leile_pinto@hotmail.com

terça-feira, 31 de julho de 2012

QUADRO DE MEDALHAS DAS OLIMPÍADAS 2012

País - O - P - B - T 1 - China (CHN) - 10 - 6 - 3 - 19 2 - Estados Unidos (USA) - 6 - 7 - 5 - 18 3 - França (FRA) - 4 - 1 - 4 - 9 4 - Coreia do Sul (KOR) - 3 - 2 - 2 - 7 5 - Coreia do Norte (PRK) - 3 - 0 - 1 - 4 6 - Itália (ITA) - 2 - 4 - 2 - 8 7 - Alemanha (GER) - 2 - 3 - 1 - 6 8 - Rússia (RUS) - 2 - 0 - 4 - 6 9 - Cazaquistão (KAZ) - 2 - 0 - 0 - 2 10 - Japão (JPN) - 1 - 4 - 7 - 12 11 - Austrália (AUS) - 1 - 2 - 1 - 4 12 - Romênia (ROU) - 1 - 2 - 0 - 3 13 - Brasil (BRA) - 1 - 1 - 1 - 3 13 - Hungria (HUN) - 1 - 1 - 1 - 3 15 - Países Baixos (Holanda) (NED) - 1 - 1 - 0 - 2 16 - Ucrânia (UKR) - 1 - 0 - 2 - 3 17 - África do Sul (RSA) - 1 - 0 - 0 - 1 17 - Geórgia (GEO) - 1 - 0 - 0 - 1 17 - Lituânia (LTU) - 1 - 0 - 0 - 1 17 - Eslovênia (SLO) - 1 - 0 - 0 - 1 21 - Grã-Bretanha (GBR) - 0 - 2 - 2 - 4 22 - Colômbia (COL) - 0 - 2 - 0 - 2 22 - México (MEX) - 0 - 2 - 0 - 2 24 - Cuba (CUB) - 0 - 1 - 0 - 1 24 - Dinamarca (DEN) - 0 - 1 - 0 - 1 24 - Polônia (POL) - 0 - 1 - 0 - 1 24 - Suécia (SWE) - 0 - 1 - 0 - 1 24 - Tailândia (THA) - 0 - 1 - 0 - 1 24 - Taipé Chinês (Taiwan) (TPE) - 0 - 1 - 0 - 1 30 - Canadá (CAN) - 0 - 0 - 3 - 3 31 - Eslováquia (SVK) - 0 - 0 - 2 - 2 32 - Azerbaijão (AZE) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Bélgica (BEL) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Catar (QAT) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Índia (IND) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Indonésia (INA) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Moldávia (MDA) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Mongólia (MGL) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Noruega (NOR) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Nova Zelândia (NZL) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Sérvia (SRB) - 0 - 0 - 1 - 1 32 - Uzbequistão (UZB) - 0 - 0 - 1 - 1

