leile_pinto@hotmail.com

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

GIBIS NAS ESCOLAS






Esse gênero literário colorido, ilustrado e cheio de recursos gráficos estimula as crianças a tomarem gosto pela leitura


Foi-se o tempo em que os gibis eram proibidos nas escolas. Os quadrinhos são uma excelente opção para incentivar a leitura. A começar pelos personagens, que, por si só, são atraentes para a garotada. Eles despertam interesse por serem bem conhecidos, afinal, estão presentes em brinquedos, jogos, roupas, embalagens, peças de teatro e desenhos na televisão. Sem contar que os protagonistas passam por situações parecidas com as de seus leitores: vão à escola e ao parque, têm pesadelos e medo de dentista. Isso promove a identidade e a familiaridade entre eles.
Mas o grande trunfo são os recursos gráficos. As imagens aparecem associadas a textos coloquiais e permitem que a criança antecipe o enredo e atribua sentido à história, mesmo sem saber ler.

Além disso, a experiência se enquadra tanto nos Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil quanto nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN). Ambos falam da importância do trabalho com diferentes tipos de texto, entre eles os quadrinhos. De acordo com a consultora de Português Maria José Nóbrega, uma das elaboradoras dos PCN de 5ª a 8ª séries, entre as vantagens de utilizar esse recurso na alfabetização está a possibilidade de a turma ler textos só em letras maiúsculas. "Isso permite exercitar a autonomia da leitura recém-conquistada", justifica.

Um comentário:

  1. É EXCELENTE TRABALHAR COM GIBIS, VOCÊ PROFESSOR PODE PEDIR AOS ALUNOS (INDIVIDUALMENTE, EM DUPLA OU GRUPO) QUE ELABOREM HISTÓRIAS EM QUADRINHOS.

    ResponderExcluir