em Las Vegas-USA.

Cerca de 80 nações serão representadas no Miss Universo 2010, países como Estados Unidos, Austrália, Kosovo e Canadá ainda não elegeram suas representantes. Entre as candidatas apontadas como favoritas ao Miss Universo 2010 estão: Natalia Navarro, 22 anos, da Colômbia; Irina Antonenko, 18 anos, da Rússia; Débora Lyra, 20 anos, do Brasil; Malika Ménard, 22 anos, da França; Marelisa Gibson, 21 anos, da Venezuela.

Miss Universo 2010 a 59ª edição do concurso foi realizada no dia 23 de Agosto de 2010 no Mandalay Bay Events Center do Mandalay Bay Resort and Casino em Las Vegas nos Estados Unidos. Miss Universo 2009 Stefania Fernández da Venezuela coroou como sua sucessora Jimena Navarrete do México.

domingo, 29 de agosto de 2010

FRASES DE AMIZADE


A amizade é um amor que nunca morre.
Mário Quintana

Para conseguir a amizade de uma pessoa digna é preciso desenvolvermos em nós mesmos as qualidades que naquela admiramos.
Sócrates

As mulheres podem tornar-se facilmente amigas de um homem; mas, para manter essa amizade, torna-se indispensável o concurso de uma pequena antipatia física.
Friedrich Nietzsche

A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas.
Francis Bacon


A amizade desenvolve a felicidade e reduz o sofrimento, duplicando a nossa alegria e dividindo a nossa dor.
Joseph Addison


A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.
Carlos Drummond de Andrade


A verdadeira amizade é aquela que nos permite falar, ao amigo, de todos os seus defeitos e de todas as nossas qualidades.
Millôr Fernandes


A melhor maneira de começar uma amizade é com uma boa gargalhada. De terminar com ela, também.
Oscar Wilde


A amizade é , acima de tudo, certeza – é isso que a distingue do amor.
Marguerite Yourcenar


Não é amigo aquele que alardeia a amizade: é traficante; a amizade sente-se, não se diz.
Machado de Assis

A amizade é o conforto indescritível de nos sentirmos seguros com uma pessoa, sem ser preciso pesar o que se pensa, nem medir o que se diz.
George Eliot


A amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro.
Platão


Quando defendemos os nossos amigos, justificamos a nossa amizade.
Marquês de Maricá


Quem cedo e bem aprende, tarde ou nunca esquece. Quem negligencia as manifestações de amizade, acaba por perder esse sentimento.
William Shakespeare

O amor pode morrer na verdade, a amizade na mentira.
Abel Bonnard


Nunca foi um bom amigo quem por pouco quebrou a amizade.
Provérbio popular


Como as plantas a amizade não deve ser muito nem pouco regada.
Carlos Drummond de Andrade

A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque não existe.
Jean Cocteau

Entre um homem moço e uma mulher bonita, a amizade pura, a amizade intelectual é impossível. O homem e a mulher são, fundamentalmente, irredutivelmente, inimigos. Só se aproximam para se amar - ou para se devorar.
Júlio Dantas


A amizade é semelhante a um bom café; uma vez frio, não se aquece sem perder bastante do primeiro sabor.
Immanuel Kant

FRASES DE AMOR


O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.
Carlos Drummond de Andrade

Amar, porque nada melhor para a saúde que um amor correspondido.
Vinícius de Moraes


A medida do amor é amar sem medida.
Victor Hugo


Amar não é aceitar tudo. Aliás: onde tudo é aceito, desconfio que há falta de amor.
Vladimir Maiakóvski

Nada é pequeno no amor. Quem espera as grandes ocasiões para provar a sua ternura não sabe amar.
Laure Conan


Tão bom morrer de amor e continuar vivendo.
Mário Quintana

O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição. Como são sábios aqueles que se entregam às loucuras do amor!
Joshua Cooke

Vós, que sofreis, porque amais, amai ainda mais. Morrer de amor é viver dele.
Victor Hugo


É preciso sofrer depois de ter sofrido, e amar, e mais amar, depois de ter amado.
Guimarães Rosa

Amar os outros é a única salvação individual que conheço: ninguém estará perdido se der amor e às vezes receber amor em troca.
Clarice Lispector


Amar não é olhar um para o outro, é olhar juntos na mesma direção.
Antoine de Saint-Exupéry


Lutar pelo amor é bom, mas alcançá-lo sem luta é melhor.
William Shakespeare


Deus, para a felicidade do homem, inventou a fé e o amor. O Diabo, invejoso, fez o homem confundir fé com religião e amor com casamento.
Machado de Assis


O verdadeiro amor nunca se desgasta. Quanto mais se dá mais se tem.
Antoine de Saint-Exupéry


Cada qual sabe amar a seu modo; o modo, pouco importa; o essencial é que saiba amar.
Machado de Assis


É um amor pobre aquele que se pode medir.
William Shakespeare


No homem, o desejo gera o amor. Na mulher, o amor gera o desejo.
Jonathan Swift


Amar é cansar-se de estar só: é uma covardia portanto, e uma traição a nós próprios (importa soberanamente que não amemos).
Fernando Pessoa

É fácil amar os que estão longe. Mas nem sempre é fácil amar os que vivem ao nosso lado.
Madre Teresa de Calcutá

FRASES OTIMISTAS


O pessimista vê dificuldade em cada oportunidade; o otimista vê oportunidade em cada dificuldade. Winston Churchill