segunda-feira, 30 de julho de 2012

TUDO SOBRE OLIMPÍADAS 2012

Por enquanto, o Brasil está liderando o quadro de medalhas das Olimpíadas 2012, realizada em Londres. A façanha foi conseguida com ouro da judoca Sarah Menezes que venceu a romena Alina Dumitru, na manhã deste sábado. O bronze também no judô conquistado por Felipe Kitadai também contribuiu para que o País chegasse a essa posição. Pela categoria até 60 quilos, ele derrotou o italiano Elio Verde com um waza-ari e faturou a medalha de bronze. Nos jogos Olímpicos de 2008, em Pequim, na China, o Brasil terminou em 23º no quadro de medalhas com três ouros, quatro de prata e oito de bronze. . Fizemos um levantamento dos eventos esportivos para a primeira semana, conforme deve ser transmitido pela Rede Record: Veja a programação: DE 28 DE JULHO A 05 DE AGOSTO DE 2012 28.07.2012 SÁBADO 05h30 JUDO / NATAÇÃO – HD 07h00 GINÁSTICA ARTÍSTICA – MASCULINO – HD 10h15 FUTEBOL FEMININO – BRASIL X NOVA ZELÂNDIA – HD 12h30 GINÁSTICA ARTÍSTICA – MASCULINO – HD 16h00 BASQUETE FEMININO – BRASIL X FRANÇA – HD 18h00 VÔLEI FEMININO – BRASIL X TURQUIA – HD 29.07.2012 DOMINGO 07h00 BASQUETE MASCULINO – BRASIL X AUSTRÁLIA – HD 11h00 FUTEBOL MASCULINO – BRASIL X BIELORRUSSÍA – HD 10h00 GINÁSTICA ARTÍSTICA – FEMININO – HD 18h00 VÔLEI MASCULINO – BRASIL X TUNÍSIA – HD 30.07.2012 SEGUNDA-FEIRA 07h00 BOLETIM LONDRES 2012 – HD 10h00 SALTOS ORNAMENTAIS / JUDÔ – HD 12h45 VÔLEI FEMININO – BRASIL X ESTADOS UNIDOS – HD 14h30 GINÁSTICA – HD ** 15h30 HANDEBOL FEMININO – BRASIL X MONTENEGRO / NATAÇÃO – HD 17h00 GINÁSTICA ARTÍSTICA – MASCULINO – HD 31.07.2012 TERÇA-FEIRA 07h00 BOLETIM LONDRES 2012 – HD 10h00 SALTOS ORNAMENTAIS / JUDÔ – HD 12h45 BASQUETE MASCULINO – BRASIL X GRÃ-BRETANHA – HD 14h30 GINÁSTICA – HD ** 15h30 NATAÇÃO – HD 15h45 FUTEBOL FEMININO – BRASIL X GRÃ-BRETANHA – HD 18h00 VÔLEI MASCULINO – BRASIL X RÚSSIA – HD 01.08.2012 QUARTA-FEIRA 07h00 BOLETIM LONDRES 2012 – HD 10h30 FUTEBOL MASCULINO – BRASIL X NOVA ZELÂNDIA – HD 12h15 HANDEBOL FEMININO – BRASIL X GRÃ-BRETANHA – HD 13h45 GINÁSTICA – HD ** 15h30 NATAÇÃO – HD 15h45 FUTEBOL MASCULINO – GRÃ-BRETANHA X URUGUAI – HD 18h00 VÔLEI FEMININO – BRASIL X CORÉIA – HD 02.08.2012 QUINTA-FEIRA 07h00 BOLETIM LONDRES 2012 – HD 10h00 TIRO COM FLECHA / JUDÔ – HD 12h45 BASQUETE MASCULINO – BRASIL X QT3 – HD 14h30 HIPISMO – HD ** 15h30 NATAÇÃO – HD 16h00 VÔLEI MASCULINO – BRASIL X ESTADOS UNIDOS – HD 18h00 GINÁSTICA – HD 03.08.2012 SEXTA-FEIRA 05h30 VÔLEI FEMININO – BRASIL X CHINA – HD 10h30 BASQUETE FEMININO – BRASIL X CANADÁ ou FUTEBOL FEMININO – HD 12h15 HANDEBOL FEMININO – BRASIL X RÚSSIA ou FUTEBOL FEMININO – HD 14h00 HIPISMO / GINÁSTICA TRAMPOLIM – HD ** 15h00 ATLETISMO – HD 15h30 FUTEBOL FEMININO – HD 18h00 SALTOS ORNAMENTAIS – HD 04.08.2012 SÁBADO 06h00 ATLETISMO – HD 08h00 FUTEBOL MASCULINO ou FALA BRASIL – HD 10h00 ESPORTE FANTÁSTICO – HD 12h45 FUTEBOL MASCULINO ou BASQUETE MASCULINO – BRASIL X CHINA – HD 15h00 ESPORTE FANTÁSTICO – HD 18h00 VÔLEI MASCULINO – BRASIL X SÉRVIA – HD 05.08.2012 DOMINGO 07h00 HANDEBOL FEMININO – BRASIL X ANGOLA – HD 10h00 GINÁSTICA ARTÍSTICA – HD 12h00 NADO SINCRONIZADO – HD 18h00 VÔLEI FEMININO – BRASIL X SÉRVIA – HD

sábado, 28 de julho de 2012

CONSTRUÇÃO DE UNIDADES DE EDUCAÇÃO INFANTIL EM 16 ESTADOS

Recursos de R$ 14 milhões foram liberados esta semana para a construção de unidades de educação infantil em 44 municípios de 16 estados. O repasse, sob a responsabilidade do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), faz parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Responsável por analisar os pedidos encaminhados pelas prefeituras e repassar os recursos do governo federal, o FNDE oferece dois projetos de escolas de educação infantil. O tipo B tem capacidade para 240 crianças até cinco anos de idade, em dois turnos. São oito salas pedagógicas, sala de informática, cozinha, refeitório, pátio coberto, secretaria e sanitário para pessoas com deficiência, entre outros ambientes. O tipo C, que atende 120 crianças, também em dois turnos, tem quatro salas pedagógicas e os mesmos espaços previstos no tipo B. Projetos de escolas de educação infantil desenvolvidos pelo próprio município também recebem o financiamento do governo federal, desde que atendam padrões de qualidade estabelecidos pelo FNDE. Também esta semana, foram transferidos R$ 8 milhões para a construção de quadras esportivas cobertas em 44 municípios de 18 estados. Assessoria de Comunicação Social do FNDE

