leile_pinto@hotmail.com

domingo, 25 de março de 2012

EDUCAÇÃO NA FINLÂNDIA - ESSA MATÉRIA É DIGNA DE NOSSA ATENÇÃO!

Os segredos da educação finlandesa
A Finlândia consegue ter os alunos mais bem preparados do mundo com medidas simples e ênfase na formação dos professores



Texto
Thomaz Favaro

Foto: Ricardo Correa

O ensino de qualidade na Finlândia é para todos

1. Gasto público em educação: a Finlândia é um dos países que mais investem em educação em relação ao PIB (6,1%). No Brasil, são 3,9% do PIB. O fato de a Finlândia ser a nação com menor índice de corrupção do mundo faz com que o aproveitamento do dinheiro seja ainda maior.

2. A exigência com os professores é alta e a carreira, concorrida. O vestibular para ser professor é um dos mais disputados do país. Apenas 10% dos candidatos são aprovados. Exceto na pré-escola, o mestrado é pré-requisito para lecionar.

3. Ênfase nos professores: o mestrado é pré-requisito para um professor ser contratado na Finlândia (100% dos professores têm). No Brasil, basta ter o diploma de nível superior, que se tornou o obrigatório no ano passado (2% têm mestrado).

4. A mesma qualidade para todos. A discrepância no desempenho entre as escolas do país é a menor do mundo. O governo mantém um sistema sigiloso de avaliação das escolas (99% são públicas) e os diretores são informados sobre o desempenho delas.

5. Os piores alunos não são deixados para trás. Dois em cada dez estudantes recebem aulas de reforço. Por causa disso, os índices de repetência são baixíssimos

Um comentário:

  1. Mais uma bela e importante matéria minha cara Leile. A educação de qualidade é um direito universal. Porém, as nações capitalistas não priorizam a educação de qualidade, porque sabe que a educação é o maior instrumento de mudança que existe no mundo. Infelizmente este exemplo da Finlândia nunca será regra enquanto o modo de produção capitalista vigorar... Um abraço forte!!!

    ResponderExcluir