Pessimismo leva à fraqueza, otimismo ao poder.
William James

O pessimista se queixa do vento, o otimista espera que ele mude e o realista ajusta as velas.
William George Ward

o otimismo é a fé em ação. Nada se pode levar a efeito sem otimismo.
Helen Keller


o pessimismo torna os homens cautelosos, enquanto, o otimismo torna os homens imprudentes.
Confúcio


o otimista é um tolo. O pessimista, um chato. Bom mesmo é ser um realista esperançoso.
Ariano Suassuna


a esperança não será a prova de um sentido oculto da Existência., uma coisa que merece que se lute por ela?
Ernesto Sábato



tudo o que um sonho precisa para ser realizado é alguém que acredite que ele possa ser realizado.
Roberto Shinyashiki



todo o homem de ação é essencialmente animado e otimista porque quem não sente é feliz.
Fernando Pessoa

o pessimismo é humor; o otimismo é vontade.
Émile-Auguste Chartier


a quem me pergunta se sou pessimista ou otimista, respondo que o meu conhecimento é de pessimista, mas a minha vontade e a minha esperança são de otimista.
Albert Schweitzer


o homem que é pessimista antes dos 50 anos, sabe demasiado; o que é otimista depois, não sabe o bastante.
Mark Twain


o pessimismo, depois de você se acostumar a ele, é tão agradável quanto o otimismo.
Arnold Bennett


um pessimista vê uma dificuldade em cada oportunidade; um otimista vê uma oportunidade em cada dificuldade.
Winston Churchill


o bom humor espalha mais felicidade que todas as riquezas do mundo. Vem do hábito de olhar para as coisas com esperança e de esperar o melhor e não o pior.
Alfred Montapert


é melhor ser pessimista do que otimista. O pessimista fica feliz quando acerta e quando erra.
Millôr Fernandes


se, a princípio, a ideia não é absurda, então não há esperança para ela.
Albert Einstein


Os miseráveis não têm outro Remédio a não ser a esperança.
William Shakespeare


"A esperança é o sonho do homem acordado."
Aristóteles


Se o dinheiro for a sua esperança de independência, você jamais a terá. A única segurança verdadeira consiste numa reserva de sabedoria, de experiência e de competência.
Henry Ford

DIA DO SOLDADO NA ESCOLA





FOLCLORE DO TURNO DA MANHÃ - EXPOSIÇÃO DE ARTESANATO






sábado, 28 de agosto de 2010

NATAL











O Natal de Jesus Cristo, conforme o relato dos evangelistas São Mateus e São Lucas, é rico de fatos extraordinários, mas que facilmente foram visibilizados na arte e que, com imensa criatividade ao longo dos séculos, formam um rico patrimônio da humanidade em pinturas, esculturas, vitrais, música, teatro, cinema... Ao redor do fato central do nascimento de jesus, os relatos bíblicos nos apresentam: a anunciação a Maria, a visita de Maria a sua prima Isabel, o nascimento de Jesus numa gruta em Belém, a presença da estrela, a adoração dos pastores e dos sábios do oriente, a apresentação de Jesus no Templo, a perseguição de Herodes e a fuga para o Egito...

Mais tarde à tradição cristã, por influências várias, seja de países evangelizados, seja de santos, foram acrescentados elementos que hoje são indispensáveis na comemoração e na decoração da festa de Natal, dando-lhe uma identidade única. Entre esses elementos estão o Papai Noel, a vela, as bolas resplandecentes, o pinheirinho, a troca de presentes e, principalmente, a montagem do presépio e a celebração religiosa do Natal. Deturpados ou não pela sociedade secularizada e dominada pelo mercado, eles constituem o eco do maior evento da história: a encarnação do Filho de Deus, Jesus.

Cabe aos cristãos relembrar continuamente que essa festa e os ingredientes que a identificam nasceram da fé, apontam para a fé, se concretizam em demonstrações de amor, traduzidos em intimidade familiar, solidariedade para com os mais pobres e luta pela vida , vida digna para todos, e luta pela paz.

Natal tem a ver é com Jesus de Nazaré, com a referência histórica do nascimento de Jesus Cristo: afinal é a celebração de seu aniversário!

FESTA JUNINA

















Santo Antônio - 13 de junho

Entre os santos que mais são comemorados durante as festas juninas, Santo Antônio é com certeza o que mais possui devotos espalhados pelo Brasil e também por Portugal.




Esse santo, que normalmente é representado carregando o menino Jesus em seus braços, ficou realmente conhecido como "casamenteiro"e é sempre o mais invocado para auxiliar moças solteiras a encontrarem seus noivos.

Em vários lugares do Brasil, há moças que chegam a realizar verdadeiras maldades com a imagem de Santo Antônio a fim de agilizarem seus pedidos.


Não são raras as jovens que colocam a imagem do santo de cabeça para baixo e dizem que só o colocam novamente na posição correta se lhes arrumar um namorado. Também separam-no do menino Jesus e prometem devolvê-lo depois de alcançarem o pedido. Na madrugada do dia 13 são realizadas diversas simpatias com este intuito. Mas não é só o título de casamenteiro que Santo Antônio carrega. Ele também é conhecido por ajudar as pessoas a encontrarem objetos perdidos.

São João - 24 de junho

Outro santo muito comemorado no mês de junho é São João. Esse santo é o responsável pelo título de "santo festeiro", por isso, no dia 24 de junho, dia do seu nascimento, as festas são recheadas de muita dança, em especial o forró.