sexta-feira, 27 de julho de 2012

PARCERIA ENTRE BRASIL E LONDRES

Londres – O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, assinou na tarde desta quinta-feira, 26, no Museu da Ciência de Londres carta de intenções entre os governos do Brasil, Reino Unido e o Museu da Ciência. O acordo pretende fortalecer as relações políticas, educacionais, científicas e culturais entre as partes envolvidas. Mercadante integra a comitiva presidencial que faz visita aquele país e após a cerimônia de assinatura retorna ao Brasil. O documento estabelece parceria entre o governo brasileiro e o museu inglês para o desenvolvimento do Museu Brasileiro da Ciência. A parceria aposta no desenvolvimento de trabalhos conjuntos em diversas áreas, entre elas, educação científica e tecnológica; capacitação e aperfeiçoamento de professores de ciências, e desenvolvimento de material de apoio para o ensino da ciência. Criado em 1857, como parte do Museu de South Kensington, o Museu da Ciência de Londres conta com uma coleção de mais de 300 mil itens. Independente desde 1909, o museu é reconhecido internacionalmente por suas coleções históricas e exibições da vanguarda da ciência. A instituição também desenvolve pesquisas nas áreas de museologia e conservação de peças, além de manter uma biblioteca com mais de 500 mil volumes com arquivos e originais de obras que ajudaram a compreender o mundo de Isaac Newton a Albert Einstein. Além de estimular a colaboração e o contato entre funcionários de instituições do Brasil e do Reino Unido, o acordo também permite que profissionais dos principais museus brasileiros sejam treinados em instituições daquele país e nas áreas de curadoria e gerenciamento, que incluem conservação e o pesquisa. Ainda no segundo semestre de 2012, uma delegação técnica brasileira será recebida pelo Museu de Ciência do Reino Unido, para produzir uma proposta de trabalho conjunta. Durante a visita da comitiva brasileira ao museu, a presidenta Dilma Rousseff e o ministro Aloizio Mercadante receberam cerca de 30 bolsistas do programa Ciência Sem Fronteiras. Assessoria de Comunicação Social

quinta-feira, 26 de julho de 2012

SINDICATO DOS DOCENTES APROVOU A PROPOSTA DO GOVERNO

O conselho deliberativo da Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes) decidiu na tarde desta quarta-feira, 25, aprovar a proposta de reajuste e reestruturação da carreira apresentada pelo governo federal na noite de terça-feira, 24. O conselho também fez indicativo para que a proposta seja aceita pelos professores durante as consultas que serão realizadas pelos sindicatos federados entre sexta-feira, 27, e a próxima quarta-feira, 1º de agosto. Em nota divulgada na página da entidade na internet, o Proifes destaca que a nova proposta apresentada pelo governo contempla todas as principais reivindicações dos docentes. De acordo com a proposta, será concedido reajuste mínimo de 25% para que todos os professores possam receber, em março de 2015, salários com poder aquisitivo igual ou superior àquele de julho de 2010, o maior desde o plano real. O novo acordo também elimina a restrição de vagas para promoção para a classe de titular, retira barreiras para a progressão na carreira e fixa o mês de março de 2013, 2014 e 2015 como data-base para os reajustes. Assessoria de Comunicação Social Leia também: Governo federal amplia proposta de reajuste para os professores

