leile_pinto@hotmail.com

sexta-feira, 2 de março de 2012

MINISTRO DESAFIA ESTUDANTES A PARTICIPAR DA OLIMPÍADA

Matemática

Ministro desafia estudantes a participarem da 8ª Olimpíada

Guilherme Fernandes, 17 anos, um dos estudantes homenageados no lançamento da 8ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep), nesta quinta-feira, 1º, foi representado pela mãe, a jornalista Lídia Costa. O motivo da ausência do pentacampeão do Obmep é o fato de ele estar cursando engenharia no Instituto de Tecnologia da Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos (SP), uma das instituições de ensino mais conceituadas do país. As aulas no ITA começaram em 27 de fevereiro.

Participante da Obmep desde os 13 anos de idade, Guilherme, segundo Lídia, é também medalhista de olimpíadas do conhecimento, de astronomia, de física e química. Nos últimos seis anos, ele conquistou 18 medalhas. “Mas foi a Obmep que o despertou para o estudo da matemática e o incentivou a trilhar esse caminho até chegar ao ITA”, explica a mãe.

Guilherme, que estudou no Colégio Militar de Brasília, também foi aprovado no curso de engenharia mecânica na Universidade de Brasília — obteve o terceiro lugar geral, em 2011 —, e no Instituto Militar de Engenharia (IME) do Rio de Janeiro.

Na solenidade de lançamento da 8ª Obmep e de divulgação dos vencedores da sétima edição, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, convidou escolas e professores a fazer a inscrição, até 30 de março, e desafiou os estudantes a participarem da competição: “Quem estuda escolhe o que vai fazer na vida; quem não estuda é escolhido”.

Segundo o ministro, a participação de 18,7 milhões de estudantes na edição do ano passado é um dado espetacular, um resultado fantástico. Ao falar aos estudantes, ele lembrou que a olimpíada não é apenas um concurso, mas um processo que abre portas. No programa Ciência sem Fronteiras, por exemplo, os medalhistas contam pontos na hora de conquistar bolsas de estudos para graduação e pós-graduação no exterior. O ministro destacou também que os ganhadores de medalhas de ouro concorrem anualmente à olimpíada internacional de matemática, evento que abre ainda mais portas.

Ao estudante Hector Rocha, do Centro de Ensino Fundamental do Núcleo Bandeirante, Distrito Federal, Mercadante entregou a obra Grandes Cientistas Brasileiros e recomendou que continue participando da Obmep. Hector ganhou medalha de ouro na sétima edição, em 2011.

Também presente à solenidade, o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, homenageou os educadores das escolas públicas, representados por Antonio Cardoso do Amaral, que leciona na escola Estadual Augustinho Brandão e na municipal Teotônio Ferreira, de Cocal dos Alves, Piauí. “Antonio Cardoso é um ícone da atuação dos professores, é dedicado e tem visão de futuro”, disse Raupp. Estudantes das duas escolas piauienses conquistaram, na Obmep de 2010, quatro medalhas de ouro, três de prata, cinco de bronze e 12 menções honrosas.

Inscrições — Na Obmep, a inscrição dos estudantes deve ser feita pelas escolas. Podem participar alunos do sexto ao nono ano do ensino fundamental e das três séries do ensino médio. Na edição deste ano serão premiados 500 estudantes com medalhas de ouro, 900 com prata e 3,1 mil com bronze. Também serão entregues certificados de menção honrosa. Projeto de estímulo ao estudo da matemática, a olimpíada é voltada para as escolas públicas, estudantes e professores de todo o país.

O regulamento da oitava edição da olimpíada prevê:

• 30 de março — Encerramento das inscrições
• 5 de junho — Aplicação das provas da primeira fase nas escolas
• 26 de junho — Último prazo para as escolas enviarem os cartões-resposta dos classificados para a segunda fase
• 15 de agosto — Divulgação dos classificados para a segunda fase e do local de realização das provas
• 15 de agosto a 14 de setembro — Período para as escolas indicarem, na página eletrônica da Obmep, os professores dos alunos classificados para a segunda fase
• 15 de setembro — Provas da segunda fase, às 14h30 (horário de Brasília)
• 30 de novembro — Divulgação dos premiados na página eletrônica da olimpíada.

Promovida pelos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação, a Obmep é realizada pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa), com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Na sétima edição, em 2011, recebeu 18,7 milhões de inscrições de alunos de 44,6 mil escolas das 27 unidades da Federação.

Ionice Lorenzoni

Nenhum comentário:

Postar um comentário