No Nordeste do País, existem muitas festas em homenagem a São João, que também é conhecido como protetor dos casados e enfermos, principalmente no que se refere a dores de cabeça e de garganta.
Alguns símbolos são conhecidos por remeterem ao nascimento de São João, como a fogueira, o mastro, os fogos, a capelinha, a palha e o manjericão.
Existe uma lenda que diz que os fogos de artifício soltados no dia 24 são "para acordar São João".

São Pedro - 29 de junho

O guardião das portas do céu é também considerado o protetor das viúvas e dos pescadores. São Pedro foi um dos doze apóstolos e o dia 29 de junho foi dedicado a ele. Como o dia 29 também marca o encerramento das comemorações juninas, é nesse dia que há o roubo do mastro de São João, que só será devolvido no final de semana mais próximo. Mas como as comemorações juninas perduram alguns dias, as pessoas dizem que no dia de São Pedro já estão muito cansadas e não têm resistência para grandes folias, sendo os fogos e o pau-de-sebo as principais atrações da festa. A fogueira de São Pedro tem forma triangular.


Como São Pedro é cultuado como protetor das viúvas, são elas que organizam a festa desse dia, juntamente com os pescadores, que também fazem a sua homenagem a São Pedro realizando procissões marítimas.

No dia 29 de junho todo homem que tiver Pedro ligado ao seu nome desse acender fogueiras nas portas de suas casas e, se alguém amarrar uma fita em uma pessoa de nome Pedro, este se vê na obrigação de dar um presente ou pagar uma bebida à pessoa que o amarrou.

DIA DO CARTEIRO 25 DE JANEIRO





Em 25 de janeiro de 1663, foi criado o Correio-Mor no Brasil, nome dado à função de carteiro naqueles tempos. Luiz Gomes da Matta Neto, que já atuava como Correio-Mor em Portugal, assumiu o posto no Brasil e se tornou o responsável pela troca de correspondências da Corte.

Problemas que afastam os docentes de sala de aula

Problemas de saúde afastam professores da escola
Licenças-médicas afastam professores das escolas.

--------------------------------------------------------------------------------
Estresse, dor nas costas, distúrbios vocais. Estes são os principais fatores que levam os professores a pedir afastamento da sala de aula



O trabalho tem um papel central na vida das pessoas, podendo contribuir tanto para a melhoria da qualidade de vida quanto para o desenvolvimento de doenças. Muitas categorias profissionais têm sido alvo de estudos para diversos pesquisadores, entre elas, encontram-se os professores, que desde a década de 80 vêm, de forma mais acentuada, apresentando sinais de adoecimento. As causas são, em sua maioria, as mesmas: distúrbios vocais, estresse, dor nas costas e esgotamento mental e físico.



Cerca de 22,6% dos professores pediram afastamento por licenças-médicas de acordo com a pesquisa Identidade Expropriada – Retrato do Educador Brasileiro realizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), em 2003. “Isso causa um desfalque no sistema e é um problema difícil de controlar”, explicou a secretária de Finanças do CNTE, Juçara Dutra. Ela ressaltou que cada licença-médica significa, em média, cerca de três meses fora da sala de aula.

Emocional afasta professores


Grupo especial é criado para avaliar distúrbios psíquicos entre servidores da rede pública. Acompanhamento de parentes doentes e depressão são as maiores causas de falta ao trabalho

Acompanhamento de parentes doentes, depressão, distúrbios psíquicos e doenças osteomusculares são as principais causas apresentadas por professores e servidores da rede pública de ensino para se afastarem das salas de aula.

VOCÊ SABE FAZER ORIGAMI?







O QUE É UM ORIGAMI?

De uma forma simples, origami é a arte de dobrar o papel, pois "ori" vem do verbo "oru" que significa dobrar e "gami" vem da palavra "kami" que significa papel e quando ditas juntas a letra "k" é substituída pelo "g".

Origami é uma arte milenar japonesa nascida há quase mil anos na Corte Imperial, onde era conhecido como um passatempo divertido e interessante. Com o passar do tempo esta arte foi transmitida ao povo que adotou-o com o entusiasmo e transformou numa arte.

No Japão, nos dias de hoje, o Origami é bastante divulgado entre crianças, jovens e idosos, seguindo as tradições de séculos passados. Mas, esta muito longe de ser uma arte exclusiva dos japoneses, pois atualmente há adeptos em quase todo o mundo, e há inclusive origami tradicionais do ocidente.

No origami há regras básicas, que são: as folhas de papel quadrado e sem corte. Mas não são regras absolutas e há inúmeros origami fora deste esquema trazendo simplicidade e desafio à criação de modelos.

O origami desenvolve um papel muito importante no desenvolvimento intelectual da criança, pois exige concentração, estimula a imaginação e desenvolve a destreza manual.

E além disso é muito divertido ver um simples papel quadrado se transformando em um objeto, ave ou flor com algumas simples dobras no papel.

O PRECONCEITO ESTÁ NO CORAÇÃO DE QUEM VÊ


Preconceito a doença HIV.
O Brasil, segundo pesquisa feita em 2006, tem mais de 600 mil portadores de HIV. O tratamento da doença evoluiu muito, porém o preconceito continua sendo um grande problema para os soropositivos. Ajude a combater o preconceito .
além do preconceito ser muitas vezes determinante na transmissão da doença, o mesmo ocorre no tratamento. Segundo o secretário, muitas pessoas deixavam de obter o tratamento correto pois, para isso, seria necessário que sua opção sexual fosse exposta. “Presenciei muitas vezes o paciente morrendo por esse medo de se expor. A causa da morte foi o preconceito”.