quarta-feira, 25 de julho de 2012

O GOVERNO, OS PROFESSORES E A PROPOSTA

O governo federal, depois de ouvir a comunidade acadêmica, decidiu, nesta terça-feira, 24, apresentar nova proposta às entidades sindicais que representam os professores. Permanece a valorização da dedicação exclusiva e da titulação de doutor, mas é ampliado o reajuste dos docentes sem doutorado, especialmente daqueles com mestrado. O aumento mínimo concedido passa a ser de 25%. A proposta anterior era de 12%. Os reajustes serão aplicados em março de 2013, de 2014 e de 2015. Antes, ocorreriam em julho, maio e março, respectivamente. Os critérios de acesso à classe de professor titular, que pela proposta passa a integrar a carreira, serão definidos por um grupo de trabalho a ser formado pelos reitores das universidades federais e dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia e pela representação sindical dos docentes. O grupo de trabalho discutirá também questões como as diretrizes de desempenho para progressão e os critérios para promoção às classes das carreiras do magistério federal, promoção do professor titular e certificação de conhecimento tecnológico. O grupo terá prazo de 90 dias, a partir da criação, para apresentar as propostas. O governo federal comprometeu-se ainda a criar programa de formação docente, que propicie condições de progressão na carreira. A certificação por conhecimento tecnológico fica mantida como critério de progressão por titulação horizontal. Esforço — Para o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o governo federal fez um grande esforço para atender as reivindicações da comunidade acadêmica e garantir o aumento mínimo de 25%. “Não conheço nenhuma categoria profissional, de atividade pública ou privada, que tenha recebido um aumento desse porte e conquistado uma carreira em um momento de tantas incertezas econômicas, com um cenário de crise como o que se apresenta”, ressaltou. “Por isso mesmo, acho que está na hora de os professores voltarem às salas de aula e retomarem a rotina acadêmica.” O ministro ressaltou ainda que as aulas perdidas no período da greve devem ser repostas. Cada câmpus universitário tem autonomia para definir a forma de reposição da forma que melhor convier. Assessoria de Comunicação Social Confira as tabelas, atualizadas, da carreira do magistério superior Confira as tabelas, atualizadas, para os professores do ensino básico, técnico e tecnológico (EBBT)

segunda-feira, 23 de julho de 2012

UNE - UNIÃO NACIONAL DE ESTUDANTES

Representantes da União Nacional dos Estudantes (UNE) reuniram-se na manhã desta terça-feira, 17, com o secretário de educação superior do Ministério da Educação, Amaro Lins, para discutir a política de expansão das instituições federais de educação superior. Foi a primeira reunião da comissão, formada por representantes do MEC e dos estudantes, que vai acompanhar o progresso da expansão. Os encontros serão periódicos. Além da construção de salas e laboratórios e da abertura de cursos, a política de expansão engloba a qualificação do professor e melhorias na infraestrutura das instituições que estimulem a permanência dos estudantes, como restaurantes universitários e residências estudantis. “O MEC tem uma posição muito clara quanto a isso: precisamos consolidar todo o processo de expansão, concluir tudo aquilo que foi iniciado e qualificar todas as ações”, explicou Lins. Para o presidente da UNE, Daniel Iliescu, a política de expansão universitária reflete uma luta histórica dos estudantes, de ampliar o acesso com novos cursos noturnos e de interiorizar as unidades de ensino. “Consideramos a universidade brasileira como em expansão, com mais [oferta de] vagas, mas ainda há defasagem na questão da infraestrutura e da assistência estudantil”, disse. Durante a reunião, os estudantes conheceram o processo de acompanhamento do Sistema de Informações Integradas de Planejamento, Orçamento e Finanças do MEC (Simec), que permite o acesso, de forma atualizada, ao andamento das obras em cada universidade. A apresentação foi feita pela coordenadora-geral de planejamento e orçamento das instituições federais de ensino da Secretaria de Educação Superior (Sesu) do MEC, Mariana Fernanda Bittencourt. Eles também ouviram explicações de Amaro Lins sobre a proposta de plano de carreira apresentada pelo governo federal aos professores. O plano reduz de 17 para 13 o número de níveis da carreira e valoriza a titulação e a dedicação exclusiva. Assessoria de Comunicação Social