Preconceito aos ciganos.
O presidente francês, Nicolas Sarkozy, vem sendo alvo de duras críticas desde que iniciou uma cruzada contra os ciganos que vivem na França, também conhecidos como "roms" ou "viajantes". Mas o preconceito contra este povo está longe de ser é uma exclusividade do governo francês: a desconfiança e o desprezo marcam a trajetória desta minoria desde o século XV, quando os europeus passaram a rejeitar a presença de comunidades nômades e sem ocupação fixa.
"Mais do que os judeus ou muçulmanos, os ciganos são o povo mais discriminado da Europa. É uma unanimidade", afirma a pesquisadora Nonna Mayer, coautora do Relatório Anual contra o Racismo, Antissemitismo e a Xenofobia da Comissão Nacional Consultativa dos Direitos Humanos da França. "A prova disso é que, junto com os judeus e os homossexuais, os ciganos eram considerados uma raça inferior por Adolf Hitler, que desejava o extermínio completo deste povo.


Preconceito com a aparência.
Num mundo em que a beleza e a felicidade são vendidas em corpos magros e malhados das bancas de revista, o preconceito aparece e mostra sua horrível face.Hoje temos doenças como anorexia, bulimia, entre outras, devido a essas cobranças de estética, padrão de beleza.


Preconceito as prostitutas.
Nas ruas, a prostituta não foi capaz de ficar de braços cruzados face à violência policial ou à discriminação e tornou-se num dos rostos da revolta das prostitutas de São Paulo. Foi há 30 anos e desde então fundou a Davida, uma organização que luta pelos direitos destas mulheres.


Preconceito aos homossexuais.
Na série, o ator interpretou Billy Cranston, o Power Ranger azul, entre 1993 e 1996, além de repetir o papel em um filme de 1995. Ele saiu da série no final da 4ª temporada, após ver seu papel ser bastante reduzido, assim como seu salário.
Segundo Yost, ele decidiu sair do seriado por conta própria, já que era alvo de piada por boa parte dos produtores. “Eu era chamado de ‘bicha’ muitas vezes pelos criadores, produtores, roteiristas e diretores”, afirma. “Por isso resolvi sair”.
O ator ficou deprimido após sofrer humilhações por parte da própria produção de “Power Rangers” e até cogitou a possibilidade de se suicidar. Na época em que deixou a atração, o programa estava no auge, com possibilidades de ir para os cinemas e contratos assinados para futuras temporadas. Mesmo assim, ele preferiu sair, pensando em sua vida.


Preconceito as mulheres.
O rali cross country é talvez a modalidade do automobilismo que mais exija do físico dos pilotos. Afinal, em competições como o Rally dos Sertões, com etapas diárias de mais de 400 quilômetros em trilhas apertadas. Por causa disso, sempre foi visto como um meio muito masculino. Só que, de alguns anos para cá, algumas mulheres têm começado a mudar esta ideia e entrar de cabeça no mundo do off road.A edição 2010 do Sertões marca também a estreia de um trio 100% feminino nos caminhões, um dos veículos mais exigentes em termos físicos na competição. Luciana Bragante, Carla Helena de Martin e Roberlena Moraes estão na categoria leves e resistiram bravamente às difíceis etapas deste ano.
- Acho que hoje não tem muito preconceito. Em 1996, quando comecei, tinha bastante, mas só continuou até o momento em que impus respeito. Você escutava dos caras: "Ah, mas está perdendo de mulher?" Era assim. É preconceito, porque a gente anda igual. Só não temos tanta força quanto eles - lembra Roberlena.



Preconceito de cor.
Em 2002, uma professora do segundo ano do Ensino Fundamental da escola estadual Francisco de Assis passou atividade baseada em texto chamado "Uma família colorida", escrito por uma ex-aluna do colégio. Na redação, cada personagem da história era representado por uma cor: o pai era azul, a mãe era vermelha e os filhos, rosa. Até que um homem mau, que era preto, aparecia e tentava roubar as crianças.
Segundo o TJ-SP, depois da atividade, o garoto, que é negro e na época tinha 7 anos, passou a apresentar problemas de relacionamento e de queda na produtividade escolar. De acordo com laudos técnicos, ele desenvolveu um quadro de fobia em relação ao ambiente, tendo de ser transferido.