sábado, 21 de julho de 2012

O DOCENTE IDEAL - REVISTA NOVA ESCOLA

O docente ideal: 1. Domina os conteúdos curriculares das disciplinas. 2. Tem consciência das características de desenvolvimento dos alunos. 3. Conhece as didáticas das disciplinas. 4. Domina as diretrizes curriculares das disciplinas. 5. Organiza os objetivos e conteúdos de maneira coerente com o currículo, o desenvolvimento dos estudantes e seu nível de aprendizagem. 6. Seleciona recursos de aprendizagem de acordo com os objetivos de aprendizagem e as características de seus alunos. 7. Escolhe estratégias de avaliação coerentes com os objetivos de aprendizagem. 8. Estabelece um clima favorável para a aprendizagem. 9. Manifesta altas expectativas em relação às possibilidades de aprendizagem de todos. 10. Institui e mantém normas de convivência em sala. 11. Demonstra e promove atitudes e comportamentos positivos. 12. Comunica-se efetivamente com os pais de alunos. 13. Aplica estratégias de ensino desafiantes. 14. Utiliza métodos e procedimentos que promovem o desenvolvimento do pensamento autônomo. 15. Otimiza o tempo disponível para o ensino. 16. Avalia e monitora a compreensão dos conteúdos. 17. Busca aprimorar seu trabalho constantemente com base na reflexão sistemática, na autoavaliação e no estudo. 18. Trabalha em equipe. 19. Possui informação atualizada sobre as responsabilidades de sua profissão. 20. Conhece o sistema educacional e as políticas vigentes.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

PROFESSORES...E O SALÁRIO!

Professores terão aumentos acima da inflação até 2015 Quarta-feira, 18 de julho de 2012 - 20:26 Tweet - divulgue esta matéria no twitter A proposta de reajuste salarial que o governo apresentou aos professores da rede pública federal na última semana proporciona a todos os docentes ganhos salariais acima da inflação até 2015. A negociação mantém a política de valorização da carreira, iniciada em 2003, no governo Lula. Desde este período, os professores vêm recebendo aumentos reais de salário, recompondo as perdas de vencimentos acumuladas em décadas passadas. A partir da prioridade do Governo Federal em qualificar a educação, a proposta apresentada pelo Ministério do Planejamento contempla os docentes com reajustes que chegam a 77,27% acima da inflação até 2015 para docentes das universidades; e 75,48% para professores dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia. Em 2015, o salário dos docentes titulares com dedicação exclusiva chegará a R$ 17.057,74. Os cálculos descontam a inflação do período, considerando índices estimados de 4,7% em 2012 e 4,5% em 2013, 2014 e 2015. Assessoria de Comunicação Social do Ministério do Planejamento

quarta-feira, 18 de julho de 2012

BIBLIOTECAS ESCOLARES, LIVROS TÃO DISTANTES DAS MÃOS DOS ALUNOS. LEIA - REVISTA NOVA ESCOLA

Somos um país que lê pouco. Segundo a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, do Instituto Pró-Livro, em São Paulo, a média anual por pessoa é de apenas quatro livros e a maioria deles é indicada pelos professores. O dado é alarmante, sobretudo porque o cálculo também inclui os didáticos. Mas o problema é ainda maior... Os brasileiros não estão sendo seduzidos para a leitura, e 61% das crianças e dos jovens em idade escolar dizem ler apenas por obrigação. Esse triste retrato reforça o papel fundamental da escola na mudança do cenário. O Censo Escolar de 2010, no entanto, constata que infelizmente não estamos no caminho correto: apenas 35% das unidades de Ensino Fundamental têm biblioteca (veja o gráfico na página seguinte). A ausência desse espaço se justifica pela falta de prioridade dos gestores públicos, apesar da existência de várias orientações legislativas. O primeiro Plano Nacional de Educação (PNE) previa que em cinco anos todas as escolas deveriam possuir uma biblioteca. De 2000, quando ele foi aprovado, para 2005, os dados do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostram que, em vez da ampliação, houve a redução de 52.783 para 48.479 estabelecimentos com espaços dessa natureza. Diante da falta de avanços, há dois anos a lei nº 12.244 determinou novamente a universalização das bibliotecas escolares e postergou o prazo para 2020. Para cumpri-lo, seria necessário construir 26 por dia ao longo de dez anos. Se pensarmos apenas no déficit existente no Ensino Fundamental, o investimento necessário é de cerca de 16,7 bilhões de reais. Essa estimativa se baseia em levantamento feito pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, com base no Custo Aluno- Qualidade Inicial (CAQi). Segundo o cálculo, a instalação de uma biblioteca em uma escola com turmas do 1º ao 5º ano custa 173,6 mil reais, e a sua manutenção anual, 58,5 mil reais. Para atender classes de 6º a 9º ano, o valor é cerca de 21% maior. 16,7 bilhões de reais é o valor estimado para a instalação de 96.533 bibliotecas nas escolas de Ensino Fundamental.

terça-feira, 17 de julho de 2012

ALUNOS CONSTROEM SALA DE AULA COM GARRAFAS PET

Mais de 400 alunos da Escola Municipal Maria Gomes Dutra, em Itajaí (RS) fizeram um multirão para construir uma sala de aula ecologicamente correta. Os alunos, com ajuda de universitários da Univali (Universidade do Vale do Itajaí) utilizaram mais de 4.000 garrafas pet e 500 caixas de leite para realizar a estrutura e forro do local. Estudantes criam palmilha de arroz em feira A sala que será utilizada para leitura também receberá poltronas e mesas recicláveis e terão, duração de 100 anos. A engenheira ambiental Tábata Biluk, voluntária do programa e ex-aluna da Univale fala que a iniciativa é positiva ao meio ambiente. — Essas garrafas ficariam muito tempo, acho que até cem anos no lixão para se decompor. Aqui, elas serviram como material de construção, que é muito benéfico.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

ENADE EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DOS ESTUDANTES - INSCRIÇÃO

Com inscrições abertas, exame deve receber 500 mil candidatos Segunda-feira, 16 de julho de 2012 - 18:20 Tweet - divulgue esta matéria no twitter Dirigentes de instituições de ensino superior deverão inscrever, a partir desta segunda-feira, 16 de julho, até 17 de agosto, os alunos que farão o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) em 2012. O exame, que contará com 40 questões, entre formação geral e específica, será aplicado em 25 de novembro, às 13 horas, horário oficial de Brasília. A previsão é de que até 500 mil estudantes se inscrevam este ano. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) é o responsável pela aplicação da prova e pelo sistema de inscrições. A diretora de avaliação da educação superior do Inep, Cláudia Griboski, destaca a importância do acompanhamento, tanto pela instituição quanto pelo estudante, do calendário de atividades relacionadas à aplicação do exame. “Desde 2011 o estudante passou a participar do processo e pode acompanhar sua inscrição. O estudante inscrito também deve acessar no período de 26 de outubro a 25 de novembro o questionário do estudante e preenchê-lo, para ter acesso ao local de prova”, explica. Após o período de inscrições, a lista dos estudantes que farão o exame ficará disponível para consulta pública entre os dias 21 e 31 de agosto. Qualquer solicitação de inclusão ou retificação deve ser efetuada pelo inscrito à instituição de ensino. Em março deste ano, o Ministério da Educação publicou portaria que normatizou a obrigatoriedade de inscrição para os ingressantes em 2012 e para os estudantes com expectativa de conclusão até agosto de 2013, assim como aqueles que tiverem concluído, até o término das inscrições, mais de 80% da carga horária mínima do currículo do curso da instituição de educação superior. Estarão dispensados do Enade aqueles que colarem grau até 31 de agosto ou que estejam matriculados ou cursando disciplinas em instituição estrangeira, bem como os ingressantes deste ano. Neste ano devem prestar o exame estudantes de cursos nas áreas de administração, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social, design, direito, psicologia, relações internacionais, secretário executivo e turismo. Além das habilitações em tecnologia das áreas de gestão comercial, gestão de recursos humanos, gestão financeira, logística, marketing e processos gerenciais. Enade – Os resultados da avaliação são utilizados em atividades de regulação do ensino superior pelo MEC, como a elaboração de conceitos e indicadores de qualidade de instituições de ensino e de seus respectivos cursos. Criado em 2004, o Enade é aplicado anualmente pelo Inep e integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Assessoria de Comunicação Social

sábado, 14 de julho de 2012

PNLD PROGRAMA NACIONAL DO LIVRO DIDÁTICO

O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) distribuirá, em 2013, 52 milhões de livros para estudantes dos três primeiros anos do ensino fundamental. A informação foi dada pelo ministro da Educação, Aloizio Mercadante, durante audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado Federal. O orçamento previsto para o PNLD é de R$ 1,48 bilhão em 2012. Além das compras de novos livros, também serão feitas a reposição e a complementação dos livros distribuídos para os anos finais do ensino fundamental e ensino médio, além de livros para bibliotecas. O programa tem como principal objetivo subsidiar o trabalho pedagógico dos professores, por meio da distribuição de coleções de livros didáticos aos alunos da educação básica. Os livros são selecionados a partir de um edital, que define os critérios, prazos e procedimentos para os detentores dos direitos autorais encaminharem as obras para o Ministério da Educação. Depois disso, as coleções passam por uma triagem das especificações técnicas, e depois são entregues para avaliação pedagógica, sem informações de identificação (autor, editora, etc). Após a seleção das obras, o MEC publica o Guia de Livros Didáticos, com resenhas das coleções aprovadas. O guia é encaminhado às escolas, que escolhem, entre os títulos disponíveis, aqueles que melhor atendem ao seu projeto pedagógico. De acordo com o ministro, o processo de avaliação e seleção do livro didático é feito pelas universidades federais. “Com esse mecanismo aberto e democrático expressamos a pluralidade do debate cultural e teórico”, explicou Mercadante. O ministro também destacou que os professores terão acesso a todas as obras em formato digital a partir do próximo ano. Durante a audiência, Mercadante também apresentou dados sobre outros programas do governo federal: atendimento da educação infantil, com a construção de 5.562 creches e pré-escolas, educação integral, que contou com a adesão de 32.284 escolas ao programa Mais Educação, superando a meta prevista para 2014, e a dupla matrícula na educação especial. Assessoria de Comunicação Social