Preconceito aos deficientes.
Desde a remota Idade Antiga a literatura relata sobre a rejeição e preconceito contra o fenômeno deficiência. Onde crianças com deficiências eram afogadas ou sacrificadas por serem consideradas anormais ou débeis. Na Grécia antiga eram estigmatizadas com ferro em brasa para marcar o estado de inferioridade, assim não podendo ter contato com outras pessoas principalmente em público.
Na Idade Média com a dolatria religiosa os deficientes (com exceção dos cegos e surdos que eram considerados possuidores de dons divinos) foram considerados pessoas possuídas por demônios, sendo assim banalizadas da sociedade. Até que surge Santo Tomás de Aquino que passa considerar a deficiência como fenômeno natural da espécie humana. Nessas contradições de crenças se misturavam os sentimentos de rejeição e piedade. Mas faz acontecer às primeiras atitudes em favor as pessoas com deficiências.
Ao longo dos tempos na época renascentista (concepções racionais), iniciaram a busca por explicações para as causas das deficiências, que foram consideradas doenças hereditárias.
Na Europa, de maneira muito simples e rudimentar surge, através de religiosos e filantropos, os primeiros programas preocupados no bem estar dessa população até então marginalizada.
Foi na França, em 1620, por Jean Paul Bonet as primeiras tentativas de ensinar mudos a falar. Em Paris foram criadas as primeiras instituições especializadas com Charles M. Eppé através de “Métodos de Sinais” para a comunicação de surdos. Valentin Hauy, em 1784, através de letras em relevo para comunicação com cegos. Depois, em 1834, Louis Braille através de caracteres em relevo criou o sistema braile, utilizado até hoje, permitindo ao cego ler e escrever.
O ensino para as pessoas com deficiência mental surgiu no século XIX, com o médico francês Jean Marc Itard, com o método que consistia na repetição de experiências positivas. Já o médico também francês Edward Seguin criou o método didático utilizando-se de cores e músicas para chamar a atenção e o interesse.
No Brasil iniciou o ensino especial em 1854 com o Imperial Instituto de Meninos Cegos e em 1857 com o Instituto Imperial de Educação de Surdos, ambos no Rio de Janeiro, disseminando-se por todo país. A partir do século XX surgem instituições como Pestalozzi e APAES com o objetivo de reabilitação e educação especial.
Na segunda metade do século XX, com o avanço científico podem se esclarecer as causas e origens das deficiências das deficiências. Com isso houve o esclarecimento sobre o fenômeno deficiência, porém, não eliminou os preconceitos.
Em 1948, através dos Direitos Humanos e o Movimento Mundial de Integração de Pessoas com Deficiência conseguiram o direito à educação pública/gratuita para todos, defendiam também oportunidades iguais no âmbito social e cultural.
No Brasil a integração surge, pelo menos na literatura, em 1961 com a LEI Nº4.024 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional - LDB). Na década de 80 a política educacional brasileira tinha por objetivo a democratização do ensino nas escolas públicas para pessoas com deficiências.

EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE PRECONCEITO.
QUE AS NOSSAS MÃOS SIRVAM PARA AJUDAR O NOSSO PRÓXIMO, SEM FAZER QUALQUER TIPO DE DISCRIMINAÇÃO, POIS SOMOS TODOS IGUAIS.

DROGAS

RIO DE JANEIRO - A 2ª Conferência Latino-americana sobre Políticas de Drogas foi aberta nesta quinta-feira (26) no Rio de Janeiro. Durante o encontro, que termina amanhã (27), autoridades e especialistas no tema vão discutir mudanças nas políticas de prevenção e combate às drogas no Brasil e na América Latina. Os participantes do evento também analisarão os resultados da chamada guerra às drogas. Segundo eles, a ofensiva contra o tráfico e o consumo de tóxicos fracassou.

Para o diretor da organização não governamental Viva Rio, o antropólogo Rubem César Fernandes, o caminho é a legalização do uso e da venda das drogas hoje consideradas ilícitas, com exceção de algumas consideradas mais nocivas, como o crack.

“Em 1998, na ONU [Organização das Nações Unidas], se prometeu um mundo sem drogas em dez anos. Passamos 12 anos e aumentou a produção, inclusive de drogas sintéticas. Está claro que a política de guerra às drogas é um fracasso. Ela provocou consequências graves, ao fortalecer o narcotráfico. O resultado foi oposto ao que se esperava”, disse o antropólogo.

De acordo com Fernandes, com a legalização é possível regular o mercado, monitorando-se o preço, a qualidade, a origem, a idade do usuário e os limites de consumo. Para ele, há uma dificuldade em se legalizar as drogas por causa de um “bloqueio” existente na ONU, que é contra a legalização.

Por ser signatário de tratados internacionais que proíbem essas substâncias, o Brasil tem mais dificuldade em assumir, de forma isolada, a legalização das drogas, assinalou Fernandes. Além disso, segundo ele, o país vê o tema como um tabu e ainda não está pronto para a legalização total [do consumo e do uso de drogas].

“Estamos prontos para a descriminalização, que é um caminho que Portugal usou. A legalização é um outro passo”, disse Fernandes. “Medidas parciais, como a descriminalização, acabam pressionando para que tenhamos a ruptura do regime de proibição. E, passadas as eleições, porque esse não é um tema eleitoral, espero que o novo governo assuma esse debate porque é muito importante. A lei atual acaba favorecendo o bandido.”

Já o português Manuel Cardoso, do Instituto de Drogas e Toxicodependência do governo de Portugal, acredita que a legalização não deve ser o caminho. Portugal é um dos poucos países que descriminalizaram o uso de drogas. Apesar de as drogas continuarem proibidas naquele país, o consumo não é mais considerado crime.

Para o especialista, o importante é reduzir o consumo e tratar os dependentes químicos: “Não concordo com a legalização. Já temos problemas suficientes com o álcool. Não precisamos criar mais problemas legalizando o consumo de drogas. Com relação às drogas ilícitas, o que precisamos ter a possibilidade de ajudar aqueles que precisam de ajuda”

Para Manuel Cardoso, a experiência de descriminalização foi positiva para Portugal porque facilitou a relação do dependente químico com os terapeutas. “Tratar toxicodependentes era sempre uma situação de fragilidade. O terapeuta estava a lidar com o criminoso. O dependente tinha medo de se apresentar para o tratamento, porque podiam ser delatados e ser presos. A descriminalização resolveu essa questão.”

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

RUY BARBOSA









Ruy Barbosa, o Águia de Haia, c. 1923
Nome completo Ruy Barbosa de Oliveira
Ocupação Jurista, político, diplomata, lobista, escritor, filólogo, tradutor e orador brasileiro, formado pela faculdade de Direito do Largo de São Francisco.