sexta-feira, 13 de julho de 2012

GOVERNO FEDERAL E A PROPOSTA AOS PROFESSORES

O governo federal apresentou nesta sexta-feira, 13, proposta de plano de carreira, a vigorar a partir de 2013, às entidades sindicais dos professores dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia e das universidades federais. A proposta permite visualizar uma mudança na concepção das universidades e dos institutos federais, na medida em que estimula a titulação, a dedicação exclusiva e a certificação de conhecimentos. Reduz a carreira de 17 para 13 níveis, como forma de incentivar o avanço mais rápido, e a busca da qualificação profissional e dos títulos acadêmicos. O governo federal vem cumprindo integralmente as propostas negociadas em 2011. Em 2012, por meio da Medida Provisória nº 568, de 11 de maio, aplicou, com efeito retroativo a março, reajuste de 4% aos salários e a incorporação das gratificações aos vencimentos básicos. Em reunião realizada com os representantes sindicais dos professores, coordenada pelo secretário de relações do trabalho do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), Sérgio Mendonça, com a presença de representantes do Ministério da Educação, o governo federal propôs: 1. Todos os docentes federais de nível superior terão reajustes salariais, além dos 4% concedidos pela MP nº 568/2012, retroativos a março, ao longo dos próximos três anos; 2. O salário inicial dos professores com doutorado e com dedicação exclusiva será de R$ 8,4 mil. Os salários dos professores já ingressados na universidade, com título de doutor e dedicação exclusiva, passarão de R$ 7,3 mil para R$ 10 mil. 3. Ao longo dos próximos três anos, a remuneração do professor titular, com dedicação exclusiva, passará de R$ 11,8 mil para R$ 17,1 mil, conforme tabela; 4. No caso dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, além da possibilidade de progressão pela titulação, haverá um novo processo de certificação do conhecimento tecnológico e da experiência acumulados ao longo da atividade profissional de cada docente. Dessa forma, o governo federal atende reivindicação histórica dos docentes, que pleiteavam plano de carreira que privilegiasse a qualificação e o mérito. Além disso, torna a carreira mais atraente para novos profissionais e reconhece a dedicação dos professores mais experientes. Finalmente, com a sanção da Lei nº 12.677, de 25 de junho de 2012, o governo federal criou 77 mil cargos para professores e técnicos para as universidades e institutos federais. Ministério da Educação e Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Acesse as tabelas de salários Acesse as tabelas detalhadas (divulgadas nos portais do MEC e MPOG)

domingo, 8 de julho de 2012

SISU - SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA ATÉ 9 DE JULHO- NESTA SEGUNDA-FEIRA

Candidatos a vagas em instituições de ensino superior pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação, já selecionados em uma das duas opções de cursos feitas no momento da inscrição, têm prazo até esta segunda-feira, 9 de julho, para fazer sua matrícula. Para isso, o candidato selecionado deve entrar em contato com a instituição de ensino. Haverá uma segunda chamada, cujo resultado será divulgado em 13 de julho, com matrículas nos dias 17 e 18. Os candidatos não aprovados nas duas primeiras chamadas terão nova chance, ao integrar a lista de espera do sistema. A adesão deve ser feita entre 13 e 19 de julho. A convocação dos candidatos dessa lista será feita pelas instituições a partir do dia 24 do mesmo mês. Há vagas em 56 instituições de educação superior públicas de 21 unidades da Federação. O candidato pode conferir, na página do Sisu na internet, se foi selecionado na primeira chamada. Caso enfrente algum problema para se matricular, ele pode entrar em contato com o MEC, pelo telefone 0800-616161. Assessoria de Comunicação Social

sexta-feira, 6 de julho de 2012

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO OFERTADO AOS PRESOS

No Distrito Federal, a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap) tem contribuído para a recuperação social de cidadãos privados de liberdade e melhoria de suas condições de vida. Isso é feito com a oferta de programas de educação, formação profissional e trabalho por meio do Centro de Formação Profissional, no Centro de Internamento e Reeducação da Papuda. Desde a criação do centro, em 2010, foram capacitados 664 detentos. Os cursos profissionalizantes resultam de parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) do Distrito Federal e com a Secretaria do Trabalho local. Já foram realizados cursos de garçom, pintor de faixas e cartazes, pintor de obras e empreendedorismo. Recentemente, foram acrescentados os cursos de assistente administrativo, assistente de vendas, cabeleireiro, manicure e pedicure, mecânico de motores, mecânico de manutenção de bicicletas, pedreiro de alvenaria, serigrafia, paisagismo, confecção e modelagem de roupas. Participam dos cursos dez turmas de 25 alunos cada uma. De acordo com a diretora social e educacional da Funap, Denise Laluce Santos Daza, além de promover a ampliação das possibilidades de ressocialização, a capacitação profissional é importante para minimizar a ociosidade dos internos do sistema prisional. Outra vantagem é a remição da pena. Para cada 12 horas de estudo, há redução de um dia na condenação. Apesar de o centro de formação profissional estar localizado no complexo da Papuda, a 25 quilômetros do centro de Brasília, Denise garante que todas as unidades do sistema prisional do Distrito Federal são contempladas com cursos profissionalizantes. Os privados de liberdade também têm acesso ao ensino de primeiro grau, a exames vestibulares, em parceria com a Universidade de Brasília, ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), ao Programa Universidade para Todos (ProUni) e a cursos de educação de jovens e adultos. “O programa de educação na prisão é um processo de desenvolvimento global para o exercício da cidadania” diz Denise. “É feito também por meio da educação de jovens e adultos, em convênio com a Secretaria de Educação do Distrito Federal.” Oportunidade — Segundo o professor Alexandre Antônio Alves Soares, do curso de assistente administrativo, o ensino profissionalizante permite aos privados de liberdade obter uma ocupação e, assim, prestar serviços à sociedade. “Tudo é possível a partir do momento em que temos uma oportunidade, mudamos nossas atitudes diante dela e a aproveitamos da melhor forma”, ressalta. Com pós-graduação em comportamento organizacional, Alexandre, que está no magistério há cinco anos, trabalha no Senai, na região administrativa do Gama, a 30 quilômetros de Brasília. Com relação ao trabalho desenvolvido com os detentos, Alexandre acredita no projeto, que considera socioeducativo e de recuperação. “Gosto do meu trabalho e da minha contribuição para pessoas que muitas vezes não tiveram muitas oportunidades na vida”, afirma. “Além disso, estou convencido de que as opções de vida só podem ser melhores por meio da educação.” Ana Júlia Silva de Souza

domingo, 1 de julho de 2012

PRORROGADO ATÉ 31 AGOSTO - FIES - VEJA NO BLOG

Foi prorrogado até 31 de agosto próximo o prazo para a renovação dos contratos novos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A decisão, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), contida em portaria publicada nesta sexta-feira, 29, vale para os contratos firmados a partir da publicação da Lei nº 12.202, de 14 de janeiro de 2010. A resolução também determina o prazo para o aditamento (renovação) referente a este segundo semestre, que vai deste domingo, 1º de julho, a 30 de setembro próximo. Ela define, ainda, que as próximas renovações de contrato ocorrerão nos primeiros três meses de cada semestre de referência. Os aditamentos dos contratos, simplificados ou não, do segundo semestre de 2010, do primeiro e do segundo semestres de 2011 e do primeiro semestre deste ano devem ser feitos pela internet, no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). A Resolução nº 3/2012, do FNDE, foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 29, seção 1, página 25. Mudanças — Em 2010, foram implementadas mudanças para facilitar a contratação do financiamento. Entre elas, o prazo de quitação, agora de três vezes o tempo de uso do benefício, acrescido de 12 meses, com 18 meses de carência após a formatura. No caso de um curso com duração de quatro anos, por exemplo, o estudante terá 14 anos e meio para pagar, com juros de 3,4% ao ano, e pode financiar 100% da mensalidade. Além disso, estudantes de licenciatura e de medicina que atuarem nas redes públicas de educação e saúde amortizam 1% da dívida consolidada a cada mês de trabalho. Assessoria de Imprensa do FNDE