Ruy Barbosa de Oliveira nasceu em Salvador, 5 de novembro de 1849 e faleceu em 1 de março de 1923 em Petropolis) Foi deputado, senador, ministro e candidato á Presidência da República em duas ocasiões, tendo realizado pioneiras campanhas. Participou da Campanha Abolicionista, a defesa da Federação, a própria fundação da República e da Campanha Civilista. Orador e estudioso da língua portuguesa, foi nomeado presidente da Academia Brasileira de Letras em substituição à Machado de Assis. Foi representante do Brasil na Segunda Conferência Internacional da Paz, em Haia e, já no final de sua vida, foi nomeado Juiz da Corte Internacional de Haia, um cargo de enorme prestígio.
Em julho de 1922 sucumbe a um grave edema pulmonar, com iminência de morte. Meses depois, em fevereiro de 1923, sofre paralisia bulbar. Ruy diz a seu médico: "Doutor, não há mais nada a fazer". Ao 1º de março de 1923 falece em Petrópolis, à tarde, aos 73 anos de idade tendo como últimas palavras: "Deus, tende compaixão de meus padecimentos.

DEVERES DE UM BOM PROFESSOR:




















- SABER OUVIR COM ATENÇÃO;
- VALORIZAR AS IDÉIAS;
- ELOGIAR ATITUDES E TRABALHOS DOS ALUNOS;
- RESPEITAR;
- OBSERVAR O DESENVOLVIMENTO E REGISTRAR;
- ESTIMULAR O POTENCIAL;
- ESTAR ATUALIZADO COM A MÍDIA E OS ACONTECIMENTOS;
- ESTUDAR SEMPRE;
- SER HUMILDE E GENEROSO;
- TRABALHAR VALORES E CIDADANIA;
- REFLETIR SOBRE SUA POSTURA E CORRIGIR QUANDO NECESSÁRIO;
- AVALIAR O RESULTADO DE SUA AULA;
- CONHECER SEU ALUNO.

ANIMAIS DOMÉSTICOS










Quem não gosta de um animalzinho de estimação, um mascote amigo que lhe faça companhia em todos os momentos. São bem poucas as crianças que tem aversão a essa idéia.
Mas devemos ter alguns cuidados básicos:
Vacinar os animais, dar remédios para vermes semestralmente, indicado por profissionais, no caso, o veterinário.
Ter muita higiene em casa,devido as necessidades que eles fazem, dar banho nos
animais, mudar diariamente sua água e colocar o seu alimento(a ração).
Levar para passear e dar muito amor e atenção.

JESUS E OS DEZ MANDAMENTOS - VOCÊ CONHECE?




JESUS E OS DEZ MANDAMENTOS

1. O primeiro mandamento diz: "não terá outros deuses diante de mim." Êxodo 20:3 O que Jesus disse: "Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás." Mateus 4:10.
AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS.

2. O segundo mandamento diz: ".Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra." - Êxodo 20:4 O que Jesus disse: "Ninguém pode servir a dois senhores" - Lucas 16:13
AMAR AO PRÓXIMO COMO A TI MESMO.

3. O terceiro mandamento diz: "Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão;" - Êxodo 20:7 O que Jesus disse: "de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus;" - Mateus 5:34

4. O quarto mandamento diz: "Lembra-te do dia do sábado, para o santificar." - Êxodo 20:8-10 O que Jesus disse: "O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado. Pelo que o Filho do homem até do sábado é Senhor." - Marcos 2:27-28

5. O quinto mandamento diz: "Honra a teu pai e a tua mãe" - Êxodo 20:12 O que Jesus disse: "Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim" - Mateus 10:37

6. O sexto mandamento diz: "Não matarás" - Êxodo 20:13 O que Jesus disse: "aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo" - Mateus 5:22

7. O sétimo mandamento diz: "Não adulterarás" - Êxodo 20:14 O que Jesus disse: "aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela." - Mateus 5:28

8. O oitavo mandamento diz: "Não roubarás" - Êxodo 20:15 O que Jesus disse: "e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa;" - Mateus 5:40

9. O nono mandamento diz: "Não dirás falso testemunho contra o teu próximo" - Êxodo 20:16 O que Jesus disse: "Digo-vos, pois, que de toda palavra fútil que os homens disserem, hão de dar conta no dia do juízo." - Mateus 12:36

10. O décimo mandamento diz: "Não cobiçarás..." - Êxodo 20:17 O que Jesus disse: "Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui." - Lucas 12:15.

Fonte: iLúmina

VOCÊ LEMBRA DOS SETE PECADOS CAPITAIS?

Conhecer quais são os 7 pecados capitais , suas consequências nas organizações , nos relacionamentos e exemplificá-los é o objetivo desta reflexão.

A IRA : Tem como sinônimos a raiva, a cólera, agressividade exagerada. Se pararmos para observar, encontraremos nas empresas várias cenas que ilustram esse pecado. As origens da ira podem ser por meticulosidade, por perfeccionismo ou até mesmo por desqualificar nossa capacidade de solucionar problemas bem como a importância desses problemas.
Basicamente a atitude mental que está por trás da ira é "quero destruir’ ou "eu quero e você deve". Como ficaria esta atitude em termos de gestão ? Como será o processo de tomada de decisão sob o impacto da ira ? Certamente o mais destrutível possível, com ranço de autoritarismo, desrespeito e baixo clima de confiança mútua entre o gestor e sua equipe.. Uma maneira de detectarmos a manifestação da ira é observar a destruição do patrimônio da empresa bem como a expressão facial das pessoas. Por baixo de toda ira quase sempre detectamos medo: de errar, de expressar-se de outra maneira,de perder espaço,etc. Ao invés de tremer as pessoas atacam para defender-se de seus fantasmas.

A GULA: No sentido literal, gula é o excesso no comer e beber,na sua simbologia maior significa voracidade.A característica da gula é engolir e não digerir.A gula pode ser entendida como gula intelectual inclusive, o sentido que está por trás da gula é o de estar funcionando abaixo das nossas , potencialidades.
A sensação é de que não estamos fazendo tudo que o nosso potencial permite, que estamos vivendo sem atender nossas expectativas.
A atitude mental básica é : necessito aprender tudo.
Um exemplo da gula nas organizações é quando compram-se equipamentos de última geração desnecessariamente ou quando os gestores centralizam o processo decisório e as informações visivelmente observado nas mesas cheias de papéis.
A gula vai influenciar tanto nos relacionamentos quanto na produtividade das pessoas.

A INVEJA: É o desgosto ou pesar pelos bens do outro, a dificuldade de admirar o outro, o sentimento de injustiça .O slogan que define a inveja é : Ele é mais do que eu, também quero" a inveja nos faz perder o contato com nossas reais possibilidades.
Nas organizações podemos entender quando não há apoio das chefias para determinados projetos, quando alguém tenta apagar o seu "brilho", vemos também a procrastinação e os processos de "fritura", geralmente quando o discurso é de um jeito e as ações não são coerentes com ele.
Esses pecados não são claros , não são declarados .
O que deixa a inveja bem caracterizada é a sua expressão pelo comportamento não verbal, o olhar, principalmente.
Não devemos confundir a competição com a inveja. Esta última é um sentimento negativo que pode transformar o processo de competição em algo destrutivo.

O ORGULHO: É o brio, a altivez, a soberba. A sensação de que "Eu sou melhor que os outros" por algum motivo. Isto leva a ter uma imagem de si inflada, aumentada, não correspondendo a realidade. Surge com isso a necessidade de aparecer, de ser visto passando inclusive por cima de padrões éticos e vendo os outros colaboradores ou colegas minimizados. Podemos criar a imagem de pavões relacionando-se na empresa o que certamente trás resultados desastrosos. Podemos citar o exemplo de gestores que tomam determinadas decisões por questões de orgulho pessoal ferindo muitas vezes as metas organizacionais mas com o único objetivo de dar vazão a este sentimento.

A AVAREZA : Define-se como estar excessivamente apegado a alguma coisa levando a um grande medo de faltar, uma percepção de escassez. A avareza pode ser percebida no cotidiano das empresas levando ao slogan: "Não tenho confiança em ninguém" logo terei avareza com as informações que me chegam as mãos, com a expressão dos sentimentos e opiniões em relação aos projetos que estou envolvido, etc. Economizo pensamentos, sentimentos e ações pois não consigo lidar com a diversidade, com a transparência entrando num clima defensivo. Em termos de gestão de pesssoas podemos apontar a tendência a centralização como gesto avarento nas organizações.

A PREGUIÇA: É definida como aversão ao trabalho, negligência. Este sentimento faz com que as pessoas desqualifiquem os problemas e a possibilidade de solução destes. A preguiça não se resume na preguiça física mas também na preguiça de pensar, sentir e agir. A crença básica da preguiça é "Não necessito aprender nada", levando a um movimento freador das idéias e ações dentro das organizações que no cotidiano e traduzido pelo "deixa para depois".

A LUXÚRIA: É definida como uma impulsividade desenfreada, um prazer pelo excesso, tendo também conotações sexuais. Nas empresas este pecado é identificado pelo assédio sexual: em nome da posição hierárquica "Desfruto do poder de dominar." Aparece com isso a grande dificuldade de relacionamento entre homens e mulheres nos ambientes organizacionais, reforçando heranças culturais arraigadas bem como dificuldades emocionais de expressar a afetividade de forma saudável.

Faz-se necessário perceber de forma ampliada os fatores que influenciam a gestão de pessoas nas organizações e o seu grau de maturidade para compreender melhor os processos decisórios, a motivação e a qualidade de relacionamento

MULHERES FAMOSAS NO BRASIL

Rachel de Queiroz foi a 1ª mulher a entrar na Academia Brasileira de Letras.
Ana Néri, precursora da enfermagem, Bertha Maria Júlia Lutz, uma das pioneiras da luta pelo voto feminino.
Marquesa de Santos,Nise da Silveira, Cora Coralina, Irmã Dulce, Benedita da Silva, Chiquinha Gonzaga, Maria Grahan, Maria Quitéria de Jesus, Anita Garibaldi, Maria Úrsula, Rosa M. de Siqueira, Ana Paes d' Altro, Ana Pimentel, Mãe Benta, Madalena Caramuru, Leila Diniz, Carmem Miranda, Carlota Joaquina, Maria Leopoldina Josefa Carolina, Rita Lobato Velho, Deolinda Daltro, Alzira Soriano de Souza, Maria Lenk, Carlota Pereira de Queiroz, Maria Esther Andion Bueno,Eunice Michilles, Júnia Marise, Zélia Cardoso de Melo, Roseana Sarney, Nélida Piñon, Cecília Meirelles, Lúcia Machado de Almeida, Honorina de Abreu,Georgina de Albuquerque, Margarida Lopes de Almeida, Patrícia Rehdere Galvão, Prisciliana Duarte de Almeida, Tarsila do Amaral,Oneida Paoliello de Alvarenga,Marta Suplicy, Maria do Carmo Senede Andrade, Antonia Luisa, Adelina de Andrade Marques Alcântara, entre outras.

OS TRÊS PODERES NO BRASIL

LEGISLATIVO
No sistema brasileiro, o poder legislativo é exercido pelo Congresso Nacional no âmbito federal, pelas assembléias legislativas nos estados federados, e pelas câmaras municipais, ou de vereadores, nos municípios. Formado pela Câmara dos Deputados e o Senado Federal, o Congresso Nacional tem como função específica elaborar e aprovar as leis do país, e como tarefa mais importante controlar os atos do executivo e impedir abusos pela fiscalização permanente. Suas atribuições, procedimentos e organização constam de seus regimentos internos e da constituição federal. Entre suas atribuições estão a de receber o compromisso de posse do presidente e do vice-presidente da república e dispor de diversas matérias da competência da União. O presidente do Congresso Nacional é o presidente do Senado. No legislativo brasileiro, o sistema bicameral não impôs o predomínio do Senado sobre a Câmara dos Deputados, ao contrário do que ocorre nos Estados Unidos, que a constituição de 1891 tomou como modelo.

JUDICIÁRIO
No sistema brasileiro, o judiciário independe dos demais poderes e é o único que não tem controles externos, isto é, embora tenha o poder de fiscalizar o executivo e o legislativo, não é fiscalizado por nenhum órgão. Tem por função aplicar a lei a fatos particulares e, por atribuição e competência, declarar o direito e administrar justiça. Resolve os conflitos que surgem na sociedade e toma as decisões com base na constituição, nas leis, nas normas e nos costumes, que adapta a situações específicas. Distribui-se entre a União e os estados em justiça federal e justiça estadual. Sua atuação se dá por meio de órgãos especificados na constituição, com funções e competências determinadas.

O Supremo Tribunal Federal, que forma a cúpula do poder judiciário, tem como função primordial a defesa do cidadão contra o arbítrio. Entre suas atribuições, tem a de interpretar e aplicar a constituição federal e decidir os litígios entre a União e estados estrangeiros, a União e os estados federados e dos estados entre si. Resolve os conflitos de jurisdição entre as justiças federais e estaduais e julga, em caso de infrações penais comuns, o presidente e o vice-presidente da república, os membros do Congresso Nacional, os próprios ministros e outros. Também decide sobre pedidos de habeas-corpus impetrados por essas pessoas ou contra atos praticados por elas.


EXECUTIVO
No sistema federativo brasileiro, o exercício do poder executivo cabe ao presidente da república e seus ministros de estado, no âmbito da União; aos governadores e seus secretários, nos estados e no Distrito Federal; e aos prefeitos e seus secretários nos municípios. Os chefes do executivo são eleitos em sufrágio universal direto e secreto para mandato por tempo determinado. As atribuições e responsabilidades do presidente e do vice-presidente são definidas na constituição federal; dos governadores, nas constituições estaduais; e dos prefeitos, na lei orgânica dos municípios.

As funções do poder executivo federal, previstas na constituição, são numerosas e complexas e compreendem grande parte das atribuições da União. Entre elas destacam-se: executar as leis e expedir decretos e regulamentos; prover cargos e funções públicas; promover a administração e a segurança públicas; emitir moeda; elaborar o orçamento e os planos de desenvolvimento econômico e social nos níveis nacional, regional e setoriais; exercer o comando supremo das forças armadas; e manter relações com estados estrangeiros.

ESTADOS E CIDADES DO BRASIL- CONFIRA

ESTADOS - CIDADES

Acre – Rio Branco
Alagoas – Maceió
Amapá – Macapá
Amazonas – Manaus
Bahia – Salvador
Ceará – Fortaleza
Distrito Federal – Brasília
Espírito Santo – Vitória
Goiás – Goiânia
Maranhão – São Luís
Mato Grosso – Cuiabá
Mato Grosso do Sul – Campo Grande
Minas Gerais – Belo Horizonte
Pará – Belém
Paraíba – João Pessoa
Paraná – Curitiba
Pernambuco – Recife
Piauí – Teresina
Roraima – Boa Vista
Rondônia – Porto Velho
Rio de Janeiro – Rio de Janeiro
Rio Grande do Norte – Natal
Rio Grande do Sul – Porto Alegre
Santa Catarina – Florianópolis
São Paulo – São Paulo
Sergipe – Aracaju
Tocantins – Palmas

CARNAVAL


O Carnaval é um período de festas regidas pelo ano lunar no Cristianismo da Idade Média. O período do Carnaval era marcado pelo "adeus à carne" ou "carne vale" dando origem ao termo "Carnaval". Durante o período do Carnaval havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava a seu modo, de acordo com seus costumes. O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no Carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas.

Em 2005 o Carnaval de Salvador, Bahia, Brasil está no Guinness Book como a maior festa de rua do mundo.[1] Recife, Pernambuco, Brasil possui o maior bloco de carnaval do mundo, o Galo da Madrugada.


História e etimologia

Carnaval de Loulé, Portugal - Fevereiro de 2006.A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação, no século XI, da Semana Santa pela Igreja Católica, antecedida por quarenta dias de jejum, a Quaresma. Esse longo período de privações acabaria por incentivar a reunião de diversas festividades nos dias que antecediam a Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra "carnaval" está, desse modo, relacionada com a ideia de "afastamento" dos prazeres da carne marcado pela expressão "carne vale", que, acabou por formar a palavra "carnaval". Em geral, o Carnaval tem a duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas.